Moto G10 vs. Moto G9 Play: qual vale mais a pena?

Por Diego Sousa | 27 de Fevereiro de 2021 às 20h00
Matheus Bigogno/Canaltech
Tudo sobre

Motorola

Saiba tudo sobre Motorola

Ver mais

A Motorola anunciou recentemente a décima geração da popular linha Moto G, mas quem esperava por hardware e câmeras melhores em relação aos Moto G9, pode se decepcionar um pouco: o Moto G10 trouxe muitas semelhanças com o G9 Play, modelo mais acessível da família em 2020, além de alguns cortes na ficha técnica.

Mas, afinal, o que muda de uma geração para a outra? Considerando que não existe uma versão padrão do Moto G9 à venda no mercado brasileiro, o Canaltech comparou nos próximos parágrafos as principais características entre o Moto G10 e o Moto G9 Play para você decidir se vale a pena apostar no aparelho mais novo ou se é melhor continuar na nona geração.

Construção e design

Embora o Moto G10 traga muitas semelhanças em relação ao Moto G9 Play, o design não é uma delas: ambos são construídos em plástico, característica comum entre os aparelhos intermediários mais básicos, mas o modelo mais novo conta com o módulo de câmeras no estilo “peça de dominó” (ou "cooktop") na parte traseira, oferecendo uma estética mais premium do que o visual quadrado do mais antigo.

Moto G10 tem um design mais atual, mas construção continua de plástico (Imagem: Divulgação/Motorola)

Na região da tela, ambos contam com bordas inferior e superior bastante visíveis, inclusive trazendo o já datado notch em formato de gota para abrigar uma câmera frontal — por se tratar de um modelo de 2021, esperava-se que o Moto G10 contasse com o atual furo na tela para o sensor de selfie.

Um detalhe importante que vale mencionar nos dois aparelhos é a proteção contra respingos d’água, algo que a Motorola já vem incluindo em seus aparelhos da linha Moto G há algum tempo. Na prática, isso significa que ambos os modelos devem aguentar se você pegar uma chuva mais moderada ou derramar um suco acidentalmente.

O Moto G9 Play tem um visual mais simples (Imagem: Divulgação/Motorola)

Tela

  • Moto G10: 6,5 polegadas, resolução HD+ (1.600 por 720 pixels), IPS LCD, 60 Hz;
  • Moto G9 Play: 6,5 polegadas, resolução HD+ (1.600 por 720 pixels), IPS LCD, 60 Hz.

Quando o assunto é tela, o Moto G10 não evoluiu em relação à geração anterior. Ele é equipado com as mesmas 6,5 polegadas na proporção 20:9, ou seja, mais esticadinha. O display também traz a mesma resolução HD+ (1.600 por 720 pixels) do Moto G9 Play, o que não é muito ideal para telas em tamanhos maiores por conta da baixa densidade de pixels por polegada (ppi).

Os dois aparelhos trazem tela HD de 6,5 polegadas (Imagem: Divulgação/Motorola)

Como dito acima, os dois contam com o notch em formato de gota para abrigar uma câmera frontal, opção que foi muito adotada em 2019, mas que atualmente não é muito usada. Além disso, ambos são equipados com um painel de tecnologia IPS LCD, oferecendo brilho alto e bons ângulos de visão, mesmo não trazendo o contraste profundo do AMOLED.

Câmera

  • Moto G10: 48 MP (principal) + 8 MP (ultra grande-angular) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade) + 8 MP (frontal)
  • Moto G9 Play: 48 MP (principal) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade) + 8 MP (frontal)

Outra semelhança entre os dois está no departamento de câmeras: o Moto G10 é equipado com quatro sensores na traseira, sendo que três deles são os mesmos presentes no Moto G9 Play.

Eles compartilham do mesmo sensor principal de 48 MP com abertura de f/1.7 e autofoco por detecção de fase, da câmera com lente macro de 2 MP e do sensor auxiliar para noções de profundidade, também de 2 MP.

(Imagem: Divulgação/Motorola)

Até mesmo a câmera frontal de 8 MP e abertura de f/2.2 é a mesma em ambos os modelos. "Então, onde o Moto G10 leva vantagem?" Na presença do sensor de ângulo mais aberto de 8 MP, ausente no modelo de 2020.

Com relação às capacidades de gravação, vale destacar que ambos gravam em até Full HD (1080p) de resolução a 30 ou 60 quadros por segundo (fps) no conjunto traseiro.

Processamento e memória

  • Moto G10: Qualcomm Snapdragon 460 Octa-core (4x1.8 GHz Kryo 240 & 4x1.6 GHz Kryo 240)
  • Moto G9 Play: Qualcomm Snapdragon 662 Octa-core (4x2.0 GHz Kryo 260 Gold & 4x1.8 GHz Kryo 260 Silver)

Talvez o principal retrocesso do Moto G10 quando comparado com seu antecessor é o processamento. Isso porque o novo aparelho chegou com o processador Snapdragon 460, que faz parte da linha de chips básicos da Qualcomm e traz um processador de oito núcleos rodando a até 1,8 GHz.

