Moto E7 Plus vs Moto G10: o melhor básico ou o intermediário acessível?

Moto E7 Plus vs Moto G10: o melhor básico ou o intermediário acessível?

Por Diego Sousa | Editado por Wallace Moté | 16 de Maio de 2021 às 21h00
Matheus Bigogno/Canaltech

O Moto G10 é o smartphone mais acessível da nova geração da família Moto G e aposta em muitas características de alguns modelos da Motorola lançados em 2020 para oferecer um preço mais em conta, principalmente do Moto G9 Play e do Moto E7 Plus, modelo mais potente da família Moto E.

No entanto, essas semelhanças nas especificações levantam a dúvida sobre qual smartphone escolher dependendo do preço cobrado por eles. O Canaltech já comparou o Moto G10 com o G9 Play, seu antecessor direto, e agora chegou a vez de colocá-lo lado a lado com o Moto E7 Plus. Afinal, qual dos dois tem o melhor conjunto de especificações?

Construção e design

Tanto o Moto G10 quanto o E7 Plus são smartphones básicos da Motorola, portanto não há muito o que destacar quanto a construção e design: ambos trazem plástico na tampa traseira, mas o G10 tem um acabamento ondulado que deve dar uma pegada mais aderente; o E7 Plus, por outro lado, possui uma traseira lisa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Moto G10 traz um visual mais popular e interessante (Imagem: Divulgação/Motorola)

Outra vantagem do smartphone mais atual é a disposição das câmeras em formato de "peça de dominó", que oferece uma estética mais premium do que o visual quadrado do mais antigo. Apesar das diferenças visuais, os dois têm um leitor de digitais exatamente no mesmo lugar, em cima do logo da Motorola, além de um notch em formato de gota na parte da frente para agrupar uma câmera frontal.

O Moto E7 Plus é mais simples, logo não traz muitos destaques (Imagem: Divulgação/Motorola)

Visualmente, o Moto G10 tem um design mais interessante, muito disso graças a nova identidade da família Moto G deste ano que decidiu apostar numa estética mais difundida no mercado atualmente.

Tela

  • Moto G10: 6,5 polegadas, resolução HD+ (1.600 por 720 pixels), IPS LCD, 60 Hz;
  • Moto E7 Plus: 6,5 polegadas, resolução HD+ (720 x 1600 pixels), IPS LCD, 60 Hz.

O Moto G10 não se destaca em relação ao irmão quando o assunto é tela. Ele traz as mesmas 6,5 polegadas na proporção 20:9, ou seja, mais esticadinha. O painel também possui a mesma resolução HD+ (1.600 por 720 pixels), que não é a mais indicada para telas com tamanhos maiores por conta da baixa densidade de pixels por polegada (ppi).

Os dois contam a mesma tela LCD de 6,5 polegadas (Imagem: Divulgação/Motorola)

Assim como a maioria dos smartphones intermediários da Motorola, os dois aparelhos trazem um display chamado pela empresa de Max Vision, que é a versão da empresa para o tradicional IPS LCD. O notch em gota, opção que foi muito adotada em aparelhos de 2019, está presente, o que não chega a ser um ponto negativo, mas bem que eles já deveriam contar com o popular recorte para a câmera frontal.

Câmeras

  • Moto G10: 48 MP (principal) + 8 MP (ultra grande-angular) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade) + 8 MP (frontal);
  • Moto E7 Plus: 48 MP (principal) + 2 MP (profundidade) + 8 MP (frontal).

Pela primeira vez na linha Moto E, a câmera de 48 MP está presente, o que é uma novidade muito bem-vinda na família mais básica da Motorola. Aparentemente, o sensor é o mesmo presente no Moto G10, já que possui as tecnologias Quad Pixel e Night Vision, que melhoram principalmente a qualidade de imagem com pouca iluminação. Os dois smartphones também se assemelham no sensor de profundidade de 2 MP e na câmera para selfies, de 8 MP.

As semelhanças no departamento terminam por aqui, já que o Moto G10 é o único que possui um sensor macro de 2 MP e uma câmera ultra grande-angular de 8 MP.

Processamento e memória

  • Moto G10: Qualcomm Snapdragon 460 Octa-core (4x1.8 GHz Kryo 240 & 4x1.6 GHz Kryo 240);
  • Moto E7 Plus: Qualcomm Snapdragon 460 Octa-core (4x1.8 GHz Kryo 240 & 4x1.6 GHz Kryo 240).

O Moto G10 chegou ao mercado com um processador de linha básica da Qualcomm, o Snapdragon 460, o que muitos consideraram um retrocesso em relação às gerações passadas que apostaram na família Snapdragon 600. Esse também é o mesmo modelo presente no Moto E7 Plus. No dia a dia, nenhum dos dois deve decepcionar, mas o chip não é muito recomendado para jogos e tarefas mais pesadas.

Qualcomm Snapdragon 460 é um processador simples (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

Quando o assunto são opções de memória e armazenamento interno, os dois são vendidos no Brasil com 4 GB de RAM e 64 GB de espaço. Os dois contam ainda com suporte para expansão via microSD.

Bateria e recursos extras

Assim como o processamento, a capacidade de bateria dos dois smartphones são de 5.000 mAh, padrão em muitos aparelhos da Motorola. Ambos também possuem suporte a carregamento de 10 W, o que não é a velocidade mais rápida do mercado.

Moto G10 é quase uma versão Pro do Moto E7 Plus (Imagem: Divulgação/Motorola)

Infelizmente, nenhum dos dois é compatível com a tecnologia de aproximação NFC, ou seja, nada de pagamentos por aproximação, mas eles contam com suporte a Bluetooth 5.0 e Radio FM com banda estendida. Uma vantagem do Moto G10 em relação ao E7 Plus é o Wi-Fi nas frequências de 2,4 GHz e 5 GHz, contra apenas a velocidade mais lenta do celular de 2020.

Qual é o melhor?

O Moto G10 representa uma aproximação da linha Moto G em relação à Moto E, o que pode significar uma coisa: fazer com que o consumidor escolha o Moto G mais básico como opção de compra em vez de um modelo da família mais barata, já que os preços são bem similares e as especificações acabam se destacando.

O celular mais recente traz a mesma tela HD de 6,5 polegadas, o processador menos potente e a bateria de 5.000 mAh, mas leva vantagem pelo conjunto mais atual e interessante, como o visual moderno, as múltiplas câmeras e o suporte a frequências de Wi-Fi mais velozes, característica favorável a longo prazo.

E aí, qual dos dois você acha mais interessante? Conte-nos sua opinião abaixo, no campo dos comentários! Ah, e se você gostou de algum deles, acesse os links abaixo para ficar por dentro das melhores ofertas!

Moto G10: ficha técnica

  • Tela: 6,5'' IPS LCD, HD+ 60 Hz;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 460;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP (principal), 8 MP (ultrawide), 2 MP (macro), 2 MP (profundidade);
  • Câmera frontal: 8 MP;
  • Dimensões: 165.2 x 75.7 x 9.2 mm;
  • Peso: 200 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Rádio FM, recarga de 10 W, 4G, leitor de digitais, Wi-Fi Dual Band;
  • Sistema operacional: Android 11.

Moto E7 Plus: ficha técnica

  • Tela: 6,5'' IPS LCD, HD+ 60 Hz;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 460
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP (principal), 2 MP (profundidade);
  • Câmera frontal: 8 MP;
  • Dimensões: 165.2 x 75.7 x 9.2 mm;
  • Peso: 200 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Rádio FM, recarga de 10 W, 4G, leitor de digitais, Wi-Fi Single Band;
  • Sistema operacional: Android 10.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.