Moto G10 vs Galaxy A21s: processador e interface são os maiores diferenciais

Por Bruno Bertonzin | Editado por Wallace Moté | 11 de Julho de 2021 às 12h00

Em meados de fevereiro, a Motorola trouxe ao mercado os novos modelos da linha Moto G. A fabricante decidiu remodelar sua série de sucesso que, agora, apresenta uma gama maior de celulares, indo desde modelos de entrada até flagships equipados com processadores mais potente.

Dentre esses novos modelos, a marca do grupo Lenovo anunciou o Moto G10. O celular mais simples da série foi criado com hardware de entrada para quem busca um smartphone mais básico, mas que não deixa de entregar um bom desempenho para o uso cotidiano.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O Moto G10, apesar de ter sido anunciado em 2021, acaba tendo concorrência do Galaxy A21s, lançado pela Samsung no segundo trimestre de 2020 como um bom intermediário para a época, mas que já caiu bastante de preço e agora figura entre os modelos mais básicos. Apesar de especificações parecidas, é importante conhecer as principais diferenças na hora de escolher o modelo ideal. E é nisso que o Canaltech vai ajudar com este comparativo.

Design

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Em relação ao design, os dois smartphones possuem um painel frontal bastante parecidos no que diz respeito às bordas — com um aproveitamento da tela consideravelmente bom, ambos possuem extremidades discretas, com apenas a parte inferior mais espessa. Uma diferença, porém, é o formato do recorte para a câmera de selfies: enquanto o Galaxy A21s possui um furo no canto superior esquerdo a Motorola aposta em um notch no formato de gota para o sensor.

Na parte traseira, algumas semelhanças ainda são vistas: ambos possuem um módulo retangular para abrigar o conjunto de câmeras traseiras, que nos dois casos conta com quatro sensores. Até o alinhamento delas é parecido — três estão posicionadas verticalmente, enquanto a quarta fica no canto inferior direito. Os únicos pontos de destaque para diferenciar são a quarta lente utilizada pela Motorola, que é mais discreta que o da Samsung, e a posição do flash LED, que no Moto G10 fica alinhado ao sensor do meio, enquanto no Galaxy A21s fica ao lado do primeiro.

Ainda na parte traseira, o Galaxy A21s possui o painel completamente liso, com o logo da marca mais abaixo do celular e o sensor de impressões digitais próximo ao módulo das câmeras. Já o Moto G10 possui a traseira com uma textura curvilínea e também conta com o sensor biométrico perto das câmeras, justamente onde fica o logo da Motorola.

Para completar o design, ambos os smartphones possuem corpo construído em plástico. O Moto G10 possui na lateral direita os botões físicos para controle de volume e energia e na esquerda a gaveta para SIM Card. Já na parte inferior são encontrados os conectores USB-C para carregamento e o alto-falante. Já a porta para fones de ouvido no padrão de 3,5 mm fica na parte superior do dispositivo.

Enquanto isso, o Galaxy A21s possui as teclas de volume e energia também do lado direito, assim como a gaveta para os cartões SIM do lado esquerdo. No entanto, todos os conectores, portas e o alto-falante ficam localizados na parte de baixo do dispositivo.

Tela

(Imagem: Divulgação/Samsung)
  • Moto G10: IPS LCD de 6,5 polegadas, resolução de 720 x 1600 pixels, 60 Hz
  • Galaxy A21s: PLS TFT LCD de 6,5 polegadas, resolução de 720 x 1600 pixels, 60 Hz

Caso queira escolher a melhor tela, o usuário não terá uma tarefa muito fácil para optar entre o Moto G10 e o Galaxy A21s. Isso porque ambos os displays são bem parecidos — os dois são de 6,5 polegadas, com resolução de 720 x 1600 pixels e taxa de atualização de 60 Hz.

A diferença, porém, está para a tecnologia utilizada no painel — enquanto o Moto G10 utiliza o tradicional IPS LCD, o Galaxy A21s aposta em uma solução desenvolvida pela própria marca, que é o PLS TFT LCD. Na prática, porém, as duas telas devem entregar resultados de imagem semelhantes.

Vale lembrar que, no quesito tela, os dois possuem um bom aproveitamento frontal, já que o Moto G10 utiliza um notch discreto em forma de gota, enquanto o Galaxy A21s possui um furo no canto superior esquerdo. Se for para dar um ponto para alguém, o celular da Samsung deve levar a melhor por conta das bordas ligeiramente mais discretas.

Câmeras

(Imagem: Ivo/Canaltech)
  • Moto G10: 48 MP (Principal, f/1.7) + 8 MP (Ultra wide, 118°, f/2.2) + 2 MP (Profundidade, f/2.4) + 2 MP (Macro, f/2.4) + 8 MP (Frontal, f/2.2)
  • Galaxy A21s: 48 MP (Principal, f/2.0) + 8 MP (Ultra wide, 123°, f/2.2) + 2 MP (Profundidade, f/2.4) + 2 MP (Macro, f/2.4) + 13 MP (Frontal, f/2.2)

Se em telas temos poucas diferenças, o mesmo vale para as câmeras. Ambos contam com um conjunto traseiro que vem se tornando cada vez mais popular, com quatro sensores na organização 48 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP, onde temos um sensor principal acompanhado de uma câmera ultra wide, uma macro e uma para dados de profundidade. 

