Publicidade

Mais de 1,3 bilhão de pessoas terão diabetes em 2050

Por| Editado por Luciana Zaramela | 23 de Junho de 2023 às 13h55

Link copiado!

Dotshock/Envato
Dotshock/Envato

Os números de casos de diabetes devem disparar nos próximos anos, segundo extenso estudo internacional. É previsto que, até 2050, mais de 1,3 bilhão de pessoas adultas irão conviver com a doença metabólica. Em 2021, eram “apenas” 529 milhões de indivíduos com a condição.

O dossiê sobre o futuro do diabetes no mundo é composto por diferentes estudos, publicados na revistas científicas The Lancet e The Lancet Diabetes & Endocrinology. Embora as estimativas apontem para o fato da prevalência da doença mais do que dobrar nos próximos anos, ainda há tempo para agir.

Diabetes como ameaça à saúde pública

Continua após a publicidade

Vale lembrar que, no presente momento, o diabetes já configura entre as 10 principais causas de morte mais comuns por doenças no globo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em paralelo, a condição associada com a falta de insulina é fator de risco para inúmeras outras doenças, como ataque cardíaco (infarto), cegueira ou doença renal.

“O diabetes continua sendo uma das maiores ameaças à saúde pública de nosso tempo e deve crescer agressivamente nas próximas três décadas em todos os países, faixas etárias e sexos, representando um sério desafio para os sistemas de saúde em todo o mundo”, acrescenta Shivani Agarwal, do Albert Einstein College of Medicine, nos Estados Unidos, para o jornal The Guardian.

Prevenção global do diabetes

Continua após a publicidade

Apesar das estatísticas, os números globais para o diabetes em 2050 podem não se confirmar, já que a maioria dos casos são preveníveis — o diabetes tipo 1, que envolve a predisposição genética, deve ser minoria entre os novos casos, como já é hoje. Em 2021, o tipo 2 correspondia a 90% de todos os casos de diabetes no mundo, e a tendência é que essa proporção prevaleça.

A diferença é que historicamente a doença afetava mais os que tinham passado dos 40 anos, sendo, cada vez mais, comum entre os adultos mais jovens. Inclusive, esse salto na incidência será provocado pela maior presença da condição entre os mais novos, algo pouco comum.

Quais fatores explicam a explosão do diabetes prevista para 2050?

“O diabetes tipo 2, que compõe a maior parte dos casos de diabetes, é amplamente evitável e, em alguns casos, potencialmente reversível se identificado e tratado no início do curso da doença”, afirmam os autores do estudo, em artigo na revista Tha Lancet.

Continua após a publicidade

“As evidências indicam que a prevalência de diabetes está aumentando em todo o mundo, principalmente devido ao aumento da obesidade causada por múltiplos fatores”, acrescentam os pesquisadores sobre a previsão de 2050.

De forma geral, são seis os principais fatores de risco conectados com o aumento dos casos de diabetes no mundo:

  • Obesidade;
  • Alimentação inadequada;
  • Falta de acesso à saúde;
  • Tabagismo;
  • Ingestão excessiva de álcool;
  • Baixos níveis de atividade física (sedentarismo).
Continua após a publicidade

Mudar esse cenário só é possível com “ações coordenadas entre governos para abordar as desigualdades na prevalência do diabetes, bem como as condições subjacentes de problemas de saúde, como pobreza e viver com obesidade”, pontua Chris Askew, diretor-executivo da Diabetes UK. A questão “nunca foi tão grande ou tão urgente”, completa.

Fonte: The Lancet e The Guardian