Qual é a diferença entre série e minissérie?

Qual é a diferença entre série e minissérie?

Por Natalie Rosa | Editado por Jones Oliveira | 30 de Junho de 2021 às 09h30
Montagem/Natalie Rosa/Canaltech

Atualmente, com as diversas plataformas de streaming disponíveis para escolhermos, vemos as séries serem lançadas em dois formatos diferentes. O primeiro é o tradicional, uma série com uma determinada quantidade de episódios e que, se for renovada, terá temporadas futuras. O segundo formato é o de minissérie, ou série limitada, que já foi criada para ser curta.

Você deve estar se perguntando, no entanto, se há alguma diferença entre as duas que não seja a quantidade de episódios. A resposta é sim! Para sanar a sua curiosidade, o Canaltech trouxe a explicação e alguns exemplos para você comparar.

Imagem: Divulgação/Netflix

Afinal, o que é uma minissérie?

Como o próprio nome diz, uma minissérie já foi pensada para ter poucos episódios e para entregar o final da história já no último episódio. Atualmente, como mostra a infinidade de produções lançadas pela Netflix, isso não significa que uma minissérie ou série limitada terá poucos episódios.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ela pode ter cinco, sete, 10 ou até mais episódios, mas com a garantia de que o último episódio será o final. Um dos exemplos mais recentes de série limitada é O Gambito da Rainha, um grande sucesso da Netflix que chegou ao fim após sete episódios de quase uma hora cada. Também temos um exemplo bastante conhecido de série que deveria ser limitada, mas que fez tanto sucesso que ganhou uma continuação: Big Little Lies, da HBO.

Algumas séries limitadas, no entanto, têm uma chance mais rasa de ganhar uma continuação, principalmente quando elas tratam de histórias reais e fiéis aos acontecimentos. Dois exemplos disso também estão na Netflix: Olhos que Condenam e Inacreditável. Ambas as produções falam sobre questões sociais de acontecimentos reais, contando com a quantidade de episódios necessária para contar como tudo começou e acabou.

Sendo assim, enquanto uma série tradicional terá um final que dará um gancho para as próximas temporadas, a minissérie ou série limitada já nos garante o fim no último episódio, seja a temporada longa ou curta. Isso, claro, se a produção não se destacar e fazer sucesso o suficiente para ter uma continuação.

Você prefere assistir à minisséries ou séries tradicionais? Deixe aqui nos comentários e aproveite para contar qual é a sua preferida!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.