Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

6 animes clássicos para assistir na Crunchyroll

Por| Editado por Jones Oliveira | 13 de Maio de 2023 às 21h00

Link copiado!

Toei Animation, Pierrot
Toei Animation, Pierrot

Todo fã de anime é nostálgico. Apesar da quantidade colossal de novas estreias que chegam a cada nova temporada, o otaku jamais se afasta das primeiras animações a que assistiu. É um valor afetivo tão grande que essas produções se tornam clássicas, independentemente da qualidade delas.

E a boa notícia é que boa parte desses animes é muito fácil de encontrar nos streamings. A CrunchyRoll, por exemplo, sabe bem o quanto esse saudosismo é valioso para o público e traz alguns desses clássicos em seu catálogo para você ver e rever o quanto quiser.

São títulos que ficaram famosos entre o público brasileiro por terem sido exibidos tanto na TV aberta quanto na fechada em uma época em que a internet ainda engatinhava (ou sequer existia para o consumidor médio) e em que ninguém sonhava com a facilidade de serviços como a própria Crunchyroll. Ainda assim, são animes que marcaram gerações e agora estão a um clique de distância.

Continua após a publicidade

6. YuYu Hakusho

Começamos nossa lista com um dos grandes clássicos da TV Manchete, mas também com um puxão de orelha na senhora Crunchyroll. Isso porque ela tem o incrível YuYu Hakusho em seu catálogo, mas apenas com legendas em inglês, o que torna o conteúdo proibitivo para uma boa parcela dos fãs.

Essa é uma situação, na verdade, um tanto quanto recorrente. Vários outros animes mais antigos estão disponíveis na plataforma sem legenda ou áudio em português, o que exige um esforço adicional para ser conferido — e que, por isso mesmo, ficarão de fora dessa lista.

Continua após a publicidade

A única exceção fica com YuYu por ser um anime sensacional demais para não ser mencionado. A história do jovem delinquente que morre antes da hora fazendo uma boa ação inesperada e que, por isso, recebe uma segunda chance como detetive espiritual é uma das melhores coisas que pintou por aqui durante os anos 1990. Com um elenco de personagens cativantes, ótimas cenas de ação e uma dublagem icônica, merece ser lembrada a todo momento.

E merece também legendas e áudio em português, ouviu Crunchyroll?

5. Naruto

Continua após a publicidade

Se você tem mais de 30 anos, pode achar inadmissível Naruto estar presente em uma lista de animes clássicos. Afinal, a saga do ninja barulhento saiu ontem — com o mísero detalhe de que esse “ontem” já tem quase 20 anos.

A verdade é que há toda uma geração de pessoas que cresceu assistindo a Naruto, seja na exibição do anime no SBT ou no Cartoon Network no final dos anos 2000. Há também aquela parcela que já se desbravava na internet baixando episódios legendados em arquivos RMVB de 40 MB com a qualidade de imagem de uma batata.

Seja lá de onde você veio, Naruto é um clássico, sim. Mais importante que isso, é um anime muito influente que impactou vários outros animes que vieram na sequência, além de ter suas próprias continuações que apenas expandiram esse universo.

O grande mérito da animação é a sua vasta galeria de personagens, que é explorada de uma forma um tanto quanto única nos desenhos japoneses. Mais do que numerosa, ela é muito bem trabalhada e cada um desses coadjuvantes têm personalidades próprias e tramas únicas, o que faz com que seja interessante conhecer cada um — e o anime sabe aproveitar isso muito bem.

Continua após a publicidade

4. Cowboy Bebop

Não se deixe enganar pelo live-action mequetrefe da Netflix. Cowboy Bebop sempre foi um dos grandes clássicos dos animes graças ao excelente desenvolvimento de seus personagens em meio a uma trama aparentemente banal. Em outras palavras, algo que a adaptação não conseguiu alcançar.

