Governo da Índia diz que Brasil se precipitou ao buscar vacina de Oxford

Governo da Índia diz que Brasil se precipitou ao buscar vacina de Oxford

Por Fidel Forato | 15 de Janeiro de 2021 às 15h13
Daniel Schludi/Unsplash

Na tarde de quinta-feira (14), estava previsto que um avião brasileiro embarcasse rumo à Índia para importar dois milhões de doses da vacina de Oxford contra a COVID-19, desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. No entanto, a previsão é que a aeronave parta apenas hoje (15). Em paralelo, governo indiano alega que o Brasil teria se precipitado para a importação de doses contra o novo coronavírus.

Sobre as importações das vacinas contra a COVID-19 para o Brasil, um porta-voz do Ministério do Exterior indiano afirmou que ainda é "cedo demais" para o envio das doses produzidas pelo Instituto Serum. Questionado se o país estrangeiro teria prioridade na importação, o porta-voz informou que a questão ainda não teria sido definida.

Jornais da Índia questionam quando as doses da vacina de Oxford serão enviadas para o Brasil (Imagem: Reprodução/ Ake/ Rawpixel)

Mais cedo, jornais indianos também questionavam o prazo de envio das vacinas contra o novo coronavírus para o Brasil. "O processo de vacinação está apenas no começo na Índia. É muito cedo para dar uma resposta específica sobre o fornecimento a outros países, porque ainda avaliamos os prazos de produção e de entrega. Isso pode levar tempo", afirmou Anurag Srivastava, de acordo com o jornal Hindustan Times.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

“O Brasil parece ter se precipitado ao anunciar, oficialmente, o envio de uma aeronave para transportar dois milhões de doses da vacina COVID-19 da Índia, com Nova Delhi deixando claro que as decisões sobre o fornecimento para países estrangeiros levarão mais tempo”, afirma parte do texto publicado no mesmo jornal, durante a quinta-feira (14). O jornal The Times of India também informou que a Índia teria como prioridade imunizar sua própria população primeiro.

Importação das vacinas de Oxford

No entanto, a expectativa brasileira é que, hoje (15), decole do Recife em direção a Mumbai, na Índia, um avião às 23h. Nesse cronograma, o prazo para a chegada da aeronave no país é no sábado (16). Como comentando, o voo estava previsto, inicialmente, para decolar ontem (14), mas a viagem foi reprogramada em razão de questões logísticas internacionais.

"A data de retorno ao Brasil, com a carga de vacinas estimada em 15 toneladas, ainda está sendo avaliada de acordo com o andamento dos trâmites da operação de logística feita pelo governo federal em parceria com a Azul", declarou o Ministério da Saúde, em nota.

Após a importação ser concluída, a vacina precisará aguardar a autorização de uso emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Nesse cenário, a expectativa da Saúde é que a vacinação nacional contra a COVID-19 seja iniciada na próxima quarta-feira (20).

Fonte: DWHindustan TimesGazeta do Povo e Agência Brasil     

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.