Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Samsung vai eliminar trabalho humano em fábricas até 2030

Por| Editado por Jones Oliveira | 05 de Janeiro de 2024 às 10h40

Link copiado!

Samsung/reprodução
Samsung/reprodução
Tudo sobre Samsung

Segundo relatório recente, a Samsung planeja deixar de utilizar funcionários humanos em suas linhas de produção de semicondutores até 2030. A empresa iniciou o desenvolvimento do “Smart Sensing System”, que visa melhorar o rendimento dos wafers de silício e mudar como suas fundições operam, tornando suas fábricas 100% automatizadas até o final da década.

O processo de transição envolve soluções de IoT e automação auxiliados por IA, e o primeiro passo é implantar um sistema robusto de monitoramento e sensores de visão computacional. Segundo a ET News, a Samsung vem investindo dezenas de milhões de dólares em projetos de sensores inteligentes, com a projeção de que o valor se pague no longo prazo, tanto no custo de operação quanto no rendimento de suas fundições.

Continua após a publicidade

Big Data e IA em processos industriais

Empresas de diversos setores já operam com fábricas inteligentes, algumas já bem próximas de 100% de automação. No entanto, de maneira geral, isto é mais viável atualmente em linhas de produção mais pesadas, que envolvem processos menos sensíveis.

Em todo caso, todo processo de automação envolve algum nível de visão computacional, seja para mapear rotas de robôs, seja para identificar possíveis problemas de qualidade do produto. Por isso, o setor de IoT industrial é um dos que mais pode se beneficiar a curto e médio prazo das soluções de Inteligência Artificial em escala.

Quanto mais sensíveis e precisos os sensores utilizados, mais dados eles conseguem coletar. Isto é crucial para, por exemplo, controlar a uniformidade do plasma em processos de alta precisão, como a fabricação de semicondutores. 

Até então, a maioria do processamento de volumes elevados de dados exige conectividade constante a servidores de Big Data. Contudo, com os novos processadores de servidores AMD e Intel auxiliados por IA embarcada, é cada vez mais viável trazer essas estações de processamento para a borda, ou mesmo instalações locais. 

Com isso, eventuais quedas de conectividade podem afetar alguns aspectos de monitoramento e controle de futuras fábricas automatizadas, mas não deve ter impacto nas linhas de produção. Sendo assim, tudo indica que além dos sensores inteligentes, a Samsung também deve passar a investir em breve em soluções de borda para Big Data, visando aumentar produtividade e reduzir custo total de operação de suas fábricas.

Continua após a publicidade

🛒 Compre notebooks com CPU Intel Core pelo melhor preço!

🛒 Compre notebooks com CPU AMD Ryzen pelo melhor preço!

Fonte: ET News