Galaxy S9 agora é compatível com sistema de realidade aumentada da Google

Por Felipe Demartini | 16 de Maio de 2018 às 10h16

O Galaxy S9 e seu irmão de tela maior, o S9+, finalmente ganharam compatibilidade com o ARCore, o sistema de realidade aumentada da Google. Nesta semana, os dois aparelhos passaram a integrar a lista de dispositivos capazes de funcionarem com a tecnologia, com o aplicativo que dá acesso a ela já estando disponível gratuitamente para todos os usuários.

O lançamento também encerra meses de expectativa e silêncio por parte de Samsung e Google. Desde a chegada do Galaxy S9 às lojas, já se esperava que o modelo, como todo topo de linha dos últimos meses, fosse capaz de rodar as aplicações em realidade aumentada. Não foi o caso, com ambas as empresas mantendo o silêncio sobre o assunto até agora.

Disponível para download por meio da Google Play Store, o ARCore é uma espécie de resposta da Google ao ARKit, da Apple. É por meio do SDK da aplicação que os desenvolvedores de software criarão experiências de realidade aumentada nos smartphones com Android, podendo usar os dados de sensores de movimento, câmeras e detectores de iluminação na criação de ambientes virtuais ou experiências diferenciadas capazes de interagirem com o que está à frente do usuário.

Enquanto isso, o utilizador final usa o app para ter acesso a tais aplicações, que podem ir desde jogos ou simples experiências interativas, como o Just a Line, que permite a criação de desenhos no mundo real, até recursos voltados para o comércio eletrônico ou o mercado corporativo. A rede de lojas de decoração IKEA, por exemplo, tem uma aplicação que dá ao usuário uma noção de como alguns de seus móveis ficarão na sala, enquanto a Amazon apresenta um sistema semelhante, mas voltado para outros itens à venda em suas páginas.

O requisito básico para que o ARCore funcione nos smartphones é a presença da versão 7.0 Nougat do Android, mas é claro que as especificações não param por aí. O uso avançado de sensores e a necessidade de certas informações acabam restringindo o sistema, pelo menos nesse primeiro momento, a uma lista seleta de smartphones que inclui, além do Galaxy S9, dispositivos das linhas Nexus e Pixel, da própria Google, modelos da ASUS, LG, Huawei e Sony.

Fonte: 9to5Google, Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.