Redmi Note 10 Pro vs Galaxy A72: competentes, mas cada um com suas vantagens

Por Gustavo de Lima Inacio | 20 de Abril de 2021 às 11h00
Montagem/Canaltech

Em março desse ano, tanto a Xiaomi quanto a Samsung apresentaram ao mundo suas novas famílias de dispositivos intermediários. No lado da chinesa, vimos a revelação da série Redmi Note 10, que tem como modelo mais forte o Redmi Note 10 Pro. No caso da sul-coreana, vimos a oficialização da nova família Galaxy A, com o melhor smartphone 4G sendo o Galaxy A72.

Os dois modelos contam com conjuntos bastante competentes, mas possuem algumas diferenças bem importantes que podem fazer com que um deles tenha vantagens quando analisado no caso a caso. Por isso, a ideia aqui é colocar os aparelhos lado a lado para ver qual deles tem superioridade em relação ao outro.

Design

Redmi Note 10 Pro (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

Os dois aparelhos chegam ao mercado com abordagens diferentes na construção. Ainda que ambos possuam pintura fosca que dá um visual mais moderno e ajuda a evitar marcas de dedo, o Redmi Note 10 Pro tem traseira em vidro Corning Gorilla Glass 5, enquanto o modelo da Samsung tem acabamento de plástico. Eles também têm um retângulo no canto superior esquerdo que abriga as suas quatro câmeras traseiras e o flash de LED, mas enquanto o módulo tem cor preta e uma moldura prateada no Xiaomi, ela é na cor do smartphone no Galaxy A72.

O leitor de impressão digital fica na lateral, embutido no botão de energia do Redmi, que ainda tem botões de volume sempre no lado direito. A disposições dos botões é a mesma no modelo da Samsung, mas nesse caso o leitor de impressões digitais está sob a tela do aparelho. Na frente, os dois trazem um furo na parte superior central da tela para guardar a câmera frontal.

Samsung Galaxy A72 (Imagem: Reprodução/Samsung)

Tratando de cores, vemos que o dispositivo da Samsung tem uma opção a mais, sendo quatro no total, que são: preto, branco, roxo e azul. Por outro lado, o modelo da chinesa traz três variedades para o público, sendo então o cinza, azul e o bronze. Como citado, em ambos os casos, existe uma finalização fosca.

Com relação a dimensões e peso, o modelo da Xiaomi é um pouco menor e mais leve que o da Samsung, com 164 x 76,5 x 8,1 mm e 193 gramas contra 165 x 77,4 x 8,4 mm e 203 gramas. Ambos contam com conectores USB-C e P2 para fone de ouvido na parte inferior, mas apenas o Galaxy A72 tem certificação IP67 que permite submersão rápida em água doce (até 1 metro por 30 minutos), sendo o Redmi Note 10 Pro apenas resistente a respingos graças ao IP53.

Tela

  • Redmi Note 10 Pro: 6,67 polegadas, resolução Full HD+ (1080x2400 pixels), Super AMOLED, 1200 nits, taxa de atualização de 120 Hz;
  • Samsung Galaxy A72: 6,7 polegadas, resolução Full HD+ (1080x2400 pixels), Super AMOLED, 800 nits, taxa de atualização de 90 Hz;
Redmi Note 10 Pro (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

O tamanho das telas é muito parecido entre si, com 6,7 polegadas no Galaxy e 6,67 polegadas no Redmi. Além disso, eles contam com a tecnologia Super AMOLED, que deixa as cores mais vivas e vibrantes, ao mesmo tempo que entregam preto "de verdade", ótimo para consumo de conteúdo e economia de energia.

Os dois trazem uma maior taxa de atualização de tela, sendo 90 Hz no Galaxy A72 e 120 Hz no Redmi Note 10 Pro. Com isso, o dispositivo da marca chinesa, tem uma tela um pouco mais fluida, com uns movimentos suaves, que trazem uma melhor sensação durante o uso.

