Legion Phone Duel 2 é desmontado e exibe curioso sistema de ventoinhas duplas

Legion Phone Duel 2 é desmontado e exibe curioso sistema de ventoinhas duplas

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 14 de Abril de 2021 às 21h20
Divulgação/Lenovo

Em evento realizado na semana passada, a Lenovo oficializou o Legion Phone Duel 2, sua mais nova aposta para o mercado de smartphones gamer. Bastante robusto e poderoso, o aparelho seguiu algumas ideias de seu antecessor, ao mesmo tempo em que adotou novidades interessantes para se destacar de seus rivais.

Trazendo chipset Snapdragon 888, até 18 GB de RAM e tela Super AMOLED com taxa generosa de atualização de 144 Hz, o celular gamer da Lenovo chegou como o primeiro do mundo a utilizar duas ventoinhas para resfriamento, prometendo atingir máximo desempenho a todo momento.

Lenovo Legion Phone Duel 2 (Imagem: Divulgação/Lenovo)

Apesar das configurações parrudas, o aparelho se mostrou bastante frágil em testes realizados pelo YouTuber Zack Nelson, do canal JerryRigEverything. O Legion Phone Duel 2 chegou a se partir em três pedaços, devido à maneira com a que seus componentes internos e sua carcaça são estruturados. Para analisar a situação com mais calma, Zack traz de volta o dispositivo, desta vez para um de seus famosos desmanches.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Som estéreo e motores potentes de vibração

Por estar praticamente aberto devido ao teste anterior, o Legion Phone Duel 2 apresentou fácil acesso aos componentes internos. Cada um dos painéis traseiros de vidro contam com sensores capacitivos, que agem como botões extras configuráveis para serem usados durante gameplay. O painel central, no entanto, trouxe maiores dificuldades, devido ao seu posicionamento mais integrado à carcaça.

O painel de vidro central se mostrou um desafio, por estar bem fixado à carcaça (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything)

Sem auxílio da ferramenta de sucção, Zack consegue forçar seu canivete pelas laterais, mas acaba quebrando o vidro no processo. As duas laterais do telefone são praticamente idênticas, contando com metade da bateria, botões ultrassônicos configuráveis na armação, grandes speakers que trabalham em conjunto e motores de vibração no eixo Z, que proporcionam resposta háptica robusta.

Apesar de não possuir certificação de resistência à água, o Legion Phone Duel 2 utiliza borrachas e redes ao redor de pontos sensíveis, como microfones e gaveta para chips SIM. O recurso permite que o aparelho ao menos resista a quedas em pequenas quantidades de líquido, garantindo sua sobrevivência caso caia em uma poça d'água, por exemplo.

Refrigeração de duas ventoinhas

Ao terminar de desparafusar o conjunto central do dispositivo, Zack consegue remover o conector da câmera frontal e então analisar com calma o sistema de resfriamento único do Legion Phone Duel 2. A ventoinha que puxa ar frio para dentro do celular tem 29 pás e consegue gerar fluxo de ar mesmo que esteja tampada pela superfície de uma mesa, graças à abertura lateral.

Esse ar é então encaminhado por um grande tubo de cobre, auxiliado por uma ventoinha de exaustão que guia o fluxo pelo caminho certo e gera pressão suficiente para remover o calor. Segundo a Lenovo, esse sistema é capaz de manter o Snapdragon 888 30% mais frio que smartphones concorrentes equipados com o mesmo chip.

Ao lado do Sony Xperia PRO, o Legion Phone Duel 2 tem uma das maiores câmaras de vapor do mercado (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything)

As baterias não são removidas com facilidade, um ponto negativo para eventuais consertos. Ao serem removidas, as células mostram mais um dos botões extras do novo Legion Phone - os sensores de pressão na tela, similares aos agora extintos sensores 3D Touch utilizados nos iPhones. Além deles, Zack também ganha acesso à enorme câmara de vapor do dispositivo.

O componente é conectado aos tubos de cobre que recebem o fluxo de ar das ventoinhas. A câmara é de longe uma das maiores já equipadas em um smartphone, estando praticamente empatada com a presente no Sony Xperia PRO, desmontado por Zack semanas atrás. Você confere o desmanche na íntegra no vídeo a seguir:

O Lenovo Legion Phone Duel 2 está disponível na China e alguns países da Ásia e Europa, nas cores preto e branco, com preço sugerido de 799 euros (algo em torno de R$ 5.437, em conversão direta) para o combo 12 GB/256 GB e de 999 euros (cerca de R$ 6.797) para a variante de 16 GB/512 GB.

Há uma versão com 18 GB de RAM, mas valores para o modelo não foram informados. Também Não há informações sobre sua chegada ao Brasil, mas há grandes chances de o vermos por aqui, considerando que seu antecessor foi recentemente lançado no país.

Lenovo Legion Phone Duel 2: ficha técnica

  • Tela: 6,92 polegadas, resolução Full HD+, AMOLED, taxa de atualização de 144 Hz
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 888
  • Memória RAM: 12 GB, 16 GB e 18 GB
  • Armazenamento interno: 256 GB e 512 GB
  • Câmera traseira: 64 MP (principal, f/1.79) + 16 MP (ultra wide, f/2.2)
  • Câmera frontal: 44 MP (f/2.0)
  • Dimensões: 176 ×78.5x 9,9mm
  • Peso: 259 gramas
  • Bateria: 5.500 mAh com suporte a carregamento rápido de 90 watts
  • Extras: 5G, sistema de ventoinha dupla, botões sensitivos mapeáveis e som estéreo com Dolby Atmos
  • Cores disponíveis: Preto e branco
  • Sistema operacional: ZUI 12.5 sob o Android 11

Fonte: JerryRigEverything

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.