Neuralink: Elon Musk acredita em implante cerebral já no próximo ano

Por Wagner Wakka | 08 de Maio de 2020 às 14h15
Reprodução/YouTube
Tudo sobre

Elon Musk

Saiba tudo sobre Elon Musk

O bilionário excêntrico Elon Musk participou do podcast Joe Rogan Experience e conversou sobre temas privados e de negócios. Entre eles, o executivo comentou sobre o Neuralink, seu projeto de implante de IA em cérebros humanos. Segundo Musk, os primeiros devem ocorrer em menos de um ano.

A Neuralink é uma startup encabeçada pelo executivo com propósito de usar IA em chips que possam ser usados de forma simbiótica por humanos. Apesar da informação, Musk ressaltou que o projeto ainda não começou a ser testado em humanos.

“Não estamos testando em pessoas ainda, mas eu acho que não demora muito. Podemos já implantar um link neural em menos de um ano em uma pessoa, acredito”, disse Musk no podcast.

Como isso seria feito? Segundo o executivo, o implante teria o tamanho de uma polegada (perto de 2,5 cm), instalado no cérebro por meio de um furinho no crânio do usuário. Segundo Musk, não há risco de rejeição.

Chip apresentado por Musk (Foto: Reprodução/YouTube)

“As pessoas colocam monitores cardíacos e coisas para epilepsia, simulações profundas no cérebro, usam próteses para quadris e joelhos, este tipo de coisa. Já são bem sabidas as causas para rejeição ou não”, defendeu.

O objetivo do Neuralink é colaborar com estudos contra doenças degenerativas como o Alzheimer. Contudo, Musk ainda mantém as expectativas baixas. “Ainda tem muita coisa a ser feita”, apontou.

Em 2019, a empresa já começou a mostrar testes para fazer as incisões em crânios para implantação dos chips. A empresa também está testando threads de eletrodos flexíveis para que também não causem reações dos tecidos do usuário.


Outros assuntos

Musk também foi questionado no programa sobre o polêmico nome de seu filho. Segundo o casal, Musk e sua esposa Claire Elise Boucher (mais conhecida como Grimes), o menino será batizado como X Æ A-12. A esposa do executivo já até explicou a origem do nome, mas a pronúncia ainda era uma incógnita. Nada melhor que um podcast para tirar essa prova.

“O X se pronuncia como equis [pronúncia inglesa da letra]. Já o Æ soa mais como ‘ache’”, contou o executivo. Por fim, ele disse que o A-12, segue a pronúncia convencional em inglês. Assim, o nome da criança seria falado da seguinte forma: “équis ache ei tuelve”, segundo Musk.

Ele ainda disse que a parte “X Æ” foi excolhida por Grimes, contudo, o “A-12” foi uma colaboração dele. No fim, elogiou a capacidade da esposa de escolher nomes. “Ela é realmente boa nisso”.

A entrevista completa está disponível no YouTube de Rogan.

Fonte: Joe Rogan (YouTube)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.