Outra coisa que muda é o nível de brilho que cada um atinge, com o Samsung atingindo 800 nits, enquanto 1200 nits são alcançáveis no Xiaomi. Dessa forma, vemos que o chinês oferece uma maior legibilidade em situações de ambientes com muita iluminação, principalmente sob o sol.

Câmeras

  • Samsung Galaxy A72: 64 MP (principal, f/1.8) + 12 MP (ultra grande-angular, f/2.2) + 5 MP (macro, f/2.4) + 8 MP (teleobjetiva, 3x zoom, f/2.4) + 32 MP (frontal, f/2.2);
  • Redmi Note 10 Pro: 108 MP (principal, f/1.9) + 8 MP (ultra grande-angular, f/2.2) + 5 MP (macro, f/2.4) + 2 MP (profundidade, f/2.4) + 16 MP (frontal, f/2.5);
Samsung Galaxy A72 (Imagem: Reprodução/Samsung)

Em câmeras, o Redmi Note 10 Pro chega com 108 MP enquanto o Galaxy A72 tem 64 MP, com vantagem de ter estabilização óptica de imagem (OIS) e abertura f/1.8. Essa diferença deve ser notada em ambientes de iluminação mais precária, já que a combinação de abertura maior com OIS deve ajudar a ter imagens mais nítidas e sem borrões.

A câmera ultra grande angular tem a mesma abertura, mas a quantidade de pixels no modelo da Samsung é maior, com um sensor sendo capaz de produzir imagens de 12 MP no sul-coreana contra 8 MP do chinês. A quarta câmera é bem diferente, sendo uma de profundidade de 2 MP no Redmi Note 10 Pro, contra uma teleobjetiva de 8 MP capaz de atingir 3x de zoom óptico no Galaxy, que também conta com OIS para não tremer suas capturas com zoom. Além disso, eles compartilham uma câmera macro com números idênticos.

Por fim, no Galaxy A72 tem uma câmera de 32 MP com maior abertura de lente, contra uma de 16 MP no Xiaomi.

Processador e memória

  • Redmi Note 10 Pro: Snapdragon 732G Octa-core (2x 2,3 GHz Kryo 470 Gold + 6x 1,8 GHz Kryo 470 Silver);
  • Samsung Galaxy A72: Snapdragon 720G Octa-core (2x 2,3 GHz Kryo 465 Gold + 6x 1,8 GHz Kryo 465 Silver).
Redmi Note 10 Pro (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

O hardware também tem algumas diferenças, com o Redmi tendo um pouco mais de folga para lidar com as tarefas mais comuns de 2021 comparado com o Galaxy. Ainda assim, a difereça na prática não deve ser tão sentida entre ambos os modelos, especialmente em tarefas do cotidiano como acesso a redes sociais e navegação web, com ambos trazendo mesma velocidade nos núcleos e até a mesma GPU Adreno 618.

Em questão de memórias, vemos que o Galaxy A72 chega em variante única com apenas 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno, expansão de memória via cartão microSD. No caso do Redmi Note 10 Pro também temos apenas uma versão disponível oficialmente no Brasil até aqui, mas ainda que traga os mesmos 128 GB de espaço interno temos 8 GB de memória RAM, o que permitirá, em teoria, que mais apps fiquem abertos em segundo plano.

Bateria

Aqui, os números são bastante parecidos entre si. O aparelho da fabricante sul-coreana foi apresentado ao mundo com um salto na bateria comparado com o antecessor, tendo agora seus 5.000 mAh, com suporte a carregamento rápido de 25 watts. Por outro lado, o Redmi Note 10 Pro chegou ao mundo com uma célula de 5.020 mAh, com suporte a carregamento rápido de 33 watts, que segundo a Xiaomi em apenas 30 minutos pode carregar o aparelho de 0 a 59%.

Dessa forma, vemos que, apesar de talvez terem uma pequena diferença na duração por conta dos componentes e do software, os dois smartphones devem ser capazes de oferecer ao usuário cerca de um dia e meio de uso mediano. Além disso, a tendência é de que o chinês traga uma velocidade de carregamento maior, levando menos tempo plugado na tomada.

