iPhone 13 pode ter modo Always On Display e imãs mais fortes para o MagSafe

Por Felipe Demartini | 15 de Fevereiro de 2021 às 12h30
Reprodução/Apple

O iPhone 13 pode chegar ao mercado com a tecnologia Always-On Display, capaz de exibir informações aos usuários mesmo com a tela bloqueada. A ideia é que os novos modelos da Apple mostrem o horário, a porcentagem restante da bateria e algumas notificações selecionadas mesmo quanto o aparelho estiver travado, com apenas uma pequena parte da tela sendo ativada enquanto o restante permanece apagado.

Para quem está acompanhando o mercado, essa é uma tecnologia semelhante à que aparece em aparelhos de topo de linha da Samsung; e isso não é uma coincidência, já que a marca coreana estaria fornecendo tais telas para a rival. De acordo com os rumores, o iPhone 13 chegaria ao mercado com os displays de óxido policristalino de baixas temperaturas, ou LTPO, na sigla em inglês que é usada para se referir à novidade.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os rumores foram ouvidos por dois veículos da imprensa internacional e fazem parte de uma fogueira que, com a chegada de 2021, já começa a se acender. A parceria entre Apple e Samsung não é novidade no mundo mobile, com a fabricante coreana sendo uma das fornecedoras de componentes para a Maçã, mas não deixa de ser um bocado inusitada a ideia de que a companhia também estaria trabalhando para levar o recurso das telas LTPO à sua principal rival. Nenhuma das duas, claro, se pronunciou sobre o assunto.

Always-On Display exibe informações mesmo com a tela bloqueada, acendendo apenas uma parte do display; Samsung estaria fornecendo tecnologia para a Apple (Imagem: Divulgação/Samsung)

O silêncio também vale para outros rumores de recursos inéditos ou mudanças que chegariam ao iPhone 13. Segundo os boatos, o modelo teria um modo dedicado apenas a fotografias do céu e de estrelas, chamado Astro, que detectaria automaticamente esse tipo de uso e ajustaria suas configurações de contraste e captação de luz para entregar a melhor qualidade possível nas imagens.

O novo smartphone da Apple também resolveria uma reclamação de alguns usuários das versões atuais trazendo imãs MagSafe mais fortes de forma a evitar a desconexão de acessórios durante a utilização, enquanto o app de Saúde ganharia incrementos com a capacidade do Apple Watch de avaliar a quantidade de açúcar no sangue dos usuários. Por fim, os AirTags, rastreadores Bluetooth que podem ser colados em chaves, carteiras e outros aparelhos pessoais, podem ser lançados entre março e abril.

A expectativa, como sempre, é sim de uma nova geração do iPhone e do Apple Watch ainda neste ano, com os rumores mais fortes apontando para revelações no segundo semestre. Entretanto, não há nada confirmado ainda e, como sempre, a Maçã marca seus eventos de revelação com apenas algumas semanas de antecedência, não sendo possível nem mesmo prever exatamente quando as novidades serão mostradas, quanto mais lançadas ao público.

Fonte: GSM Arena

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.