OMS pede que países entreguem vacinas para Covax em vez de vacinar crianças

OMS pede que países entreguem vacinas para Covax em vez de vacinar crianças

Por Nathan Vieira | Editado por Jones Oliveira | 15 de Maio de 2021 às 08h00
Rawpixel

Recentemente, os EUA se concentraram em vacinar a população mais jovem, autorizando imunização de pessoas a partir dos 12 anos. No entanto, o diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS).
Tedros Adhanom Ghebreyesus, se pronunciou nesta sexta (14), pedindo que as nações mais ricas adiem a vacinação das crianças e doem suprimentos para países de baixa renda por meio do Covax, uma iniciativa da própria OMS, da Aliança Gavi e da CEPI, que trabalha para a aquisição e distribuição de vacinas para países mais pobres.

O argumento da OMS é que a distribuição internacional de vacinas contra COVID-19 permanece muito desigual, e desde que as primeiras vacinas foram aprovadas, os países mais ricos compraram a maior parte do suprimento. Em conferência, Dr. Tedros afirmou entender por que alguns países queriam vacinar crianças e adolescentes, mas pediu para reconsiderar. 

“Em países de renda baixa e média-baixa, o fornecimento da vacina contra COVID-19 não tem sido suficiente nem mesmo para imunizar os profissionais de saúde, e os hospitais estão sendo inundados com pessoas que precisam de cuidados essenciais com urgência”, declarou o diretor.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Mufid Majnun/Unsplash)

Além dos EUA, o Canadá também autorizou o uso da vacina Pfizer em adolescentes entre 12 e 15 anos. Na Suíça, alguns lugares começaram a oferecer vacinação para jovens de 16 anos na semana passada. Na conferência, Dr. Tedros também alertou que o segundo ano da pandemia provavelmente seria mais mortal do que o primeiro, e que a situação na Índia era de grande preocupação.

Fonte: BBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.