O que é ransomware e como se livrar dele

Por Bruna Rasmussen

Imagine que você esteja navegando pela internet normalmente quando, de repente, um suposto site da Polícia Federal traz mensagens estranhas dizendo que o seu computador está sendo monitorado devido à quebra de certas regras de uso e você precisa pagar uma quantia para que ele seja normalizado. De forma mais surpreendente ainda, é mostrado o seu número de IP e a cidade onde você está – bastante convincente, não?

Ao tentar sair do site, mensagens popup avisam que o navegador está lacrado e toda vez que você pressiona o botão “Sair” ou “OK”, a mensagem se repete, em um loop infinito.

A verdade é que esta é uma fraude que pega muitos leigos de surpresa e costuma ser desencadeada a partir da visita a sites de software pirata ou de pornografia. Conhecido como ransomware, esse golpe geralmente envolve o pagamento de resgates.

Ransomware

Veja algumas dicas para identificar o golpe.

  • A CIA, o FBI ou a Polícia Federal não monitoram computadores dessa forma, enviando mensagens e cobrando resgate pelo uso do navegador ou de arquivos;
  • Saber o seu número de IP e a cidade onde você está é mais fácil do que você imagina. Portanto, isso não torna o golpe mais verdadeiro;
  • A incrível mágica de “lacrar” o navegador nada mais é do que um JavaScript que ativa janelas de aviso e isso pode ser neutralizado.

Livre-se do golpe

O que mais incomoda nos ransomwares são essas janelas que não podem ser desativadas e ficam piscando, impedindo o uso do navegador. A boa notícia é que desabilitá-las é bastante fácil, pois trata-se de um JavaScript simples. Veja como.

Google Chrome: Em “Preferências”, escolha “Ferramentas”. Na lista de “Privacidade”, clique no botão “Content Settings”. Agora, basta ir até “JavaScript” e selecionar a opção “não permitir que nenhum site use JavaScript”.

Ransomware

Apple Safari: Vá até “Preferências” e, na aba “Segurança”, desmarque a opção “Ativar JavaScript”.

Ransomware

Mozilla Firefox: No painel “Preferências”, vá até a aba “Conteúdo” e desmarque a opção “Ativar JavaScript”.

Ransomware

É possível ainda forçar o encerramento do navegador. Contudo, corre-se o risco da página com o ransomware ser carregada novamente. Saiba por onde você navega e tenha sempre um pé atrás quando mensagens desse tipo aparecerem.