Moto G9 Power vs. Galaxy M21s: qual celular com bateria grande vale a pena?

Moto G9 Power vs. Galaxy M21s: qual celular com bateria grande vale a pena?

Por Diego Sousa | 15 de Dezembro de 2020 às 12h00
Matheus Bigogno/Canaltech

A linha Moto G Power da Motorola tem como principal chamariz a sua surpreendente autonomia de energia. A nova geração da famíia, que chegou ao Brasil com o Moto G9 Power, ostenta uma bateria de 6.000 mAh, a maior já vista em um modelo da marca, e promete acirrar o segmento de intermediários com um tanque avantajado.

Com preço sugerido de R$ 1.899, o Moto G9 Power traz configurações modestas para conquistar o brasileiro, mas a disputa não vai ser fácil: o Galaxy M21s, da Samsung, também chegou ao mercado brasileiro recentemente com bateria de 6.000 mAh e seu preço já se encontra bastante atraente.

Qual dos dois celulares com bateria enorme você deve considerar como sua próxima compra? Confira nos próximos parágrafos os prós e contras de cada um.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Design e construção

Tanto o Moto G9 Power quanto o Galaxy M21s são construídos em plástico e possuem a mesma capacidade de bateria, mas curiosamente o celular da Samsung é bem mais leve e fino que o rival, com 191 gramas e 8,9 mm contra 221 g e 9,7 mm. Na prática, a robustez do G9 Power pode ser um desafio maior ao segurá-lo com apenas uma mão.

Na parte de trás, o módulo de câmeras do Moto G9 Power tem formato quadrado e o M21s, um estilo de “peça de dominó” ou “cooktop”. Embora o visual do smartphone da Motorola não seja muito comum, ganhando pontos pela originalidade, particularmente a aposta da Samsung conta um visual mais atraente e moderno.

Moto G9 Power ganha pontos pela originalidade, mas Galaxy M21s tem um visual mais atraente (Foto: Divulgação/Motorola)

Os dois possuem um leitor de digitais na traseira, praticamente no mesmo lugar, portanto a experiência de desbloquear o aparelho deve ser semelhante em ambos.

Tela

  • Motorola Moto G9 Power: tela de 6,78 polegadas, resolução HD+, tecnologia IPS LCD
  • Samsung Galaxy M21s: tela de 6,4 polegadas, resolução Full HD+, tecnologia sAMOLED

O Moto G9 Power chegou ao Brasil com uma tela gigante de 6,78 polegadas, uma das maiores da Motorola. O tamanho avantajado, no entanto, não deve entregar uma qualidade de imagem ideal para assistir filmes e séries, já que a resolução é apenas HD — teria sido mais interessante um display Full HD.

Tela do Galaxy M21s é Full HD+ AMOLED, enquanto a do G9 Power é HD LCD (Foto: Divulgação/Samsung)

O Galaxy M21s, por outro lado, não economiza nas especificações e traz uma tela de 6,4 polegadas com resolução Full HD e tecnologia sAMOLED, prometendo imagens mais vivas, contraste mais profundo e mais brilho intenso na comparação com o rival.

Câmeras

  • Motorola Moto G9 Power: 64 MP (principal) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade) + 16 MP (frontal)
  • Samsung Galaxy M21s: 64 MP (principal) + 5 MP (profundidade) + 8 MP (ultra grande-angular) + 32 MP (frontal)

Quando o assunto é câmera, ambos chamam atenção pelo conjunto triplo com sensor principal de 64 MP, mas o Moto G9 Power possui tecnologia Quad Pixel e promete fotos mais nítidas mesmo em ambientes desafiadores. Os outros dois, no entanto, são mais interessantes no aparelho da Samsung, que traz um sensor ultrawide de 8 MP capaz de capturar mais objetos em uma imagem e outro voltado para profundidade de campo, auxiliando no famoso modo retrato.

O Moto G9 Power tem uma câmera macro, conseguindo fotografar objetos mais próximos, mas seus 2 MP de resolução não garante fotos de boa qualidade. Para selfies, o aparelho da Samsung também leva vantagem pelo sensor de 32 MP, contra 16 MP do G9 Power.

