Moto G20 vs Galaxy A12: escolha entre mais potência ou mais personalização

Por Felipe Junqueira | Editado por Wallace Moté | 03 de Julho de 2021 às 18h00
Montagem Canaltech

O Moto G20 foi lançado pela Motorola em maio de 2021 com destaque para a tela de 90 Hz e câmera de 48 MP. Já o Galaxy A12 está no mercado há mais tempo, tendo desembarcado no Brasil no comecinho do ano também com câmera de 48 MP, mas tela com taxa padrão de 60 Hz.

Dois celulares com muita bateria, bom processador, conjunto de câmeras cheio de opções e muitas características em faixa de preço semelhante podem deixar o consumidor em dúvida. Por isso, o Canaltech faz um comparativo entre Moto G20 e Galaxy A12, que deve ajudar quem está na busca por um novo celular a fazer a melhor escolha dentro daquilo que precisa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Veja abaixo todos os detalhes de tela, câmera, processamento, memória, bateria e recursos de cada um para decidir entre estes dois competentes dispositivos. No final, claro, a escolha só pode ser de quem compra, mas é sempre bom ter todas as ferramentas para fazer a opção consciente.

Design

Tela com taxa de atualização de 90 Hz é um dos diferenciais do Moto G20 (Imagem: Divulgação/Motorola)

Celulares em barra, com frontal quase toda ocupada pela tela, notch em formato de gota, laterais e traseira em plástico e conjunto de câmeras traseiro posicionado na parte superior esquerda. Não há muitas diferenças em design, apesar de os detalhes serem suficientes para identificar cada modelo, como a disposição dos sensores fotográficos no módulo, que é quadrado e tem o flash para fora no Galaxy A12 e retangular, com uma fila vertical de três câmeras e a quarta ao lado, formando um L, e o flash acima no Moto G20.

Ambos ainda possuem os botões físicos na lateral direita, sendo que o de energia do A12 tem o leitor de impressão digital embutido, recurso que fica na traseira do Moto G20. O dispositivo da Motorola ainda traz um botão extra para ativar o Assistente do Google. Na parte inferior, o celular da Samsung tem conector USB-C e P2, enquanto o concorrente tem apenas o primeiro, com a porta para fones de ouvido na parte superior.

Em relação às cores, o Galaxy A12 oferece o dobro de opções, e pode ser encontrado em azul, preto, branco ou vermelho. Já a Motorola lançou o G20 em um azul metálico, levemente acinzentado e discreto, e em um rosa pink.

Os visores trazem a mesma proporção 20:9 e tamanho diagonal de 6,5 polegadas com bordas mínimas, mas o Moto G20 possui dimensões um pouco maiores. São 165,3 x 75,7 x 9,1 mm e 200 g de peso no modelo da Motorola contra 164 x 75,8 x 8,9 mm e 205 gramas no da Samsung. A diferença no aproveitamento frontal, no entanto, é bem pequena, de 81,6% e 82,1%.

Tela do Galaxy A12 é semelhante à do concorrente, mas com taxa de atualização de 60 Hz (Imagem: Ivo/Canaltech)

Tela

  • Moto G20: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels) e taxa de atualização de 90 Hz;
  • Galaxy A12: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels) e taxa de atualização de 60 Hz.

Não há muito o que falar na questão das telas. Tamanho, tipo de painel e resolução são iguais, e ambos vão entregar mais ou menos a mesma qualidade de imagem, ficando uma pequena diferença no brilho, que de qualquer forma não será muito alto em nenhum dos dois, e na calibragem das cores, que vai focar nas cores naturais de qualquer maneira.

A grande diferença está na taxa de atualização da tela, maior no Moto G20. Isso significa que o aparelho da Motorola vai apresentar imagens mais fluidas em jogos e nas animações do sistema em geral, o que pode dar uma sensação de que a navegação no aparelho é mais suave. Para assistir vídeos, não deve ser notada qualquer diferença, já que a maioria das mídias traz 30 quadros por segundo, e a taxa de atualização do visor não muda a percepção durante a reprodução desses conteúdos.

