Samsung Galaxy Fold esgota em seu primeiro dia de vendas no Brasil

Por Felipe Demartini | 24 de Janeiro de 2020 às 22h45
Reprodução: CNET
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy Fold

Ficha técnica

A Samsung anunciou que todas as unidades do Galaxy Fold destinadas à venda no Brasil se esgotaram nas primeiras 24 horas de venda do aparelho por aqui. A marca foi obtida entre a noite de quarta-feira (22) e quinta (23), com a comercialização do modelo acontecendo apenas pelo site oficial da marca, onde ele saía por nada amigáveis R$ 12.999.

A marca, entretanto, não informou o total de unidades vendidas no Brasil. Por aqui, a empresa adotou um modelo de flash sale, com o dispositivo sendo vendido apenas nestas 24 horas iniciais e em uma única versão, de cor preta e com 512 GB de memória interna. O restante das especificações, por outro lado, é semelhante ao das versões internacionais, com tela dobrável de 7,3 polegadas e display externo de 4,6 polegadas.

Outras configurações incluem um trio de câmeras na parte traseira e uma dupla na parte da frente, bem como o processador Snapdragon 855, da Qualcomm, e o sistema operacional Android 9. Tornando-se o smartphone mais caro do Brasil, o Fold acompanhava um par de fones de ouvido Galaxy Buds e serviço de atendimento personalizado 24 horas ou prioridade na assistência técnica, podendo ser adquirido também em 12 parcelas sem juros.

Por mais que a Samsung não goste de falar em números específicos, ela comentou as vendas do Galaxy Fold recentemente, durante a CES 2020. Segundo o CEO da empresa, Koh Dong-Jin, o smartphone já teve de 400 mil a 500 mil unidades comercializadas em todo o mundo desde setembro de 2019, quando foi disponibilizado em lojas dos Estados Unidos, Ásia e Europa. Originalmente, a fabricante falava em uma expectativa de um milhão de celulares vendidos, mas não voltou a comentar o assunto.

Considere você esse total baixo ou alto, levando em conta os números totais de smartphones de topo de linha ou apenas o nicho dos dobráveis, a verdade é que o total coloca o Fold à frente de outros modelos da mesma faixa, incluindo seu principal rival, o Huawei Mate X. O smartphone da marca chinesa teria fechado 2019 com cerca de 200 mil unidades vendidas, mas é importante frisar que ele chegou às lojas em novembro, dois meses depois do dispositivo da Samsung, e somente na China. Ainda por cima, ele é US$ 400 dólares mais caro que o concorrente.

Por enquanto, não existe previsão de chegada de um novo lote do Galaxy Fold ao Brasil, nem informações sobre uma nova abertura de vendas. Em comunicado oficial, a Samsung comemorou o sucesso no país, agradecendo aos clientes e celebrando a chegada de uma nova categoria de dispositivos móveis.

Fonte: Samsung

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.