LG encerra produção de celulares hoje (31); foco muda para eletrodomésticos

LG encerra produção de celulares hoje (31); foco muda para eletrodomésticos

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 31 de Maio de 2021 às 10h40
Divulgação/LG

Após anos de prejuízos e muitos rumores, a LG oficializou no início de abril que encerraria sua participação no mercado de smartphones. A notícia chegou logo após tentativas da companhia de vender as operações de celulares para a vietnamita Vingroup, que acabou não ofertando o valor esperado pela LG, forçando-a assim a abandonar o segmento.

Conforme informou através de uma nota enviada à imprensa, a gigante sul-coreana encerra oficialmente nesta segunda-feira (31) a produção de smartphones na unidade fabril da cidade de Haiphong, no Vietnã. O local não será fechado, no entanto — adaptações serão feitas para que a fábrica passe a produzir eletrodomésticos.

LG encerra produção de celulares no Vietnã

De acordo com o comunicado, a fábrica da LG no Vietnã é uma das maiores da empresa, sendo a principal responsável pela produção de celulares. A unidade foi inaugurada em 2015 e, além dos smartphones, também produz televisores e outros produtos da linha de eletrodomésticos da companhia. A partir de amanhã (1), entra em vigor o novo plano de produção que priorizará a fabricação desses dispositivos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Segundo o periódico sul-coreano The Korea Herald, a reorganização é uma escolha acertada — a LG está prestes a se tornar a maior companhia de eletrodomésticos do mundo, atingindo um recorde de vendas de US$ 6,3 bilhões, cerca de R$ 33 bilhões, em conversão direta.

A fábrica de Haiphong é uma das maiores da LG e principal ponto de fabricação de smartphones; foco agora mudará para eletrodomésticos (Imagem: Divulgação/LG)

A fábrica é responsável ainda pela produção de displays para a LG Display, bem como pela fabricação de sensores e outros componentes desenvolvidos pela LG Innotek, divisão de semicondutores da gigante, atividades que também serão mantidas.

A LG também possui duas fábricas no Brasil: uma na Zona Franca de Manaus, e uma na cidade de Taubaté, interior de São Paulo, onde os smartphones eram produzidos. A unidade será fechada em agosto, com a produção de eletrodomésticos e outros eletroeletrônicos sendo realocada para Manaus.

LG Velvet 2 Pro tem vendas adiadas

Pouco antes de anunciar o fim das operações, a LG Mobile havia produzido o LG Velvet 2 Pro, sucessor do bem recebido Velvet, agora equipado com hardware de topo de linha. Mantendo o visual do antecessor, a novidade contaria com sensores de câmera superiores e adotaria o Snapdragon 888, mas acabou não chegando ao mercado consumidor.

Para se despedir e acabar com os estoques produzidos, a sul-coreana iria oferecer a partir de hoje (31) 3.000 unidades do Velvet 2 Pro a funcionários na Coreia do Sul, com preço equivalente a algo em torno de US$ 170, ou R$ 888, em conversão direta. Os planos não saíram como o esperado e a venda precisou ser adiada, devido a um "congestionamento do sistema", ainda não tendo prazo para acontecer.

Fonte: GSMArena, LG

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.