Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Realme Note 50 chegará “em breve” ao Brasil, confirma marca

Por| Editado por Wallace Moté | 24 de Janeiro de 2024 às 16h56

Link copiado!

Divulgação/Realme
Divulgação/Realme
Tudo sobre Realme

Após ter anunciado o Note 50 como seu novo smartphone básico, a Realme confirmou que o dispositivo será vendido no Brasil em breve. Ao mesmo tempo, a empresa aproveitou para reforçar algumas características do aparelho, que promete trazer especificações “nunca antes vistas no segmento de aparelhos mais acessíveis”. 

Trata-se do primeiro representante da linha Note, que chegou ao mercado das Filipinas e acaba de ganhar versão global. Na prática, ele é uma opção bastante parecida com o Realme C53, que já está disponível para compra no Brasil.

Continua após a publicidade

O novo smartphone será vendido no Brasil com 128 GB de armazenamento interno, representando o dobro dos 64 GB vistos no Note 50 anunciado anteriormente. Ele terá 8 GB de RAM incluindo a RAM Dinâmica, mas é provável que a memória tradicional fique em 4 GB. 

Por outro lado, ele mantém o mesmo processador Unisoc T612, que também aparece no C51. Este conjunto atingiu 245.343 pontos na plataforma AnTuTu, superando alguns concorrentes do segmento de entrada. 

Realme Note 50 tem Mini Cápsula

O smartphone ainda traz uma tela IPS LCD de 6,74 polegadas, com resolução de 1.600 x 720 pixels e taxas de atualização a 90 Hz. Ele também possui a solução Mini Cápsula desenvolvida pela Realme, que mostra informações como o status de carregamento e uso de dados de uma forma mais interativa. 

Seu conjunto de câmeras tem um sensor principal de 13 MP, em vez do componente de 50 MP visto no C53. Na parte frontal, um componente de 5 MP é responsável pelas selfies e chamadas de vídeo. 

A bateria do celular é outra característica destacada pela Realme, com capacidade de 5.000 mAh e resistência para 1.200 ciclos de carga, mantendo 80% da vida útil. Na prática, isso significa que o dispositivo deve entregar pelo menos três anos de uso neste quesito, até que alguma diferença notável na autonomia seja vista. 

Sua construção tem certificação IP54, que garante resistência contra água e poeira. Há ainda proteção contra quedas, por meio de uma estrutura de alumínio fundido que promete entregar durabilidade e boa experiência por até quatro anos. 

Continua após a publicidade

O celular roda o Android 13 de fábrica, com a interface Realme UI T Edition desenvolvida pela marca. Ela é uma versão parecida com a Realme UI tradicional, mas com recursos simplificados para aparelhos com componentes mais simples. 

A Realme ainda não divulgou exatamente quando o produto terá suas vendas iniciadas no Brasil, e nem qual será seu preço oficial. Contudo, considerando o valor cobrado pelo C53, é provável que ele custe menos de R$ 1.000.