Fique tranquilo: o WhatsApp não vai publicar suas mensagens no Facebook

Por Felipe Junqueira | 26 de Janeiro de 2021 às 16h00
Rachit Tank/Unsplash

O WhatsApp começou o ano de 2021 com um aviso aos usuários de que mudaria as regras de privacidade do serviço a partir de 8 de fevereiro. Posteriormente, o Facebook, empresa dona do mensageiro, postergou a alteração para 15 de maio, para ter tempo de explicar melhor o que muda e como isso afeta o dia a dia dos usuários.

O Canaltech pegou algumas das principais dúvidas publicadas nas redes sociais para responder e tentar ajudar o melhor possível que todo mundo compreenda o que (e se) essas alterações afetam o uso do WhatsApp.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

As respostas a cada pergunta foram extraídas dos próprios termos do WhatsApp, além de publicações do mensageiro em redes sociais, e também de uma entrevista do presidente global do WhatsApp, Will Cathcart, à Folha de S.Paulo.

O Facebook vai publicar minhas conversas do WhatsApp?

A mudança foi divulgada largamente como um compartilhamento entre WhatsApp e Facebook, e não é difícil enxergar o motivo de muita gente entendê-la como uma espécie de integração entre mensageiro e rede social. Mas não se preocupe, pois nada do que você faz em um app será replicado no outro, a menos que você ative alguma função do tipo — como o compartilhamento de Status/Stories, por exemplo.

“A privacidade e a segurança das suas mensagens e chamadas pessoais continuam iguais”, garante a companhia. “Suas mensagens e chamadas são protegidas com a criptografia de ponta a ponta, e o WhatsApp e o Facebook não podem ler nem ouvi-las”, continua, explicando que os chats do mensageiro são privados, e ninguém pode ler o que você envia ou recebe ali, além do destinatário.

“Na atualização dos termos, nada muda em relação às mensagens pessoais”, reforçou Cathcart. “A única coisa que muda é que estamos descrevendo novos instrumentos para empresas. Se você quiser enviar uma mensagem para uma grande empresa, você vai poder. Mas só se você quiser falar com essa empresa”, disse o executivo.

Em outras palavras, as mensagens que você envia no WhatsApp seguem visíveis apenas para quem está no WhatsApp e, mais especificamente, apenas para quem você as enviou.

Minhas fotos e vídeos do WhatsApp serão compartilhados com o Facebook?

Arquivos compartilhados no mensageiro recebem a mesma criptografia de ponta a ponta das mensagens, ou seja, apenas o contato para o qual você enviar fotos e vídeos pode ver essas mídias. O presidente do mensageiro explicou isso de maneira clara e objetiva.

Inofgráfico detalha como o mensageiro lida com sua privacidade (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

“Nada muda em relação à informação pessoal que podemos compartilhar. Não sabemos o conteúdo das mensagens, nem dos vídeos e fotos que as pessoas mandam. Também não rastreamos quem está mandando mensagem para quem. Não acessamos sua lista de contatos e não compartilhamos com o Facebook”, garantiu Cathcart

Meu número de telefone e nome do WhatsApp vão aparecer no Facebook?

Só se você informar esses dados e deixá-los públicos na rede social. A mudança não implica uma integração entre Facebook e WhatsApp, mas sim uma mudança no tipo de informações que o mensageiro vai passar para a empresa Facebook. No fundo, inclusive, há poucas alterações, já que o aplicativo compartilha dados desde 2016.

“Há certos dados (os metadados) que nós já recolhemos e compartilhamos com o Facebook desde 2016, principalmente para combater spam e violações, como mensagens em massa”, disse Cathcart, que explicou que esses metadados são, “por exemplo, o horário em que acessou o aplicativo e o endereço de IP de onde você está acessando o WhatsApp”. Esses compartilhamentos estão previstos no Marco Civil da Internet.

As novidades dos termos incluem dados compartilhados com empresas, ou seja, o que você envia para contas comerciais e o que esses perfis podem fazer com esses dados. “Essas mensagens têm uma etiqueta diferente. Se você envia uma mensagem para uma dessas grandes empresas, essa mensagem ficará armazenada na empresa, muitas vezes na nuvem, e queremos deixar claro que estará na nuvem”, esclareceu o executivo.

Eu não tenho Facebook. Devo me preocupar mesmo assim?

Não há qualquer mudança real na maneira como o WhatsApp vai tratar suas mensagens pessoais, exceto aquelas enviadas a grandes empresas, com perfis comerciais do WhatsApp Business. Não há integração entre o mensageiro e a rede social Facebook, mas sim um compartilhamento de dados entre as empresas.

Dito isso, o ideal é que você se preocupe com sua privacidade sempre, mas, neste caso, não há nada alarmante que leve à recomendação de excluir sua conta ou o aplicativo do seu celular — ao menos nenhum motivo novo para isso.

O WhatsApp vai começar a exibir anúncios?

Até o momento, o Facebook não falou nada sobre passar a mostrar anúncios no mensageiro. A ideia por trás da mudança, explica a companhia, é obter informações para alimentar o seu algoritmo de publicidade utilizado nas outras redes sociais (Facebook e Intagram) e na plataforma semelhante ao Google AdSense, que vende publicidade inserida em outros sites, apps e jogos.

“Não vamos colocar anúncios na sua conversa do WhatsApp”, garantiu Cathcart. “Pequenos negócios usam o WhatsApp (Business) de graça, e poderão continuar, mas grandes empresas pagam pelo serviço. Não pagam para mandar anúncios para as pessoas pelo WhatsApp, isso continuará vetado”, salientou.

Então, o que muda?

Mudança mexe apenas com informações compartilhadas com empresas (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

A alteração nos termos de privacidade do WhatsApp já foi explicada pela própria empresa antes, mas é fácil resumir. Trata-se de novidades na maneira como as conversas entre usuários e perfis comerciais de grandes empresas do WhatsApp Busines serão tratadas. Mais especificamente, os termos deixam mais claro que esses chats podem ser armazenados pelas próprias empresas.

“Nós não vamos conseguir ver, mas a empresa pode armazenar”, argumentou o presidente da companhia. “Então, se você está enviando mensagem para um amigo, nada muda, tudo criptografado. Se você mandar uma mensagem para uma grande empresa que usa o Business API, ela vai armazenar em algum serviço de hospedagem”, explicou.

Portanto, resumindo, suas mensagens trocadas pelo WhatsApp, incluindo fotos, vídeos e outros arquivos, bem como suas informações pessoais como nome e número de telefone não serão publicados no Facebook. O compartilhamento não é entre os aplicativos, ou entre o mensageiro e a rede social, mas sim entre as empresas, e nada do que já era dividido antes será alterado.

O que muda é a relação do Facebook com os dados de mensagens de perfis comerciais. “Isso só afeta usuários do WhatsApp que enviam mensagens para essas grandes empresas que usam o Business API, não para mensagens pessoais ou para pequenas empresas que não usam esse serviço”, reforçou Cathcart.

Fonte: WhatsApp, Folha de S.Paulo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.