Covid: Ministério da Saúde autoriza remédio da Pfizer no SUS; saiba quando chega

Covid: Ministério da Saúde autoriza remédio da Pfizer no SUS; saiba quando chega

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 09 de Maio de 2022 às 10h37
Twenty20photos/Envato Elements

O Ministério da Saúde aprovou, na última sexta-feira (6), o uso do primeiro remédio para casos leves e moderados da covid-19. Desenvolvido pela farmacêutica norte-americana Pfizer, o antiviral Paxlovid deve chegar ao Sistema Único de Saúde (SUS) em até 180 dias.

A pílula da Pfizer é composta por dois antivirais: o nirmatrelvir e o ritonavir. No Brasil, a fórmula contra a covid-19 foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no final de março. Além disso, é usada em mais de 10 outros países.

Remédio da Pfizer deve chegar no SUS para o tratamento de casos leves e moderados da covid-19 (Imagem: Rimidolove/Envato)

Quem pode usar a medicação contra covid?

"Esse é o primeiro tratamento incluído no Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento de pacientes com quadro leves a moderados da Covid-19 e alto risco de complicações", explica o Ministério da Saúde, em comunicado.

Através dos estudos clínicos — com voluntários humanos —, foi possível observar que a medicação ajuda a reduzir a evolução da doença para quadros graves. Dessa forma, a Saúde informa que "o medicamento será ofertado para pacientes adultos imunocomprometidos ou com idade igual ou superior a 65 anos".

Além disso, o tratamento só poderá ser utilizado em caso de teste positivo para covid-19 e em até cinco dias após início dos sintomas.

Quando o remédio chega?

Apesar da aprovação, o remédio da Pfizer não deve chegar imediatamente ao SUS e este processo ainda pode levar até seis meses. "A Pasta tem 180 dias após publicação da incorporação para disponibilizar a tecnologia na rede pública", comenta a Saúde.

Vale lembrar que, no mês passado, a Saúde também incorporou o medicamento baricitinibe para casos graves da covid-19. O anti-inflamatório foi desenvolvido pela farmacêutica norte-americana Eli Lilly e ainda está em fase de incorporação.

Como funciona o remédio da Pfizer?

O remédio Paxlovid é composto pela junção de dois antivirais. Na fórmula, o nirmatrelvir é conhecido por inibir uma importante enzima do SARS-CoV-2 e, com isso, impede que o vírus se prolifere. Agora, o ritonavir evita a ação de uma enzima que degrada o nirmatrelvir. Isso ajuda o nirmatrelvir a permanecer por mais tempo na corrente sanguínea, o que potencializa a sua ação.

Fonte: Ministério da Saúde  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.