Existe intolerância ao álcool?

Existe intolerância ao álcool?

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 28 de Maio de 2022 às 17h00
Sandra Seitamaa/Unsplash

Eis um problema para você que tem o hábito de beber: existe intolerância ao álcool. Trata-se de um distúrbio metabólico genético em que o corpo não consegue decompor o álcool adequadamente, o que resulta em uma reação de desconforto, além de sintomas mais específicos.

Em 2012, cientistas por trás de um estudo publicado na DA International entrevistaram 4 mil pessoas, e chegaram a notar que 7% delas eram intolerantes ao álcool, e o intrigante — e o fator que justamente leva à escassez de informações — é que a condição não desperta reação imediata após o consumo. De qualquer forma, os sintomas mais comuns são:

  • Vermelhidão no peito, pescoço e rosto
  • Nariz escorrendo ou entupido
  • Coceira na pele
  • Pressão arterial baixa
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Diarreia

Especialistas alertam que a intolerância ao álcool geralmente acontece quando o corpo não tem as enzimas certas para metabolizar as toxinas da bebida. A condição pode ser causada por traços hereditários ou genéticos.

Especialistas alertam para a intolerância do álcool, que não tem cura (Imagem: LightFieldStudios/envato)

No entanto, em alguns casos, pode ser apenas intolerância a algum ingrediente da bebida (como produtos químicos, conservantes ou grãos, por exemplo). Vale buscar a opinião de um especialista, que pode administrar um teste de intolerância para determinar se a condição é diretamente relacionada ao próprio etanol ou a um ingrediente como fermento, uva ou lúpulo.

Vale o alerta de que o álcool é essencialmente uma toxina e, com o tempo, nossos corpos se tornam menos capazes de processar o álcool e nossa tolerância diminui, levando a ressacas mais graves e duradouras à medida que envelhecemos e uma sensação de maior sensibilidade ao álcool. No entanto, existem algumas formas de lidar com os sintomas da ressaca.

Alergia ao álcool x intolerância

Existe também a alergia ao álcool, que é diferente de intolerância, e muito mais grave. Para se ter uma noção, se não houver o devido tratamento, a alergia pode até ser fatal, por isso é imprescindível ficar atento aos sintomas:

  • Erupção cutânea
  • Coceira na pele
  • Inchaço
  • Cólicas estomacais

A pessoa com intolerância ao álcool enfrenta sintomas desconfortáveis, mas para quem é alérgico, consumir bebida alcoólica é simplesmente incogitável. No Canaltech, já destacamos tudo o que a ciência sabe até agora sobre alergias em geral.

Fonte: Behaviour Research and Therapy, Prevalence of Wine Intolerance via Live Science

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.