Depois da Apple, Samsung também cogita vender celulares sem carregadores em 2021

Por Rubens Eishima | 08 de Julho de 2020 às 12h11
Samsung/reprodução
Tudo sobre

Samsung

Saiba tudo sobre Samsung

Ver mais

A Samsung Electronics estaria planejando não incluir carregadores nas caixas de alguns smartphones. O boato, publicado no site sul-coreano ETNews, foi atribuído a fontes da indústria de celulares. O motivo principal seria uma possível redução nos custos.

Apesar do baixo custo de fabricação, a exclusão do acessório tem sido vista como uma alternativa para melhorar a competitividade das fabricantes, especialmente nos segmentos com margens de lucros menores, caso de aparelhos básicos e intermediários. Nos últimos meses, a Samsung teve sua liderança no mercado de celulares tomada pela Huawei.

Outro argumento apresentado foi que, com a padronização dos cabos para recarga — primeiro o micro-USB, depois o USB-C —, muitos clientes já possuem carregadores em excesso. A discussão já circula há anos na Comissão Europeia, preocupada principalmente com a geração de lixo eletrônico.

As fontes consultadas pelo ETNews também atribuíram o plano ao 5G, alegando que a redução de custo ao não distribuir o acessório ajudaria a compensar a tendência de aumento dos preços com a adoção da nova rede de telefonia.

A decisão ainda não estaria tomada, segundo os sul-coreanos. Um dos motivos alegados é a forma com que os consumidores reagiriam à mudança depois de tantos anos tendo o carregador incluído no kit básico dos celulares.

Venda de carregadores avulsos pode ser beneficiada com a medida (imagem: Samsung)

Mais considerações

Um ponto geralmente ignorado é que não incluir o carregador permite reduzir as medidas das caixas, o que tem o potencial de diminuir o custo das embalagens, além do transporte e armazenamento dos celulares (ainda que por poucos centavos).

Além disso, a margem de lucro com a venda de acessórios, incluindo carregadores, costuma sem maior, independente do fabricante.

Apple também consideraria a mudança

O boato publicado na imprensa sul-coreana chega em um momento em que a Apple também é cotada para remover o acessório das caixas de celulares. No caso do iPhone, o corte de custos afetaria até mesmo o fone de ouvido, acessório já descartado de alguns smartphones Android.

Fonte: ETNews  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.