Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Twitter agora limita a busca por links do Threads

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 11 de Julho de 2023 às 16h24

Link copiado!

André Magalhães/Canaltech
André Magalhães/Canaltech
Tudo sobre Twitter

Quem usar a busca avançada do Twitter pode encontrar uma surpresa: a rede social não exibe links do Threads ao usar o filtro “url”, que refina a busca por todas as publicações que contenham um endereço da web.

Aparentemente, esse bloqueio só funciona ao usar o filtro na busca — se você digita o endereço completo, https://www.threads.net/, é possível ver resultados com links da rede concorrente. Ao buscar somente por "threads.net", pode-se encontrar tuítes variados de contas que incluem o nome do perfil da rede da Meta na descrição do Twitter — porém, não necessariamente possuem um link para a plataforma.

Problema está no filtro por links

Continua após a publicidade

A busca avançada do Twitter pode ser configurada para incluir diversos filtros e refinar os resultados. Ao inserir o prefixo “Url:” e um endereço, a rede exibe todos os resultados que possuem o link ou o domínio inserido na pesquisa.

A pesquisa “Url:threads.net” não exibe nenhum resultado, porém ela funciona normalmente ao se usar qualquer outro endereço, como “Url:canaltech.com”, ou das demais plataformas da Meta, como "Instagram.com" e "Facebook.com".

Até mesmo outros concorrentes mais antigos, como Bluesky, Mastodon e Koo, possuem URLs indexadas na pesquisa filtrada do Twitter.

Continua após a publicidade

Até o momento, nem o Twitter nem o Threads enviaram algum pronunciamento sobre a situação. Vale a pena lembrar que Elon Musk usou seu perfil na plataforma para atacar o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, nos últimos dias, e o departamento jurídico do Twitter enviou uma carta com ameaça de processo contra a criadora do Threads.

Não foi o primeiro caso de sumiço

O Twitter protagonizou uma situação parecida em abril deste ano: após o lançamento da ferramenta Substack Notes, que compete diretamente com o Twitter, a rede social bloqueou e reduziu o alcance dos links para o Substack.

Não houve nenhum comentário oficial sobre o assunto por parte da plataforma, mas muitos usuários e a própria empresa concorrente reclamaram sobre o ocorrido. Um dia depois, a situação se normalizou.