Ômicron: saiba diferenciar os sintomas em pessoas vacinadas e não-vacinadas

Ômicron: saiba diferenciar os sintomas em pessoas vacinadas e não-vacinadas

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 08 de Janeiro de 2022 às 09h00
fernando zhiminaicela/Pixabay

A Ômicron vem se destacando por conta de sua alta transmissibilidade, enquanto os especialistas batalham para compreender o grau de severidade da variante. De qualquer forma, a OMS chegou a alertar que não se deve reconhecê-la como leve. Mas por enquanto, quais sintomas acometem os infectados?

Em entrevista ao jornal norte-americano The Philadelphia Inquirer, a infectologista Judith O'Donnell, do Penn Presbyterian Medical Center, abordou a diferença dos sintomas da Ômicron entre pacientes vacinados e não-vacinados. A médica afirma que, em geral, ainda é possível notar a presença de sintomas já esperados da covid-19, tais como:

  • Febre
  • Fadiga
  • Tosse
  • Falta de ar
  • Perda de olfato e paladar
  • Coriza
  • Náusea
  • Vômito
  • Diarreia

Por enquanto, os relatos indicam que pessoas vacinadas contra a covid-19 não apresentam tanta febre, uma vez infectadas pela Ômicron, algo já esperado pela ciência: quando os pacientes são vacinados e recebem uma dose de reforço, os sintomas em geral são mais leves.

Mas para a médica, a grande questão é se os sintomas da variante em si são realmente mais brandos ou se isso se deve ao fato de que muitos indivíduos infectados com a Ômicron já foram vacinados.

Sintomas da Ômicron em uma pessoa não vacinada

Ômicron: saiba os sintomas em pessoas vacinadas e não-vacinadas (Imagem: photocreo/Envato)

Nos pacientes que não tomaram a vacina contra a covid-19, a especialista descreve que os sintomas apresentam semelhanças com os da Delta e das variantes anteriores: a infecção pode acarretar hospitalização. Nesse caso, a cepa recém-descoberta pode levar até mesmo à morte. Recentemente, o Brasil registrou a primeira morte causada pela Ômicron, inclusive.

Entre os sintomas nos não-vacinados, estão:

  • Febre
  • Dor de garganta
  • Obstrução nasal
  • Coriza
  • Dificuldade de respiração
  • Tosse
  • Dor de cabeça
  • Falta de apetite
  • Fadiga
  • Diarreia e dor abdominal

A Ômicron também é capaz de causar pneumonia naqueles que não tomaram a vacina, pelo que os médicos perceberam, levando um grande grupo de pacientes a ter falta de ar.

Fonte: The Philadelphia Inquirer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.