Câmeras

  • Moto G20: 48 MP (f/1.7, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade) + 13 MP (f/2.2, frontal);
  • Galaxy A12: 48 MP (f/2.0, principal) + 5 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade) + 8 MP (f/2.2, frontal).
Moto G20 está disponível nas cores azul ou rosa (Imagem: Divulgação/Motorola)

Dois conjuntos quádruplos de câmeras com uma grande-angular de principal, uma ultra grande-angular, uma macro e um sensor de profundidade, ambos de 2 MP nesses dois últimos casos, e de 48 MP no primeiro, com diferença na abertura, maior no Moto G20, que permite, portanto, passar mais luz. Já a ultra wide tem uma diferença na resolução que é de 5 MP no Galaxy A12 e de 8 MP no modelo da Motorola.

O que isso significa? Não muita coisa, já que fotografia não depende apenas de questões técnicas como resolução ou sensibilidade à luz. O software é uma parte essencial, e a Samsung costuma fazer um trabalho melhor neste sentido do que a Motorola, mesmo entre os modelos mais baratos. No geral, você vai ter fotos decentes para redes sociais em ambos os modelos.

Nas selfies, mais uma vez resolução maior no Moto G20, que tem 13 MP contra 8 MP. A abertura é a mesma e, de novo, a questão do software pode fazer diferença e dar uma vantagem pequena ao Galaxy A12, mas no geral ambos vão entregar fotos razoáveis para as redes sociais.

Na gravação de vídeo, tudo igual: resolução máxima Full HD (1080p) tanto na câmera principal quanto na frontal dos dois modelos.

Processador e memória

  • Moto G20: Unisoc T700 (12 nm, 2x 1,8 GHz Cortex-A75 + 6x 1,8 GHz Cortex-A55), GPU Mali-G52 MP2;
  • Galaxy A12: Helio P35 (12 nm, 4x 2,35 GHz Cortex-A53 + 4x 1,8 GHz Cortex-A53), GPU PowerVR GE8320.
Módulo de câmera do Galaxy A12 lembra o lado 4 de um dado, e botão de energia tem leitor de impressão digital embutido (Imagem: Ivo/Canaltech))

Não parece pelas especificações, mas o Moto G20 tem processamento ligeiramente superior ao Galaxy A12, já que oferece arquitetura dos núcleos mais avançada. Quem só olhar para a velocidade, vai cravar que o modelo da Samsung é mais potente, e pode acabar se surpreendendo.

A pontuação do Moto G20 é superior à do Galaxy A12 nos testes de benchmark, o que comprova, em números frios, sua vantagem em processamento e também em capacidade gráfica. Além disso, o software da Motorola é mais limpo, e consegue entregar mais fluidez que dispositivos de algumas concorrentes com software mais personalizado.

Isso não quer dizer que o celular da Samsung não vá atender ninguém. Se a sua exigência for mais simples, de aplicativos mais comuns do dia a dia, há vantagens no modelo da sul-coreana além da questão do desempenho, que também não fica tão atrás assim para realmente valer a pena optar pelo Moto G20 só por conta disso.

Já a capacidade de memória é igual nos dois modelos, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno em ambos. As duas fabricantes informam o espaço livre aproximado, que é de 51 GB no Moto G20 e de 48 GB no Galaxy A12.

Bateria

  • Moto G20: 5.000 mAh, recarga de 10 W;
  • Galaxy A12: 5.000 mAh, carregamento de 15 W.
Moto G20 tem uma câmera a mais, totalizando quatro no conjunto traseiro (Imagem: Divulgação/Motorola)

A bateria tem a mesma capacidade nos dois modelos, com 5.000 mAh e promessa de até dois dias de uso sem precisar fazer uma recarga. Claro que tudo vai depender do uso de cada pessoa, e dá para dizer com tranquilidade que a maioria dos usuários vai conseguir passar um dia inteiro longe da tomada com ambos.

Porém, o Galaxy A12 tem velocidade de recarga maior, e pode ser uma opção mais interessante para os mais apressados, que não querem ficar muito tempo colados na tomada.

