Publicidade

Celular que espirra perfume é piada de 1º de abril da OPPO

Por| Editado por Wallace Moté | 01 de Abril de 2024 às 11h33

Link copiado!

Divulgação/OPPO
Divulgação/OPPO
Tudo sobre Oppo

O dia 1º de abril costuma ser repleto de brincadeiras entre as marcas de celulares e outros eletrônicos, e não é diferente neste ano. Depois da Nothing "lançar" uma versão minúscula do Phone 2a, a OPPO entrou na onda e “anunciou” o lançamento de um celular capaz de espirrar perfume por meio de um compartimento próprio. 

Trata-se do “Eau de Innovation”, um modelo que incorpora o conceito das câmeras pop-up vistas em celulares como o OPPO Find X e o Reno 2. Com isso, o perfume é emitido ao pressionar uma pequena seção que se levanta na parte superior do dispositivo. 

Continua após a publicidade

No total, são três aromas oferecidos pela OPPO no seu celular fake: Silicone Musk, Code Couture e Megapixel Mist. Todos eles trariam fragrâncias suaves que envolvem em “uma nuvem de inovação”. 

A OPPO apontou que trouxe uma nova tecnologia patenteada para os celulares, chamada de “Melhoramento Sensorial Olfativo Nasal”. Na sigla em inglês a solução é conhecida como NOSE, ou “nariz” em tradução direta. 

De acordo com "Frank Incenso", diretor fictício da "divisão de Pesquisa Olfativa da OPPO", o celular é voltado para “entusiastas que querem sentir o cheiro da inovação a cada vez que usam os seus smartphones”. 

Continua após a publicidade

Além disso, quem comprar o celular ganhará uma vela aromática “Fresh Unboxing”, que tem um brilho máximo de um nit. Pelo menos essa medida é "verdadeira" — desconsiderando que ninguém comprará o celular —, já que os nits são realmente medidos de acordo com a iluminação das chamas de uma vela.

Mesmo que a proposta da OPPO seja apenas uma brincadeira, a ideia de colocar perfumes em celulares já foi apresentada pela marca chinesa Tecno recentemente. Trata-se da tecnologia “Fragrance Leather”, que pretende levar cheiros diferentes aos seus celulares. 

Continua após a publicidade

Isso é possível por meio de microcápsulas integradas a partes em material sintético que imita o couro, e adicionadas na parte final do processo de fabricação dos celulares. O conceito foi apresentado durante a feira CES realizada em janeiro deste ano — e, portanto, bem distante do dia 1º de abril. 

No entanto, a tecnologia foi mostrada pela Tecno apenas como um protótipo curioso, e ainda não chegou a nenhum dispositivo lançado pela empresa. Também não existe qualquer previsão para o lançamento de um smartphone que traga a solução. 

Outra marca que investe de verdade na "experiência olfativa" de seus produtos é a Motorola, com uma fragrância exclusiva aplicada à embalagem de seus celulares. A marca aponta que isso ajuda a criar uma identificação maior com os consumidores, além de levar o ato de abrir a caixa pela primeira vez a mais sentidos.