Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Por que Xógum não vai ter uma segunda temporada?

Por| Editado por Durval Ramos | 22 de Abril de 2024 às 20h05

Link copiado!

Divulgação/FX
Divulgação/FX

Uma das maiores produções do Disney+ e do Star+ em 2024, Xógum: A Gloriosa Saga do Japão encerra sua história em 10 episódios com muitos elogios ao longo de toda a temporada. A série produzida originalmente pelo Hulu e FX se passa no Japão feudal e impressionou pelo tom épico de sua trama política e pela ótima representação cultural do país em um dos períodos mais importantes de sua história. E, diante de todo esse sucesso, muita gente tem se questionado por que o seriado não vai ganhar uma segunda temporada.

Criado pelo casal Rachel Kondo e Justin Marks, Xógum é baseada no romance homônimo escrito por James Clavell em 1975. A obra, muito famosa no Japão, já havia ganhado uma adaptação para a TV nos anos 1980, além de um musical da Broadway e diversos jogos de computador antes de chegar nessa versão estrelada pelo ator Hiroyuki Sanada (John Wick 4: Baba Yaga).

Continua após a publicidade

Anunciada desde seu lançamento como uma minissérie, a produção, no entanto, cresceu em popularidade conforme seus episódios foram sendo exibidos, o que aumentou a esperança dos fãs de que ela ganhasse uma continuação.

Como já aconteceu em muitos outros shows também anunciados como uma produção limitada, a fama e o lucro acabaram falando mais alto após seu encerramento, fazendo com que o título se estendesse para outras temporadas, muitas vezes interessantes, mas muitas vezes também verdadeiras bombas.

Série adapta todo o livro de James Clavell

Xógum, no entanto, não pretende seguir por essa caminho. Seguindo a proposta inicial de adaptar o material original de James Clavell, seus criadores parecem estar satisfeitos com a maneira como levaram todas as partes da história para a TV, não vendo muitas possibilidades da série se desdobrar em novas tramas.

“Contamos a história do livro até o final, exatamente como ele terminou. Estamos muito orgulhosos disso porque a obra termina de forma muito bela e ousada, de uma forma muito inesperada e meditativa. Então, a história está completa”, afirmou Marks em uma entrevista à revista Town & Country.

Segundo o autor, a demora para a produção de Xógum é outro ponto que, indiscutivelmente, precisa ser considerado quando o assunto é uma segunda temporada. “Passamos cinco anos nisso e [pareciam] trinta em termos do nível de detalhes com que você precisava trabalhar todos os dias”, disse, se referindo as particularidades técnicas da série, que a transformaram na mais cara da história do canal FX.

Ainda que nem o escritor ou Rachel digam um “não” definitivo quando a pergunta é uma possível continuação do show, os dois concordam que seria algo muito improvável, especialmente pela obra original já ter sido inteiramente adaptada. “Honestamente, é difícil porque você não tem um escritor principal para mostrar o caminho para você”, confessou Marks à revista.

Continua após a publicidade

Saga Asiática conta com seis volumes

Embora não esteja nos planos de Xógum uma segunda temporada, vale lembrar que o escritor da trama, James Clavell, possui outros cinco livros ambientados na Ásia e que exploram os impactos do Ocidente neste continente.

Chamados de Saga Asiática, eles possuem histórias independentes e que se passam em lugares e momentos diferentes da Ásia, mas que se cruzam pelos temas tratados e pela abordagens épicas de suas narrativas.

Continua após a publicidade

Cronologicamente, Xógum é apenas a primeira dessas obras. Os demais livros são:

  • Tai-Pan, ambientado em Hong Kong, no ano de 1841;
  • Gai-Jin, ambientado no Japão, em 1862;
  • King Rat, ambientado em um campo de prisioneiros de guerra japonês, em Cingapura, em 1945;
  • Noble House, ambientado em Hong Kong, em 1963;
  • Whirlwind, ambientado no Irã, em 1979.

Prova de que, caso a popularidade de produções históricas asiáticas se mantenha em alta (Samurai dos Olhos Azuis também foi um grande sucesso da Netflix no ano passado), ao menos material para produções novas e derivadas é o que não vai faltar.

Continua após a publicidade

Xógum: A Gloriosa Saga do Japão está disponível no Brasil via Star+ e Disney+. O décimo e último episódio da série chega nesta terça-feira (23) às plataformas de streaming.