Sabia que existe um Centro Médico da Samsung? Entenda o que é feito lá

Sabia que existe um Centro Médico da Samsung? Entenda o que é feito lá

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 24 de Maio de 2021 às 14h30
Reprodução/Samsung

Que a tecnologia anda de mãos dadas com a área da saúde, você provavelmente já imaginava. Mas você sabia que a Samsung tem seu próprio Centro Médico? Foi lá, por exemplo, que a empresa descobriu que o Galaxy Buds Pro pode ajudar pessoas com deficiência auditiva.

O Samsung Medical Center fica em Seul, na Coreia do Sul. O Canaltech conversou com o pesquisador Il-Joon Moon, do Departamento de Otorrinolaringologia, para entender melhor o que é feito por lá: "Nossos focos de pesquisa incluem aparelhos auditivos, implantes cocleares, eletrofisiologia, psicoacústica, zunido, realidade virtual etc", explica o médico.

Em 2008, o laboratório liderou o desenvolvimento de aparelhos auditivos coreanos por meio do dispositivo biomédico e projeto de desenvolvimento de tecnologia apoiado pelo Ministério do Comércio, Indústria e Energia da Coreia do Sul. "Nós conduzimos estudos de pesquisa clínica para investigar a eficácia de várias tecnologias de compensação de perda auditiva. Além disso, conduzimos estudos ainda em andamento para examinar o desempenho clínico da tecnologia auditiva", acrescenta.

Recentemente, eles avaliaram, por exemplo, o desempenho clínico de um produto de amplificação sonora pessoal (PSAP, na sigla em inglês), um aparelho auditivo básico (HA, na sigla em inglês) e um aparelho auditivo premium. O estudo incluiu 56 participantes com perda auditiva leve, moderada e moderadamente severa e examinou a capacidade de recepção de fala dos indivíduos, bem como a preferência pelo dispositivo.

"Embora nenhuma diferença significativa tenha sido observada entre os três dispositivos para percepção de fala e preferência de dispositivo para o grupo com perda auditiva leve e moderada, o HA premium apresentou melhor desempenho para reconhecimento de fala para o grupo moderadamente severo e 70% dos participantes desse grupo preferiram o HA premium. Este estudo mostrou o potencial do PSAP como alternativa aos HAs em pacientes com perda auditiva leve e moderada", aponta o pesquisador.

Samsung Medical Center, em Seul, Coreia do Sul (Imagem: Reprodução/Instagram/Samsung Medical Center)

O otorrinolaringologista menciona que, atualmente, o Samsung Medical Center investe em projetos nacionais, privados e internos, além de continuar avaliando o desempenho clínico de vários aparelhos auditivos e frequentemente colaborar com fabricantes de aparelhos auditivos e implantes cocleares.

Outras pesquisas do Samsung Medical Center incluem estudos eletrofisiológicos e de integração audiovisual. "Estamos tentando desenvolver um método objetivo para medir as habilidades subjetivas de compreensão auditiva comportamental por meio de sinais fisiológicos. Por meio de estudos de integração audiovisual, estamos examinando o impacto de sinais visuais (como movimentos labiais) na compreensão da fala em situações silenciosas e ruidosas", finaliza.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.