Recursos extras

Estamos falando aqui de dois celulares intermediários, projetados para entregar uma experiência bacana, mas ainda nada muito elaborado para o usuário, então não dá para esperar muita coisa em relação a recursos extras aqui. Os smartphones trazem um pouco mais do que o básico, e certamente vão preencher os requisitos de muito consumidor em 2021.

Ambos oferecem o desbloqueio facial e por impressão digital, Wi-Fi dual-band e Bluetooth 5.0. Nada de NFC ou áudio estéreo em nenhum dos dois, mas ao menos ambos trazem USB-C e P2 para fone de ouvido.

A interface é bastante limpa no Moto G20, inclusive o modelo não traz nem mesmo os gestos da Motorola. Já o Galaxy A12 traz várias opções extras da One UI 3 da Samsung, que é um pouco mais completa em recursos de personalização, principalmente, do que o Android chamado puro.

A versão Android de fábrica é mais atualizada no Moto G20, que já roda a versão 11, presente por atualização no Galaxy A12. Não há garantia da Motorola de liberar novas versões no seu modelo, ao passo que a Samsung deve no mínimo soltar o Android 12 no seu aparelho, que está na lista de atualizações de segurança por três anos, não de versões do sistema.

Galaxy A12 tem traseira com textura lisa embaixo e listras diagonais na parte superior (Imagem: Ivo/Canaltech)

Moto G20 vs Galaxy A12: qual vale a pena?

Dois bons intermediários com vantagens e desvantagens entre si. Sempre bom reforçar que o mais inteligente é buscar um aparelho que atenda às suas necessidades, considerando o seu orçamento. Aqui, são dois modelos que ficam na faixa até R$ 1.200 e, no momento de produção desta matéria, é mais fácil encontrar o dispositivo da Samsung a preço mais baixo que o da Motorola.

Porém, o Moto G20 entrega um pouco mais do que o seu concorrente. Além da tela com taxa de atualização mais fluida, ele também é mais potente e tem câmeras que captam mais luz e detalhes. E ainda tem um pouco mais de espaço livre, já descontando o que é reservado para o sistema.

Já o Galaxy A12 é mais vantajoso para quem faz questão de receber atualizações de segurança e sistema com alguma frequência, apesar de não ser nada igual a modelos de preço mais alto. A bateria também tem recarga mais veloz, e o dispositivo da Samsung pode ser mais interessante para quem gosta de interface com bastante opção extra.

Dito isso, a decisão sobre qual dos dois vale mais a pena cabe apenas a você, que agora tem todas as ferramentas para avaliar qual é melhor em cada ponto e, assim, definir o que entrega mais daquilo que você busca em um celular.

Moto G20: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels), 90 Hz;
  • Chipset: Unisoc T700 Octa-core até 1,8 GHz;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB expansíveis via microSD;
  • Câmera traseira: quádrupla de 48 MP (f/1.7, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade);
  • Câmera frontal: 13 MP f/2.2;
  • Dimensões: 165,2 x 75,7 x 9,1 mm (AxLxP);
  • Peso: 200 g;
  • Bateria: 5.000 mAh com carregador de 10 W;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi dual-band, leitor de impressão digital traseiro, 4G;
  • Cores disponíveis: azul ou rosa pink;
  • Sistema operacional: Android 11.

Galaxy A12: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels), 60 Hz;
  • Chipset: Helio P35 Octa-core até 2,35 GHz;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB, expansível com cartão microSD;
  • Câmera traseira: quádrupla de 48 MP (f/2.08, principal) + 5 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade);
  • Câmera frontal: 8 MP f/2.2;
  • Dimensões: 164 x 75,8 x 8,9 mm (AxLxP);
  • Peso: 205 g;
  • Bateria: 5.000 mAh com carregador de 15 W;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi 2,4 GHz, leitor de impressão digital lateral, 4G;
  • Cores disponíveis: azul, preto, vermelho, branco;
  • Sistema operacional: Android 10 atualizável para Android 11 com One UI.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.