Continua após a publicidade

Mas se você quer entender o porquê de todo o frisson em torno desse universo, o anime é a melhor maneira. Vai ser por meio de seus episódios que conhecemos Jet e Spike, dois caçadores de recompensa que viajam pelo universo em busca de cabeças a prêmio. A partir disso, novos membros entram para a equipe ao mesmo tempo em que conhecemos mais da história pregressa de cada um deles — o que é feito de forma magistral.

3. Os Cavaleiros do Zodíaco

Não tem nenhum fã de anime com mais de 30 anos que não seja apaixonado por Cavaleiros do Zodíaco. O desenho marcou toda uma geração quando passou na TV Manchete no início dos anos 1990 e foi o grande responsável por abrir as portas para que outras animações japonesas chegassem por aqui. Por isso mesmo, o nível de devoção do público brasileiro para com a saga dos Defensores de Athena é inversamente proporcional à qualidade do anime.

Continua após a publicidade

O ponto é que o saudosismo em torno dessa história faz a gente relevar todos os defeitos que a trama possa ter. Isso porque, apesar da repetição ser mesmo um pouco cansativa, não há como não se empolgar com toda a temática mitológica, o visual sempre muito empolgante das armaduras e os golpes icônicos. Isso sem falar que, quando sobre a trilha sonora, não tem marmanjo que não volte a ser criança.

E esse é o verdadeiro segredo de CDZ. Ainda que o anime tenha envelhecido um tanto em comparação a outras produções, o apego afetivo que toda uma geração tem com esse universo é inigualável. Por isso mesmo, a Crunchyroll conta com a animação tanto com o áudio original quanto com a dublagem brasileira — que é sensacional.

2. Dragon Ball Z

Continua após a publicidade

Outro clássico incontestável, Dragon Ball Z é com certa facilidade um dos animes mais populares do Brasil — quiçá o mais de todo o mundo. Basta ver como o mundo ainda venera a obra de Akira Toriyama a ponto de ela ainda ser muito rentável mesmo décadas após sua conclusão.

E embora a saga de Goku seja dividida em várias fases, é com Dragon Ball Z que o bicho pega de verdade. Muito mais voltado à ação, o anime traz vilões icônicos e sequências memoráveis de luta que marcaram a infância de muita gente — até porque foram reprisadas à exaustão por aqui. E tudo isso sem abrir mão do carisma de seus personagens.

Outro detalhe que torna DBZ tão emblemático é o modo como ele evolui os heróis. É divertido ver Goku crescer não só como herói, mas pai de família e até mesmo avô — do mesmo modo que o próprio Gohan deixa de ser apenas uma criança para virar um homem de responsabilidades. Uma saga de família em todos os sentidos.

1. Dragon Ball

Continua após a publicidade

Pode parecer estranho colocar Dragon Ball de novo na lista, mas é um caso excepcional que justifica totalmente essa repetição. Até porque, na verdade, não estamos falando da mesma coisa, mas de produtos bem diferentes envolvendo um mesmo personagem. Tanto que a carga nostálgica envolvida é outra bem própria.

Como dito, a saga de Goku é dividida em diferentes fases. E, enquanto DBZ é essa loucura voltada à ação com lutas grandiosas e poderes cada vez mais megalomaníacos, a primeira fase de Dragon Ball é outra coisa completamente diferente. Mais conhecida por aqui pelo apelido de “Fase do Goku criança”, esse começo de história é muito mais voltado para o humor.

Com um traço mais cartunesco e com histórias voltadas para as peculiaridades de cada um dos heróis — como a inocência de Goku e a indecência do Mestre Kame —, o primeiro Dragon Ball é uma história bem mais leve. Ainda há uma boa parcela de ação, mas o foco é outro e é isso que a torna tão única.

Continua após a publicidade

Além disso, a relação do brasileiro com esse anime também é diferente. Ao contrário de DBZ, as reprises não foram tão constantes e apenas um pessoal mais velho pegou a exibição no SBT. Por isso mesmo, quando a Crunchyroll adicionou este clássico ao seu catálogo, virou motivo de comemoração — e com razão.