As maiores diferenças aqui ficam para a abertura da lente principal, que é maior no Moto G10, e para o processamento de imagens desenvolvido por cada empresa, onde a Motorola busca entregar cores mais naturais e detalhes mais reforçados enquanto a Samsung foca em um alcance dinâmico mais equilibrado e cores mais vivas, especialmente quando o modo de inteligência artificial está ativado. Na câmera frontal temos resolução maior no Galaxy A21s, mas no geral ambos vão conseguir gerar boas selfies para redes sociais. 

Em comum, os dois celulares possuem estabilização digital e gravam em Full HD mas, aqui, é importante destacar mais uma vantagem da Motorola — seu celular faz filmagens a 60 quadros por segundo, enquanto o Galaxy fica limitado a 30 fps

Processamento e memória

(Imagem: Divulgação/Samsung)
  • Moto G10: Qualcomm Snapdragon 460 (4x 1.8 GHz Kryo 240 + 4x 1.6 GHz Kryo 240)
  • Galaxy A21s: Samsung Exynos 850 (4x 2.0 GHz Cortex-A55 + 4x 2.0 GHz Cortex-A55)

Em relação ao poder de processamento dos dois modelos, a disputa é boa. No entanto, em termos de desempenho, o Galaxy A21s leva a melhor — ele é equipado com o chipset próprio da marca, o Exynos 850, que roda com oito núcleos a 2 GHz e tem litografia menor, com 8 nanômetros. Já a plataforma do Snapdragon 460, presente no Moto G10 possui uma performance parecida, mas conta com quatro núcleos que rodam a 1,8 GHz e 4 a 1,6 GHz, com sendo fabricada em processo de 11 nanômetros.

Os dois smartphones voltam a ficar empatados em relação à memória, já que ambos trazem 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno. Isso significa que no geral ambos serão capazes de executar apps e jogos mais simples basicamente da mesma forma, mas o Galaxy A21s possui uma margem maior para desempenho em tarefas um pouco mais complexas. 

Bateria

  • Moto G10: 5.000 mAh com carregamento de 10W
  • Galaxy A21s: 5.000 mAh com carregamento de 15W

As semelhanças entre os dois modelos continuam na capacidade da bateria e eles contam com 5.000 mAh. No entanto, o que vai diferenciar os dois modelos é a velocidade do carregamento e, aqui, o Galaxy A21s leva a melhor. A vantagem é pequena, é verdade, mas já vai garantir alguns minutos a menos na tomada quando estiver com pressa e precisar apenas de uma carga emergencial até chegar ao seu próximo ponto de energia.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Recursos extras

Os dois celulares são bem básicos, portanto, não é possível encontrar recursos muito avançados neles. O áudio é mono nos dois casos e em nenhum deles há a presença de NFC para pagamento por aproximação ou outras funções de conectividade.

O sensor de impressões digitais presente nos dois modelos fica localizado na traseira, então nenhum deles se destaca aqui, também. É de se destacar a presença do conector UBS-C para carregamento, que oferece uma velocidade maior de carga e também deixa os dois smartphones “padronizados” com a tendência do mercado, apesar de serem modelos mais de entrada.

Temos também Bluetooth 5.0 e Wi-Fi ac com suporte a redes de 5 GHz, garantindo rápida transferência de dados e conexão com a internet em ambos os modelos.

Em relação ao software, o Galaxy A21s saiu de fábrica com o Android 10 e já foi atualizado para o Android 11 no Brasil, versão nativa no Moto G10. O modelo da Samsung deve ir ainda para o Android 12, seguindo o histórico da marca, enquanto o Moto G10 não deve ser atualizado em versões do sistema, recebendo apenas updates de segurança e correções pontuais. A interface One UI 3 entregue pela Samsung é cheia de personalizações e funções extras, enquanto a da Motorola foca em uma experiência mais próxima ao Android Puro, mas ainda com seus diferenciais em gestos e personalização.

Moto G10 vs Galaxy A21s: qual celular baratinho escolher?

Em vários aspectos, os dois celulares são bem parecidos, portanto são poucos pontos que podem definir a melhor escolha. Se você busca um celular com mais poder de processamento e com selfies melhores, sua escolha é o Galaxy A21s, que ainda deve receber o Android 12 enquanto o rival ficará preso ao 11. Já o Moto G10 é mais indicado para quem quer ter uma experiência mais limpa ao ligar o aparelho pela primeira vez, instalando apenas o que realmente deseja usar. 

De qualquer forma, a escolha de qual é o melhor fica para o que você julga como prioridade, e, independente de qual modelo escolher, poderá encontrar o melhor preço nos links abaixo.

Ficha técnica

Especificações Moto G10 Galaxy A21s
Tela IPS LCD 6,5 Polegadas
Resolução 720 x 1600 pixels
Taxa de atualização de 60 Hz
PLS TFT LCD 6,5 Polegadas
Resolução 720 x 1600 pixels
Taxa de atualização de 60 Hz
Chipset Snapdragon 460 Exynos 850
Memória RAM 4 GB 4 GB
Armazenamento 64 GB 64 GB
Câmera traseira 48 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP 48 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP
Câmera frontal 8 MP 13 MP
Bateria 5.000 mAh 5.000 mAh
Software Android 11  Android 11 com One UI 3.1
Extras Carregamento de 10W Carregamento de 15W

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.