Publicidade

Remédio para câncer de pulmão tem efeito impressionante em teste

Por| Editado por Luciana Zaramela | 03 de Junho de 2024 às 14h01

Link copiado!

National Cancer Institute/Unsplash
National Cancer Institute/Unsplash

Para o tratamento de um tipo bastante agressivo de câncer de pulmão, o remédio Lorbrena (lorlatinibe) aparenta ser uma das melhores apostas, como revelam os resultados da terceira e última fase dos estudos clínicos. Sem ligação com a pesquisa, cientistas classificam a resposta como “impressionante”.

Após cinco anos de tratamento, 60% dos pacientes diagnosticados com uma forma grave de câncer de pulmão e medicados com o remédio lorlatinibe sobreviveram e estavam livres da progressão da doença, o que torna esta uma elevada taxa de sobrevida. Em comparação, apenas 8% dos voluntários medicados com uma fórmula oncológica padrão apresentaram a mesma resposta.

Os resultados do remédio contra o câncer de pulmão, desenvolvido pela Pfizer, foram detalhados em um artigo na revista Journal of Clinical Oncology.

Continua após a publicidade

Tratamento impressionante contra câncer de pulmão

Para entender, o remédio lorlatinibe é indicado para o tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas (CPNPC), com uma mutação genética específica envolvendo o gene ALK. 

Na maioria das vezes, esse tipo de linfoma afeta pessoas mais jovens e que não são fumantes. Além disso, o controle é normalmente difícil, já que é associado ao risco elevado de metástase e comprometimento do cérebro.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Como tratamento padrão, os oncologistas costumam receitar uma classe de remédios conhecida como inibidores da tirosina-quinase (ITQ). O lorlatinibe é um desses medicamentos da terceira geração, enquanto o crizotinibe é da primeira.

Com os remédios mais antigos, o risco de reincidência é alto, após o tratamento inicial. Isso ocorre, entre muitas coisas, pelo fato do câncer se tornar resistente ao medicamento. Entretanto, as novas fórmulas parecem ser mais eficazes

Efeito do remédio lorlatinibe

No recente estudo, foram recrutados 296 pacientes com esse tipo de câncer de pulmão, sendo que eles foram aleatoriamente selecionados para receber o lorlatinibe ou o crizotinibe. Independente do grupo, foram acompanhados por cinco anos.

Continua após a publicidade

Para além da sobrevida, os pesquisadores detalham que apenas quatro pacientes medicados com lorlatinibe apresentaram lesões no cérebro, conectadas a possíveis metástases. 

Para os voluntários que já tinham sinais de metástase cerebral, o lorlatinibe diminuiu a probabilidade do quadro continuar ou piorar em 83% deles. De forma oposta, no grupo do crizotinibe, todos os pacientes com metástase apresentaram progressão e piora da doença durante o estudo. A explicação pode estar na melhor capacidade de penetração da barreira hematoencefálica.

Interpretando os resultados do estudo de Fase 3

“Estes são os melhores dados de longo prazo que já vimos” para esta classe de medicamentos, afirma Julie Gralow, diretora médica e vice-presidente executiva da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), para a NBC. “Esta é simplesmente a [taxa de] sobrevida livre de progressão mais impressionante que já vimos nesta população”, acrescenta a especialista.

Continua após a publicidade

“Esses resultados são notáveis”, destaca John Heymach, oncologista do MD Anderson Cancer Center. “Pela primeira vez, estamos vendo que a maioria dos pacientes passa mais de cinco anos sem que o câncer progrida, e isso é mais do que qualquer outro medicamento no mercado. Anteriormente, os melhores medicamentos que tínhamos eram de dois a três anos”, complementa. Nenhum dos dois estiveram envolvidos no estudo de Fase 3.

Os achados do experimento "representam um resultado sem precedentes para pacientes com CPNPC [o tipo de câncer de pulmão tratado] avançado positivo para ALK e estabelecem uma nova referência para terapias direcionadas ao câncer", reforçam os autores, em artigo.

Fonte: Journal of Clinical Oncology, Pfizer NBC