Apple deve ultrapassar Samsung em vendas de smartphones com tela OLED

Apple deve ultrapassar Samsung em vendas de smartphones com tela OLED

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 26 de Agosto de 2021 às 13h17
Reprodução/ConceptsiPhone

De acordo com a DSSC (Display Supply Chain Consultants, ou Consultores de Cadeia de Fornecimento de Telas, em tradução livre), a Apple se tornará líder em produção de smartphones com tela OLED no planeta. No total, devem ser fabricadas mais de 176 milhões de unidades entre a linha iPhone 13 e outros modelos em 2021, representando uma fatia de 28% do mercado. A Samsung ficará em segundo lugar, com 125 milhões de dispositivos, com 23% do total. Será a primeira vez na década que a marca sul-coreana perderá a liderança nessa categoria.

Alguns motivos que podem explicar a mudança no panorama incluem o aumento geral na popularidade de smartphones da linha iPhone 12, a primeira da marca a incluir telas OLED em todos os modelos. Além disso, a Samsung enfrenta problemas nas vendas de dispositivos da linha S, já que o Galaxy S21 teve as piores vendas da série em anos para o período de seis meses após o anúncio.

Linha iPhone 13 deve liderar as números de smartphones da Apple com tela OLED (Imagem: Renders By Ian) 

A companhia sul-coreana está perdendo espaço no mercado de aparelhos com tela OLED também para as chinesas, como a Xiaomi e a OPPO, que devem despachar 82 e 69 milhões de unidades, respectivamente. Isso significa que juntas elas teriam uma fatia de 24%, ligeiramente maior que a Samsung.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A demanda dos novos aparelhos da linha iPhone 13 deve consolidar a Apple como líder em vendas de aparelhos com tela OLED também para os próximos anos, com uma estimativa de mais de 226 milhões de unidades produzidas em 2022. A Google também pode chegar forte no mercado com os novos Pixel 6 e Pixel 6 Pro, que devem ser lançados entre os meses de setembro e novembro com alta expectativa de pedidos, podendo tirar um pouco mais da fatia da Samsung também.

O lado positivo para a sul-coreana, porém, é que é justamente ela a responsável por fabricar boa parte dos painéis OLED usados em smartphones por todas as suas rivais, sendo inclusive a maior parceira da Apple na produção de telas para os iPhones. Ou seja, por mais que seus próprios celulares não vendam tanto quanto os da Maçã, a Samsung acaba lucrando de qualquer forma.

Fonte: Wccftech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.