Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Google Pixel 8a aparece em suposto teste com inédito chip Tensor G3

Por| Editado por Wallace Moté | 24 de Agosto de 2023 às 12h12

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/Canaltech
Ivo Meneghel Jr/Canaltech

Um suposto teste de desempenho do Google Pixel 8a acaba de ser registrado no banco de dados do Geekbench 5, com destaque para o uso do inédito Tensor G3. O resultado mostra avanços tímidos em comparação ao Pixel 7a e seu Tensor G2, ao mesmo tempo em que reforça rumores recentes de que o próximo processador da gigante das buscas deve apostar em uma configuração curiosa de nove núcleos.

O registro mostra o próximo celular intermediário do Google atendendo pelo codinome "Akita" — mesmo indicado pelo portal Android Authority em um suposto grande vazamento com o planejamento da empresa para os próximos anos. Além da presença de Android 14 e 8 GB de RAM, chama atenção o uso de um processador de nove núcleos, esperado para ser o Tensor G3. As especificações listadas batem com os rumores sobre a plataforma, apesar das frequências levemente mais baixas, esperadas em um dispositivo da série Pixel a.

Continua após a publicidade

Ao que parece, a versão do novo chip usada no Pixel 8a adotará uma configuração de 1 + 4 + 4, embarcando um núcleo de máxima performance rodando a 2,91 GHz, quatro núcleos de alto desempenho trabalhando a 2,37 GHz, e quatro núcleos de alta eficiência operando a 1,7 GHz. Essa combinação foi capaz de obter 1.218 pontos em single-core, e 3.175 pontos em multi-core, um avanço tímido quando comparado ao Pixel 7a.

Munido de um Tensor G2, o agora antigo intermediário do Google atingia 1.024 pontos com um núcleo, e 2.938 pontos ao utilizar todos os núcleos, o que simboliza uma melhora de 20% e 10% para a nova geração, respectivamente. Isso sugere que o Pixel 8a pode ser um pouco mais fluido em tarefas simples, mas não deve oferecer um ganho de desempenho tão marcante em uso mais pesado.

Como não há como saber quando o aparelho será lançado — ainda que haja uma chance remota de o vermos chegar junto aos modelos mais avançados da linha Pixel 8 —, é possível que o Google implemente mais algumas melhorias no Tensor G3, a fim de estender a vantagem do chip em relação ao antecessor. Também espere por números um pouco melhores para o Google Pixel 8 e Pixel 8 Pro, que devem contar com núcleos rodando a velocidades mais altas.

Outro ponto importante a se considerar é que há a possibilidade do registro ser falso, produzido por algum usuário com base em rumores. Essa não seria a primeira vez que um resultado incorreto é implantado, gerando confusão. Dito isso, os números são relativamente realistas, levando em conta as modificações feitas no projeto do chip.

Seja como for, não deve faltar muito para descobrirmos mais detalhes do Tensor G3 e da família Pixel 8. Protagonistas de inúmeros vazamentos, os próximos smartphones premium da gigante das buscas trariam alguns diferenciais interessantes, incluindo termômetro para medição de temperatura corporal, visual refinado mais arredondado e telas planas com bordas extremamente finas. Caso a empresa mantenha o cronograma de lançamento das gerações anteriores, as novidades devem ser apresentadas em outubro.

Fonte: Geekbench, via MySmartPrice