Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

As 10 doenças que mais matam no mundo

Por| Editado por Luciana Zaramela | 18 de Fevereiro de 2023 às 15h00

Link copiado!

Bialasiewicz/Envato
Bialasiewicz/Envato

Problemas no coração, Acidente Vascular Cerebral (AVC), diabetes e câncer de pulmão estão entre as 10 doenças que mais matam no mundo, segundo levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Liderando a lista de enfermidades mortais, está a isquemia do miocárdio. Sozinho, o quadro que afeta o coração provoca 9 milhões de mortes todos os anos.

Aqui, vale destacar que as doenças que mais provocam mortes no mundo não são necessariamente as mais letais. Isso porque a análise da OMS considera apenas os números totais. Se a ideia fosse apontar as doenças com maior índice de mortalidade, seria preciso considerar o número de pessoas que adoecerem e o de óbitos.

Quais são as 10 doenças que mais matam no mundo?

Continua após a publicidade

A seguir, confira levantamento da OMS que estima quais foram as doenças que mais provocaram mortes no mundo, entre os anos 2000 e 2019, em ordem decrescente:

  1. Doença isquêmica do coração, também conhecida como isquemia do miocárdio: responsável por 16% de todos os óbitos no mundo, ou seja, cerca de 9 milhões de mortes anuais;
  2. Acidente Vascular Cerebral (AVC), também conhecido como derrame cerebral: causa mais de 6 milhões de mortes (11%);
  3. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC): é responsável por aproximadamente 3 milhões de óbitos (6%);
  4. Infecções do trato respiratório inferior, como pneumonias: provocam mais de 2,5 milhões de mortes;
  5. Condições neonatais, como asfixia do bebê e outros tipos de traumas no parto: causam mais de 2 milhões de mortes entre recém-nascidos e crianças pequenas;
  6. Cânceres de traqueia, brônquios e pulmão: responsáveis pela morte de mais de 1,8 milhão de pessoas — outros tipos de câncer não entram nesta somatória;
  7. Doença de Alzheimer e outras formas de demência: são responsáveis por mais de 1,5 milhão de óbitos, atingindo de forma desproporcional mulheres — elas são 65% das vítimas fatais;
  8. Diarreia: desencadeia mais de de 1,5 milhão de mortes;
  9. Diabetes: provoca mais de 1,5 milhão de óbitos;
  10. Doença ou insuficiência renal: causa mais de 1,5 milhão de mortes.

Cabe observar que, como o levantamento não é anual e, por isso, não incluiu a covid-19, descoberta apenas no último mês de 2019. Dependendo da evolução do coronavírus SARS-CoV-2, é possível que a infecção ocupe alguma posição no ranking da OMS. Pelos dados consolidados nos dois primeiros anos da pandemia — antes da popularização das vacinas —, a doença ocuparia um lugar no ranking, com certeza.

Continua após a publicidade

Fatos curiosos sobre estas doenças, segundo a OMS

Um apontamento importante sobre a mais recente pesquisa da OMS é que a doença isquêmica do coração se mantém como a principal causa de morte global há 20 anos. É tempo suficiente para imaginar que a ciência já teria aprendido a lidar melhor com o quadro cardiovascular, mas a realidade aponta o oposto: a condição mata cada vez mais. Inclusive, o número de mortes pela doença cardíaca saltou de mais de 2 milhões, em 2000, para quase 9 milhões em 2019.

Se os números de algumas doenças se intensificaram nos últimos anos, os de outras doenças caíram drasticamente. É o que ocorreu com a Aids — doença que se manifesta quando o vírus do HIV não está controlado —, já que, em 2000, ocupava a oitava posição no ranking da OMS e, em 2019, está na 19ª. A explicação está, muito provavelmente, no maior acesso aos medicamentos.

Continua após a publicidade

Outra doença que teve comportamento similar foi a tuberculose. Se nos anos 200 era a sétima causa de morte por doença mais comum, em 2019, estava na 13ª. No entanto, em algumas regiões, a condição ainda é bastante grave, como na África, onde é a oitava principal causa de óbitos. Novamente, o problema parece ser o acesso aos medicamentos adequados.

Fonte: OMS (1) e (2)