Samsung aposta no 5G para o mercado de massa como resposta ao efeito da COVID-19

Por Rubens Eishima | 30 de Abril de 2020 às 09h30
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy A71

Ficha técnica

Com os impactos da COVID-19 ainda em curso, a Samsung divulgou em seu balanço financeiro do primeiro trimestre do ano como espera conter os efeitos da pandemia nos próximos meses. Uma das metas apresentadas é expandir a oferta de smartphones 5G a novos segmentos.

No geral, a Samsung Electronics – divisão da empresa que inclui celulares, componentes como memória RAM, televisores e outros eletrônicos – teve um resultado positivo na comparação com o mesmo período de 2019, com um crescimento no faturamento de 5,6% e no lucro operacional de 200 bilhões de wons (cerca de R$ 880 milhões).

A divisão de celulares apresentou aumento no lucro, tanto na comparação com o último trimestre de 2019 quanto com o primeiro, mesmo com uma queda nas vendas no final do período.

O relatório já adianta que o balanço do segundo trimestre sofrerá uma queda em decorrência da COVID-19, inclusive entre o segmento de celulares, com impactos nas divisões que fabricam componentes, por exemplo as telas OLED.

Para a segunda metade do ano, as perspectivas não são diferentes. Por isso, a empresa espera otimizar a alocação de recursos a curto prazo, além de mudar um pouco a oferta de produtos.

5G para as massas

Na divisão de celulares, a empresa definiu como objetivos lançar novos modelos premium – já eram esperados para o final do ano novos modelos nas linhas Galaxy Note e Fold – além da expansão de dispositivos 5G para o “mercado de massa”, aproveitando o crescimento das redes de nova geração.

O investimento em 5G pode gerar um efeito positivo em cadeia, aumentando a demanda por processadores mais avançados e memória na divisão de componentes da Samsung. Outra área que a empresa espera continuar aquecida é a de sensores de imagem, especialmente os de maior resolução.

Os primeiros sinais da estratégia já estavam em curso, com o lançamento de versões 5G do Galaxy A51 e Galaxy A71. Será que teremos mais modelos das linhas A e M com conexão 5G?

Fonte: Samsung  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.