Moto G30 vs Galaxy M31: duelo de bateria grande e câmera com alta resolução

Por Felipe Junqueira | Editado por Wallace Moté | 30 de Maio de 2021 às 21h00
Montagem Canaltech

Os celulares começaram a oferecer baterias cada vez maiores nos últimos anos, como o Galaxy M31, que tem capacidade monstruosa, ou o Moto G30, que também oferece até dois dias de uso sem parar para recarregar.

E aí fica a dúvida: qual deles escolher na hora de comprar o próximo smartphone? Que diferenças há entre Moto G30 e Galaxy M31, o que torna o modelo da Motorola uma opção melhor do que o da Samsung e vice-versa?

Nos próximos parágrafos, Canaltech compara esses dois celulares, apresenta cada característica e mostra qual deles é mais indicado para cada tipo de necessidade. Assim, você poderá escolher seu aparelho com a tranquilidade de optar pelo melhor.

Design

Moto G30 mantém três das quatro câmeras traseiras alinhadas na vertical (Imagem: Ivo/Canaltech)

Não são muitas as diferenças visuais entre Moto G30 e Galaxy M31. Ambos contam com acabamento plástico, em uma pintura levemente fosca no modelo da Motorola e brilhante e com efeito degradê no celular da Samsung. As cores disponíveis no primeiro são cinza ou branco, que podem mudar de tonalidade dependendo da incidência da luz, e preto, azul ou rosa no M31.

Ambos trazem câmeras distribuídas em filas verticais, em um módulo separado da tampa traseira. O leitor de impressão digital fica centralizado, um pouco mais para a metade superior. Botões físicos estão presentes no lado direito de cada modelo, e o Moto G30 ainda tem um a mais, que serve para chamar um assistente virtual. Ambos ainda oferecem os mesmos conectores USB-C e P2, alto-falante mono e botões de volume e energia no lado direito.

Na frente, bordas mínimas e recorte em forma de gota para as câmeras frontais. O celular da Motorola é consideravelmente maior, apesar do tamanho da tela não ser tão diferente. São 165,2 x 75,7 x 9,1 mm e 200 gramas de peso, contra 159,2 x 75,1 x 8,9 mm e 191 gramas do Galaxy M31. Isso se dá pelo aproveitamento frontal, já que o Moto G30 tem cerca de 82% ocupado pelo visor, enquanto o M31 chega a 84%.

Galaxy M31 tem tela com recorte em formato de gota para a câmera frontal (Imagem: Divulgação/Samsung)

Tela

  • Moto G30: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels) e taxa de atualização de 90 Hz;
  • Galaxy M31: Super AMOLED de 6,4 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2340 pixels) e taxa de atualização de 60 Hz.

Em tela, há uma opção para cada preferência. Quer painel IPS LCD, com cores mais naturais e não precisa de brilho tão alto? Tem o Moto G30. Agora, se você gosta de cores mais vívidas, brilho bem alto e preto profundo, pode ir de Galaxy M31 que é o ideal.

Há uma vantagem que pode ser considerada clara no celular da Motorola: a taxa de atualização de 90 Hz, que deixa o conteúdo mais fluido, especialmente em animações e jogos. Não vai fazer diferença para quem consome mais vídeos, mas a navegação na internet fica mais fluida. Já o Galaxy M31 fica à frente no quesito nitidez, pois traz a resolução Full HD, com mais pixels que o visor HD do concorrente.

Moto G30 tem tela IPS LCD de 6,5 polegadas (Imagem: Ivo/Canaltech)

Câmeras

  • Moto G30: 64 MP (f/1.7, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade) + 13 MP (f/2.2, frontal);
  • Galaxy M31: 64 MP (f/1.8, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 5 MP (f/2.4, macro) + 5 MP (f/2.4, profundidade) + 32 MP (f/2.0, frontal).

Os conjuntos traseiros de câmeras são quase idênticos, com as mesmas opções de enquadramento e uma diferença apenas na abertura da lente principal e na resolução da macro e do sensor de profundidade. Sendo assim, ambos entregam fotos com bom nível de nitidez com a principal, ultra wide decente, macro um pouco superior a alguns concorrentes diretos e um sensor de profundidade que permite tirar fotos no modo retrato não apenas de pessoas, como também de objetos.

O que vai gerar algumas diferenças no resultado final é o processador de cada modelo, que lê as informações e registra de maneira um pouco diferente, além do tratamento do software de cada modelo. Mas para as redes sociais, você vai ter fotos bem satisfatórias em praticamente qualquer cenário em ambos. O Galaxy M31 ainda tem uma vantagem em vídeos, já que grava em 4K, contra 1080p de resolução máxima de gravação do Moto G30.

Nas selfies já tem uma boa diferença. Com mais resolução, o Galaxy M31 tende a registrar mais detalhes que o concorrente. Se você gosta de se fotografar bastante, ou tira muitas fotos em grupo com a frontal, talvez o modelo da Samsung seja o mais indicado.

Galaxy M31 divide bem a tampa traseira e o módulo das câmeras (Imagem: Divulgação/Samsung)

Processador e memória

  • Moto G30: Qualcomm Snapdragon 662 (11 nm, 4x 2,0 GHz Kryo 260 Gold + 4x 1,8 GHz Kryo 260 Silver), GPU Adreno 610;
  • Galaxy M31: Exynos 9611 (10 nm, 4x 2,3 GHz Cortex-A73 + 4x 1,7 GHz Cortex-A53), GPU Mali-G72 MP3.

O Snapdragon 662 é um processador bastante razoável, semelhante ao Snapdragon 665 lançado cerca de um ano antes e capaz de lidar com as tarefas do dia a dia sem engasgos nem travamentos. O Exynos 9611 é um equivalente da Samsung, e ainda tem fabricação mais avançada e velocidade dos núcleos maior.

