YouTube deixa iPhone de fora da lista de melhores dispositivos para rodar o app

Por Wagner Wakka | 09 de Agosto de 2018 às 17h13
Tudo sobre

YouTube

Durante o anúncio do Galaxy Note 9, em evento da Samsung nesta quinta-feira (9), a empresa informou que o sistema de som do aparelho vinha com um mecanismo da AKG, o que coloca o smartphone como “YouTube Signature” (ou seja, recomendado pelo YouTube). Isso levantou a curiosidade sobre o que é este tipo de recomendação da rede social.

Pois bem, trata-se de uma certificação recente da empresa que leva em conta alguns fatores voltados à execução de vídeo e capacidade de som dos devices. No site oficial, a empresa lista apenas 18 aparelhos que considera ideais para a rede social, entre eles o Note 9, Galaxy S8/S8+/S9/S9+, Pixel 2/2XL, Xperia XZ1 e outros aparelhos da HTC, OnePlus e LG. Entretanto, nenhum da Apple aparece na lista.

A Google justifica esta certificação dizendo que estes são “smartphones que podem entregar o melhor da experiência do YouTube, combinando novas gerações de tecnologia, desempenho de vídeo e confiança”.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Para isso, é preciso que o dispositivo tenha HDR, compatibilidade com 360º, alta taxa de quadros, decodificação em 4K, desempenho em DRM (direitos digitais) confiável e codecs da última geração.

“Nós trabalhamos com as fabricantes para verificar se estes aparelhos alcançam ou excedem nossas expectativas de desempenho”, informa o site oficial do YouTube.

O que pode ter deixado os iPhones de fora desta lista pode ser o codec. Atualmente, os dispositivos da Apple ainda não são compatíveis com o VP9, um tipo de codec desenvolvido pela Google, otimizado para aparelhos Android. Segundo o YouTube, a utilização desta ferramenta pode fazer com que sejam alocados 30% a menos de banda para execução de um vídeo na rede social. Tal certificado exige que o aparelho tenha o VP9.

Até o momento, contudo, apenas a Samsung parece ter utilizado desta certificação para promover seus produtos, uma vez que outras empresas apareceram ali muito antes do surgimento do Note 9.

Fonte: YouTube

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.