Xiaomi quer superar Samsung e se tornar a maior fabricante de celulares até 2024

Xiaomi quer superar Samsung e se tornar a maior fabricante de celulares até 2024

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 05 de Novembro de 2021 às 09h45
Xiaomi

A Xiaomi continua dividindo com Apple e Samsung o pódio de maiores fabricantes de smartphones do mundo, mas uma nova entrevista concedida pelo vice-presidente da empresa Lu Weibing revela que os planos da marca são ambiciosos.

Weibing esclareceu que Lei Jun, o atual CEO da Xiaomi, tem como objetivo posicionar a marca como maior fabricante de smartphones do mundo nos próximos três anos, até 2024.

Para desbancar Apple e Samsung, Xiaomi precisará tornar seus celulares ainda mais competitivos (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

O executivo destaca a importância da China, que "atuará como a base de acampamento da Xiaomi" para atingir tal objetivo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Outro ponto forte ficará para os canais físicos de venda, como lojas, quiosques e mais, uma vez que 70% das vendas de smartphones na China acontecem em pontos físicos, deixando apenas 30% para compras online.

Xiaomi cai para terceira posição

Xiaomi 11 Lite 5G NE foi um dos modelos mais recentes lançados no Brasil (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

Levantamentos mais recentes da empresa de análise de mercado Counterpoint Research revelam que durante o terceiro trimestre de 2021 a Xiaomi ficou atrás da Apple em vendas.

A Gigante de Cupertino vendeu mais de 48 milhões de celulares entre agosto e setembro, enquanto a Xiaomi vendeu 44,4 milhões. Considerando que a linha iPhone 13 só começou a chegar de fato a uma ampla gama de países entre o final de setembro e meados de outubro, podemos ter resultados ainda mais expressivos para a Apple no último trimestre, algo que a Xiaomi tenta compensar com o lançamento da linha Redmi Note 11.

iPhone 13 impulsiona Apple no fim do terceiro trimestre (Imagem: Reprodução/Apple)

Já a Samsung segue soberana com seus 69 milhões de celulares vendidos no terceiro trimestre. Provando ser uma gigante da indústria que a Xiaomi terá trabalho em desbancar.

Fonte: Lu Weibing (em chinês), Counterpoint Research

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.