No uso do dia a dia, você pode sentir uma pequena diferença entre os dois modelos só em tarefas mais pesadas. O Moto G30 vai lidar melhor com jogos porque tem GPU mais potente e conta com a otimização melhor dos próprios desenvolvedores, que pensam mais nas plataformas da Qualcomm na hora de criar os jogos.

O Galaxy M31 tem mais memória RAM, com 6 GB contra 4 GB do Moto G30. Não é algo que vá afetar muito o uso do dia a dia, a menos que você navegue muito entre aplicativos e use muitos apps pesados. O armazenamento é igual, de 128 GB, expansível com cartão microSD nos dois casos.

Câmera principal do Moto G30 tem 64 MP (Imagem: Ivo/Canaltech)

Bateria

  • Moto G30: 5.000 mAh, recarga de 20 W;
  • Galaxy M31: 6.000 mAh, carregamento de 15 W.

O Galaxy M31 tem capacidade de carga maior, com 6.000 mAh no total, contra 5.000 mAh do Moto G30. A Motorola calcula que seu modelo aguenta até dois dias de uso mediano, enquanto a Samsung prefere não dar uma estimativa, mas dá para acreditar que chegue a dois dias no mesmo tipo de uso tranquilamente.

Em recarga, as coisas se invertem, já que o G30 pode ser recarregado bem mais rápido por ter menos carga e mais potência.

Recursos extras

Lembrando que são aparelhos intermediários, não dá para esperar muita coisa em recursos a mais, mas também não quer dizer que esses modelos desapontem. Já trazem mais do que o básico, e certamente vão preencher os requisitos de muito consumidor em 2021.

Ambos oferecem o desbloqueio facial e por impressão digital, e possuem suporte a Wi-Fi dual-band e Bluetooth 5.0. Nada de NFC em nenhum dos dois, porém, mas ao menos ambos trazem USB-C e P2 para fone de ouvido. O áudio do alto-falante é mono nos dois casos.

Vermelho, preto e azul são as três cores do Galaxy M31 disponíveis (Imagem: Divulgação/Samsung)

A versão Android de fábrica é mais atualizada no modelo da Motorola, que já roda a versão 11, presente por atualização no Galaxy M31. A Motorola só promete uma atualização do sistema, além de dois anos de updates de segurança (contados a partir do lançamento), ao passo que a Samsung deve atualizar o Galaxy M31 pelo menos mais uma vez, também, além de oferecer atualizações de segurança por um ano a mais, no mínimo. Ou seja, os dois devem deixar de receber até mesmo pacotes de segurança mais ou menos na mesma época, além de parar no Android 12.

Moto G30 vs Galaxy M31: qual vale a pena?

Um comparativo bastante equilibrado, que deixa para cada consumidor fazer a sua escolha pelos detalhes. A boa notícia é que você tem todas as informações necessárias para fazer a sua, e poderá optar pelo seu celular com consciência de que é o melhor para o que você precisa.

O Moto G30 tem a tela um pouco maior e com taxa de atualização mais alta, que deixa o conteúdo mais fluido especialmente em jogos e navegação na internet e redes sociais. O conjunto de câmeras é bom para fotos no Instagram e afins e a bateria deve durar até dois dias em uso mediano, além de carregar mais rápido que a do concorrente deste comparativo. Por fim, o modelo da Motorola deve ter desempenho em jogos um pouco mais estável.

Já o Galaxy M31 tem processador mais veloz e mais memória RAM, o que deve fazer dele um companheiro melhor para quem só vai usar aplicativos mais comuns do dia a dia, além de ter câmeras também muito boas, com uma vantagem nas selfies e na macro, além da possibilidade de gravar vídeos em 4K. A bateria tem maior capacidade e pode durar um pouco mais, mas demora um tempo maior para fazer a recarga.

Ambos ainda possuem as mesmas opções de conectividade e devem ficar no mesmo patamar em relação a atualizações do sistema e de segurança.

Dito isso, a decisão de qual dos dois vale mais a pena cabe apenas a você, que agora tem todas as ferramentas para avaliar qual é melhor em cada ponto e, assim, definir o que entrega mais daquilo que você busca em um celular.

Moto G30: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels), 90 Hz;
  • Chipset: Snapdragon 662 Octa-core (4x 2,0 GHz + 4x 1,8 GHz);
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB expansíveis via microSD;
  • Câmera traseira: quádrupla de 64 MP (f/1.7, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade);
  • Câmera frontal: 13 MP f/2.2;
  • Dimensões: 165,2 x 75,7 x 9,1 mm (AxLxP);
  • Peso: 200 g;
  • Bateria: 5.000 mAh com carregador de 20 W;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi dual-band, leitor de impressão digital traseiro, 4G;
  • Cores disponíveis: preto ou branco;
  • Sistema operacional: Android 11.

Galaxy M31: ficha técnica

  • Tela: Super AMOLED de 6,4 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2340 pixels), 60 Hz;
  • Chipset: Exynos 9611 Octa-core até 2,3 Ghz GHz);
  • Memória RAM: 6 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB, expansível com cartão microSD;
  • Câmera traseira: quádrupla de 64 MP (f/1.8, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 5 MP (f/2.4, macro) + 5 MP (f/2.4, profundidade);
  • Câmera frontal: 32 MP f/2.0;
  • Dimensões: 159,2 x 75,1 x 8,9 mm (AxLxP);
  • Peso: 191 g;
  • Bateria: 6.000 mAh com carregador de 15 W;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi dual-band, leitor de impressão digital traseiro, NFC, 4G;
  • Cores disponíveis: azul, preto, rosa;
  • Sistema operacional: Android 10 atualizável para Android 11 com One UI.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.