Redmi K50 pode trazer de volta recurso abandonado há anos

Redmi K50 pode trazer de volta recurso abandonado há anos

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 01 de Novembro de 2021 às 14h50
Divulgação/Redmi

No início de 2019 a Xiaomi apresentou ao mercado chinês a nova linha Redmi K20 oferecendo preço baixo e processador de alta potência como diferenciais, além de recursos interessantes como a câmera retrátil e o leitor biométrico sob a tela, sendo este um recurso deixado de lado nos anos seguintes. Mas pelo visto o hiato pode chegar ao fim com o novo Redmi K50.

Uma publicação feita pelo vazador chinês DigitalChatStation na rede social Weibo revelou que a Xiaomi prepara dois novos smartphones da Redmi. Os intermediários seriam equipados com chip Snapdragon 778G, bateria de 4.500 mAh e tela OLED com leitor biométrico integrado.

É esperado que o sensor de impressões digitais por baixo da tela ofereça a tecnologia óptica em vez da mais veloz e confiável tecnologia ultrassônica, buscando manter a proposta de custo-benefício da linha.

Redmi K20 foi o único da linha com leitor biométrico sob o display (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Ainda não existem maiores detalhes a respeito da linha Redmi K50, mas é esperado que a Xiaomi apresente alterações em design e siga apostando no custo-benefício com preço competitivo e ótimas especificações.

A atual linha de smartphones consiste no Redmi K40, Redmi K40 Pro, Redmi K40 Pro Plus e Redmi K40 Gaming Edition, modelos lançados em outros mercados com nomes como Mi 11X, Mi 11X Pro, Poco F3, Xiaomi Mi 11i e Poco F3 GT.

Xiaomi Mi 11i (indiano) e Xiaomi Mi 11i (global)

Não contente em já possuir um Mi 11i no mercado global (que é o Redmi K40 Pro Plus), a Xiaomi já prepara um 11i no mercado indiano, que não passa do Redmi Note 11 Pro. Ainda não se sabe, porém, se o modelo chegaria como Redmi 11i ou ainda como Xiaomi 11i, o que causaria uma confusão ainda maior no público.

Não foi comentado se o Redmi K50 será um projeto novo ou reciclado (como os modelos acima), mas é esperado que novas informações, sejam elas oficiais ou vazadas, comecem a surgir nas próximas semanas.

Fonte: Digital Chat Station (em chinês)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.