Processador e memória

  • Motorola Moto G9 Power: Qualcomm Snapdragon 662 / 4 GB de RAM / 128 GB de armazenamento
  • Samsung Galaxy M21s: Exynos 9611 / 4 GB de RAM / 64 GB de armazenamento

O Moto G9 Power é equipado com o chip intermediário Snapdragon 662 da Qualcomm, com oito núcleos rodando a até 2 GHz. Ele trabalha com 4 GB de RAM e 128 GB de memória interna, um diferencial em modelos desta faixa de preço. O Galaxy M21s, por sua vez, conta com um chip fabricado pela própria Samsung, o Exynos 9611, também com oito núcleos, mas com velocidade máxima de 2,3 GHz. Ele também traz 4 GB de RAM.

Moto G9 Power é equipado com 128 GB de armazenamento (Foto: Divulgação/Motorola)

No papel, o smartphone da Samsung promete maior desempenho em aplicativos e jogos, mas a diferença no dia a dia não deve ser muito grande. O G9 Power leva vantagem pelo armazenamento duas vezes maior, que permite baixar mais apps e também guardar mais fotos e vídeos.

Recursos extras

Além do leitor de digitais e do carregamento rápido, que já falamos no decorrer do texto, somente o Moto G9 Power é equipado com um botão dedicado para o Google Assistente, que permite fazer perguntas e comandos com mais facilidade. Ambos contam com rádio FM e Bluetooth 5.0, mas infelizmente nenhum traz suporte a NFC, que habilita o pagamento por aproximação, característica muito bem-vinda especialmente em tempos de isolamento social.

Além disso, o Galaxy M21s consegue fazer gravações em resolução 4K a 30 quadros por segundo, ideal para fazer vídeos de paisagens com ótima qualidade, enquanto o Moto G9 Power é limitado a apenas Full HD (1080p), também a 30 fps.

Moto G9 Power vs. Galaxy M21s: qual vale mais a pena?

O G9 Power é o smartphone com a maior bateria da Motorola, ideal para quem é fã da marca e procura um celular com autonomia para dois dias de uso sem preocupações. Além disso, ele possui um carregador turbo de 20 W na caixa, que promete recarregar o smartphone mais rápido que os 15 W do Galaxy M21s.

A câmera principal do modelo da Motorola também chama atenção pela tecnologia Quad Pixel, presente no topo de linha Edge+, mas as vantagens em relação ao celular da Samsung terminam por aqui.

O Galaxy M21s possui uma tela melhor, processamento mais potente, conjunto de câmeras mais interessantes e um visual mais bonito. O principal, que é seu preço, também está mais em conta, podendo ser encontrado por volta de R$ 1.400, enquanto o G9 Power tem preço sugerido de R$ 1.899.

No cenário atual, o Galaxy M21s se mostra uma opção mais interessante pelo melhor custo-benefício. Quando o Moto G9 Power estiver mais barato que o rival, aí podemos passar a considerá-lo, porque ele é uma boa aposta no mercado brasileiro.

Motorola Moto G9 Power: ficha técnica

  • Tela: 6,78 polegadas IPS LCD Max Vision, resolução HD+ (1.640 x 720 pixels);
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 662 (octa-core até 2,3 GHz);
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Câmera traseira: 64 MP (principal) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade);
  • Câmera frontal: 16 MP;
  • Dimensões: 174,2 x 76,8 x 9,7 mm;
  • Peso: 221 gramas;
  • Bateria: 6.000 mAh;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi 2,4 e 5 GHz, TurboPower 20 W, leitor de impressões na traseira, botão dedicado para Google Assistente;
  • Cores disponíveis: verde pacífico e roxo;
  • Sistema operacional: R$ 1.899.

Samsung Galaxy M21s: ficha técnica

  • Tela: 6,4 polegadas Super AMOLED, com resolução Full HD;
  • Chipset: Samsung Exynos 9611 com oito núcleos a até 2,3 GHz;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB;
  • Câmera traseira: tripla, 64 MP + 8 MP + 5 MP (principal, grande angular e profundidade);
  • Câmera frontal: 32 megapixels;
  • Dimensões: 159.2 x 75.1 x 8.9 mm;
  • Peso: 191 gramas;
  • Bateria: 6.000 mAh com recarga de 15 W;
  • Extras: leitor de digital traseiro, USB-C, dual chip;
  • Cores disponíveis: azul, preto;
  • Sistema operacional: Android 10, com personalização One UI 2.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.