OnePlus cancela 9 Pro mais barato para focar no modelo com 12 GB de RAM

OnePlus cancela 9 Pro mais barato para focar no modelo com 12 GB de RAM

Por Gustavo de Lima Inacio | Editado por Wallace Moté | 16 de Julho de 2021 às 11h09
Divulgação/OnePlus

A OnePlus realizou um evento em março onde apresentou ao mundo a sua mais recente geração de smartphones topo de linha, com a chegada do OnePlus 9 e OnePlus 9 Pro. Eles são os primeiros frutos de uma parceria entre a empresa e a gigante de câmeras Hasselblad, trazendo um grande foco justamente na qualidade fotográfica.

Durante a apresentação, a marca revelou que o modelo mais caro traria uma versão com 8 GB de memória RAM e 128 GB de espaço para armazenamento interno, assim como uma outra versão com 12 GB de RAM e mesma quantidade de armazenamento interno. Agora, a marca confirmou que, pelo menos nos Estados Unidos, a variante mais básica será abandonada.

Aparentemente, o OnePlus 9 Pro com 8 GB de RAM, que custava 969 dólares (cerca de R$ 4.953), nem chegou a ser oferecido, e o cancelamento acontecerá por conta da escassez global e problemas de fornecimento de peças. A variante de 12 GB será a única ainda à venda, com preço de 1.069 dólares (~R$ 5.465), tornando o aparelho 100 dólares mais caro, dessa forma.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Divulgação/OnePlus)

O OnePlus 9 Pro é um dispositivo com tela OLED de 6,7 polegadas com resolução Quad HD+ e taxa de atualização de 120 Hz. Seu processador é o Qualcomm Snapdragon 888, e ele conta com uma bateria de 4.500 mAh com carregamento rápido de 65 watts. Um dos destaques, ainda, é a certificação IP68 contra água e poeira.

Nas câmeras, ele traz um sensor principal de 48 MP, uma ultra grande angular de 50 MP, uma telefoto de 8 MP com zoom óptico de 3,3x e uma monocromática de 2 MP. Sua frontal é de 16 MP.

Recentemente, o aparelho foi alvo de notícias depois de identificarem que a marca reduzia propositalmente a performance do chipset para tentar entregar melhor duração de bateria. Agora, a pandemia acaba trazendo mais essa questão envolvendo o dispositivo.

Fonte: Android Police

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.