Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Estudo com gêmeos idênticos desvenda benefícios do veganismo

Por| Editado por Luciana Zaramela | 05 de Dezembro de 2023 às 11h33

Link copiado!

Vegan Liftz/Pexels
Vegan Liftz/Pexels

O que acontece se um gêmeo for vegano e o outro não? Foi essa questão que motivou um estudo publicado na revista científica JAMA Network Open. Através de uma análise com gêmeos idênticos, os cientistas puderam perceber benefícios do veganismo para a saúde cardiovascular.

Conforme sugere o trabalho — conduzido por pesquisadores de Stanford — os benefícios para a saúde podem surgir em dois meses. Inclusive, a maior parte das mudanças é observada logo no primeiro mês.

Para o estudo, os cientistas recrutaram 22 pares de gêmeos idênticos. Para garantir que todos os participantes desfrutassem de uma alimentação saudável e balanceada durante o estudo, foi utilizado um serviço de refeições durante as primeiras quatro semanas, com direito a café da manhã, almoço e jantar todos os dias.

Continua após a publicidade

Depois disso, os participantes foram encarregados de preparar suas próprias refeições, embora um nutricionista credenciado estivesse disponível para aconselhá-los sobre escolhas saudáveis.

Veganismo faz bem?

Os resultados do estudo foram positivos para os veganos: a dieta levou a uma redução considerável nos níveis de colesterol (LDL-C). O nível ideal é inferior a 100, e após oito semanas, os índices dos participantes veganos caíram para 95,5, enquanto a dos gêmeos onívoros subiu para 116,1.

Além disso, os níveis de insulina se mostraram cerca de 20% mais baixos nos veganos, reduzindo o risco de diabetes. Os adeptos à dieta vegana também perderam em média 4,2 kg a mais.

Continua após a publicidade

Os pesquisadores também afirmaram que uma dieta vegana pode conferir benefícios adicionais, como aumento de bactérias intestinais e redução da perda de telômeros (estruturas constituídas por fileiras de DNA que formam as extremidades dos cromossomos), o que retarda o envelhecimento do corpo.

Veganismo muda o corpo

Anteriormente, outro estudo com gêmeos mostrou como o veganismo muda o corpo. Na ocasião, um dos gêmeos aderiu a uma dieta vegana por 12 semanas, enquanto o outro seguiu comendo produtos de origem animal normalmente. A análise também ligou a dieta vegana à queda nos níveis de colesterol, perda de peso e aumento da resistência ao diabetes tipo 2, além de níveis mais estáveis de açúcar no sangue.

Continua após a publicidade

Ainda que a condição genética de gêmeos idênticos seja o mais próximo que se pode atingir, os pesquisadores do estudo sobre veganismo explicam que ainda há diferenças: a maioria dos gêmeos idênticos compartilha apenas entre 25% e 30% de seus micróbios entre si, por isso seus metabolismos podem reagir aos alimentos de maneira distinta.

Fonte: JAMA Network Open, Stanford Medicine