Para quem não está familiarizado com o modelo, o chip do G10 é o mesmo presente no Moto E7 Plus, smartphone da linha de entrada da Motorola. Por outro lado, o Moto G9 Play é equipado com o competente e popular Snapdragon 662 de até 2 GHz de velocidade. Apesar de, no dia a dia, a diferença não deva ser muito grande, o chip da linha 400 é inferior em jogos e tarefas mais pesadas.

O Moto G10 é equipado com uma plataforma mais básica (Imagem: Reprodução/Sparrow News)

Ou seja, o fato de a Motorola ter apostado em um processador tão básico em uma das suas linhas principais é considerado um grande retrocesso, ainda mais levando em conta que seu antecessor oferece mais desempenho no geral.

Quando o assunto são opções de memória e armazenamento interno, os dois são vendidos com 4 GB de RAM e 64 GB de espaço, porém o Moto G10 possui uma variante extra com 128 GB para guardar fotos, vídeos e aplicativos. Independentemente da capacidade de memória, os dois contam com suporte para expansão via microSD.

Bateria e recursos extras

  • Moto G10: 5.000 mAh de bateria, recarga de 10 W, BT 5.0, NFC, proteção contra respingos d'água;
  • Moto G9 Play: 5.000 mAh de bateria, recarga de 20 W, BT 5.0, NFC, proteção contra respingos d'água.

Tanto o Moto G10 quanto o Moto G9 Play são equipados com uma bateria de 5.000 mAh, capacidade padrão em muitos aparelhos da Motorola. A diferença entre os dois fica no quesito carregamento: o modelo mais antigo oferece um carregador de 20 W de potência na caixa, enquanto o aparelho mais recente, apenas 10 W.

Como foi comentado acima, os dois aparelhos tem resistência contra respingos d'água, mas há mais outras semelhanças entre eles: conector de 3,5 mm para fones de ouvido, alto-falante mono, rádio FM, Bluetooth 5.0 e leitor de impressões digitais posicionado na parte traseira, em cima do logo da Motorola.

Para não dizer que o Moto G10 não possui nenhuma vantagem em relação ao Moto G9 Play, o modelo mais novo já sai de fábrica com o sistema operacional Android 11, enquanto o mais antigo não tem previsão de atualização para o sistema, e também traz suporte para NFC.

Moto G10 vs. Moto G9 Play: qual vale mais a pena?

O Moto G10 deve ser apenas o primeiro de muitos Motos G10 que provavelmente serão lançados ao longo de 2021, mas não dá para deixar de mencionar os retrocessos que a nova geração trouxe em relação ao seu antecessor.

A nova versão da família popular no Brasil não trouxe nenhuma novidade em relação ao Moto G9 Play, com exceção do novo visual, a versão extra com 126 GB de armazenamento interno e a câmera ultra grande-angular. Outro detalhe que dá uma ligeira vantagem ao modelo mais novo é o sistema operacional Android 11 direto da caixa.

Fora isso, trata-se de basicamente o mesmo aparelho: tela HD de 6,5 polegadas, bateria de 5.000 mAh e o conjunto de câmeras. O Moto G9 Play, inclusive, se sai melhor no desempenho em jogos graças ao processador mais avançado, sem contar com a recarga mais rápida.

Ou seja, caso o Moto G10 seja lançado no Brasil, não valerá muito a pena apostar na nova geração da linha Moto G, ainda mais considerando que o Moto G9 Play oferece potência superior em basicamente todas as tarefas. Além disso, o smartphone já pode ser encontrando por preços em torno de R$ 1,2 mil e R$ 1,4 mil, o que é bastante interessante para a sua faixa de preço.

Motorola Moto G10: ficha técnica

  • Tela: 6,5 polegadas, resolução HD+ (1.600 por 720 pixels), formato 20:9;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 460;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB ou 128 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP (principal) + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (profundidade) + 2 MP (macro);
  • Câmera frontal: 13 MP;
  • Dimensões: 165.2 x 75.7 x 9.2 mm;
  • Peso: 200 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: NFC, leitor de digitais na traseira, BT 5.0, proteção contra respingos d'água;
  • Cores disponíveis: n/a;
  • Sistema operacional: Android 11.

Motorola Moto G9 Play: ficha técnica

  • Tela: 6,5 polegadas, resolução HD+ (1.600 por 720 pixels), formato 20:9;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 662;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP (principal) + 2 MP (profundidade) + 2 MP (macro);
  • Câmera frontal: 13 MP;
  • Dimensões: 165.2 x 75.7 x 9.2 mm;
  • Peso: 200 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: NFC, leitor de digitais na traseira, BT 5.0, proteção contra respingos d'água;
  • Cores disponíveis: n/a;
  • Sistema operacional: Android 10.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.