Crítica Chloe | Suspense psicológico entrega o que promete e vai direto ao ponto

Crítica Chloe | Suspense psicológico entrega o que promete e vai direto ao ponto

Por Natalie Rosa | Editado por Jones Oliveira | 27 de Junho de 2022 às 16h00
Amazon Prime Video

Os assinantes do Amazon Prime Video já podem conferir a estreia de um novo suspense psicológico no catálogo: Chloe. A série, que possui apenas seis episódios, conta a história de Becky Green e sua amiga de infância que dá nome à trama.

Protagonizada por Erin Doherty (Becky) e Poppy Gilbert (Chloe), a premissa da produção é nos apresentar a uma amizade de adolescência que já não existe mais, deixando apenas a obsessão de um dos lados. Logo, a trama promete momentos de tensão e acontecimentos misteriosos.

Erin Doherty interpreta Becky Green (Imagem: Divulgação/Amazon Prime Video)

Atenção: esta matéria contém spoilers de Chloe!

Chloe começa mostrando a personalidade de Becky Green parecida com a de Joe Goldberg, da série Você da Netflix, com exceção dos assassinatos cometidos pelo criminoso. A obsessão da personagem pela ex-amiga, Chloe, chega a ser doentia e nos faz questionar sobre o quanto mostramos de nós mesmos nas redes sociais.

Com uma rotina completamente diferente da aparente vida perfeita da ex-amiga, que parece ter sido bem sucedida em todos os aspectos da vida, Becky lentamente começa a tomar seu lugar. Chloe morre após se jogar de um penhasco, mas desde o começo a história se mostra um tanto quanto estranha e cheia de pontas soltas.

Obsessão

Com a obsessão se tornando ainda maior, Erin Doherty entrega uma excelente atuação de uma pessoa perturbada, mas com um pequeno fio de sanidade. Enquanto nós, espectadores, ficamos indignados com Becky usando o nome da irmã morta, Sasha, para se infiltrar na vida da ex-amiga, inclusive conquistando a melhor amiga e o viúvo, queremos que ela continue, pois algo de muito errado precisa ser solucionado.

A série Chloe, então, acerta em trazer um suspense psicológico que vicia e intriga. Mas, diferente da maioria das produções do gênero, também queremos que Becky continue com suas ações perturbadoras para que a verdade seja escancarada. Aos poucos, descobrimos que Chloe estava cercada de pessoas perigosas, intencionalmente ou não, e que a justiça deve ser feita.

Becky se infiltra na vida de Chloe (Imagem: Divulgação/Amazon Prime Video)

Enquanto Becky descobre que Chloe tinha um marido que a abusava psicologicamente, pais que não acreditavam na própria filha e amigos que não poderiam ligar menos para a sua saúde mental, somos revelados a verdade. No entanto, quando isso acontece, fica pouco claro quais serão as consequências, deixando muitas questões em aberto para uma possível segunda temporada. Tampouco tudo isso é apresentado de forma desconfortável, o que deixa a série menos empolgante.

É como se Becky concluísse a sua investigação e pensasse: "ok, e agora?". Em meio aos cenários nublados e melancólicos da cidade de Bristol, na Inglaterra, Chloe é uma série interessante e que entrega muito bem a sua proposta misteriosa e um pouco agonizante, apesar de não ser uma das melhores do gênero.

O que faltou, no entanto, seria um desfecho mais convincente para o que as pessoas passariam a pensar sobre Chloe, e também sobre a vida pessoal e profissional de Becky, assim como a sua saúde mental. A personagem até reconhece que precisa de ajuda, mas a trama acaba bruscamente com poucas conclusões.

Você já pode assistir aos seis episódios da primeira temporada de Chloe no Amazon Prime Video.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.