Recursos extras

Samsung Galaxy A72 (Imagem: Reprodução/Samsung)

O Galaxy A72 e o Redmi Note 10 Pro são modelos intermediários e, portanto, não trazem muitos recursos a mais, apesar de ainda terem suas cartas na manga. Os dois contam com leitura de impressão digital, mas no caso do Redmi vem um leitor físico na lateral direita, junto ao botão de energia, enquanto a Samsung traz a tecnologia embutida sob a tela do aparelho.

Passando para conectividade, vemos que os dois contam com Wi-Fi dual-band, mas o Galaxy A72 tem Bluetooth 5.0 contra Bluetooth 5.1 do Redmi Note 10 Pro. Ao mesmo tempo, vemos que o chinês tem resistência IP53 contra respingos, contra uma resistência IP67 contra água e poeira no Galaxy, que garante que ele deve sobreviver a uma submersão por até 1 metro de profundidade por até 30 minutos.

Por fim, ambos contam com NFC para pagamentos por aproximação, saída de som estéreo, otimizado com tecnologia Dolby Atmos no caso do sul-coreano, e conexão P2 para fones de ouvido, mas apenas o Redmi Note 10 Pro tem um infravermelho para usar o celular como controle remoto universal enquanto o Galaxy A72 tem como trunfo a garantia de update de três anos de versões do Android e ao menos quatro anos de correções de segurança.

Redmi Note 10 Pro vs Galaxy A72: qual vale a pena? 

Redmi Note 10 Pro (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

O Redmi Note 10 Pro chega ao mercado com uma tela com maior taxa de atualização e nível de brilho, é um pouco menor e mais leve, tem uma câmera principal com maior quantidade de megapixels, processador um pouco mais forte, infravermelho para usar o celular como controle remoto e carregador mais potente, além de ter construção mais refinada com vidro na traseira.

Por outro lado, o Galaxy A72 tem tela um pouco maior, leitor de impressões digitais sob a tela, suporte a Samsung Pay, câmeras principal e de zoom com OIS, uma câmera ultra grande angular e frontal mais competentes, performance que chega perto ao concorrente e resistência IP67, além de maior garantia de suporte em software.

Dessa forma, é preciso avaliar bem o preço de cada um deles, assim como o que cada um oferece para você, para então ser capaz de ver qual vai atender às suas necessidades e gostos.

Redmi Note 10 Pro: ficha técnica

  • Tela: Super AMOLED de 6,67'', Full HD (1080 x 2400 pixels), 120 HZ;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 732G;
  • Memória RAM: 6 GB ou 8 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB ou 128 GB com suporte para micro SD;
  • Câmera traseira: 108 MP (principal) + 8 MP (ultrawide) + 5 MP (macro) + 2 MP (profundidade);
  • Câmera frontal: 16 MP;
  • Dimensões: 164 x 76,5 x 8,1 mm;
  • Peso: 193 gramas;
  • Bateria: 5.020 mAh com carregamento rápido de 33 W;
  • Extras: NFC, infravermelho, leitor de digitais lateral, alto-falantes estéreo, proteção contra respingos d'água;
  • Cores disponíveis: cinza, azul, bronze;
  • Sistema operacional: Android 11.

Samsung Galaxy A72: ficha técnica

  • Tela: 6,7 polegadas, resolução Full HD+, Super AMOLED, 800 nits, taxa de atualização de 90 Hz;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 720G;
  • Memória RAM: 6 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Câmera traseira: 64 MP (principal, f/1.8) + 12 MP (ultra grande-angular, f/2.2) + 5 MP (macro, f/2.4) + 8 MP (telefoto, f/2.4);
  • Câmera frontal: 32 MP;
  • Dimensões: 165 x 77.4 x 8.4 mm;
  • Peso: 203 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: certificação IP67, recarga rápida, leitor de digitais na tela, alto-falantes estéreo com Dolby Atmos, zoom óptico de 3x;
  • Cores disponíveis: azul, preto, branco, violeta;
  • Sistema operacional: One UI 3.1 sob o Android 11.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.