Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Twitter ameaça processar a Meta por causa do Threads

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 07 de Julho de 2023 às 09h26

Link copiado!

André Magalhães/Canaltech
André Magalhães/Canaltech
Tudo sobre Twitter

Horas após o lançamento do Threads, o Twitter ameaçou processar a Meta por supostamente criar um plágio da plataforma. O advogado do Twitter, Alex Spiro, enviou uma carta a Mark Zuckerberg para revelar as preocupações sobre como o novo app teria se apropriado de maneira “sistemática, intencional e ilegal” de propriedade intelectual e de segredos de negócio da empresa de Elon Musk.

A carta foi obtida pelo site Semafor e inclui também a acusação de que a Meta teria contratado dezenas de ex-funcionários do Twitter para acelerar o desenvolvimento do Threads e criar uma “cópia” da Rede do Passarinho — vale lembrar que o Twitter demitiu mais de quatro mil funcionários após a aquisição por Elon Musk.

Segundo Alex Spiro, essas pessoas tinham acesso a segredos de negócio e outras informações altamente confidenciais sobre o Twitter. O advogado ainda reforçou que a empresa teria o direito de procurar ajuda civil ou judicial para prevenir outros usos de propriedade intelectual pela Meta.

Continua após a publicidade

O Threads foi oficialmente lançado na noite da última terça-feira (5). A rede social requer a conta do Instagram para fazer login, importa contatos de lá e possui uma plataforma de microblogging baseado em texto: é possível fazer publicações de até 500 caracteres, com opção para anexar fotos e vídeos. A rede acumulou 10 milhões de usuários em apenas sete horas após o lançamento e mais de 50 milhões em um dia.

Musk considera o caso como “trapaça”

Após a notícia sobre a ameaça de processo, o dono do Twitter, Elon Musk, resolveu dar as caras na rede social e comentar sobre o tema. Em resposta a uma publicação com a notícia, Musk disse que “competição é legal, mas trapacear não”, endossando o tom da acusação do advogado.

Meta responde

A resposta da Meta veio através do diretor de comunicações do Facebook e porta-voz da empresa Andy Stone. Em sua conta no Threads, Stone desmentiu a acusação e afirmou que “nenhuma pessoa na equipe de engenheiros do Threads é um ex-funcionário do Twitter."

Post by @andymstone View on Threads

Enquanto a luta no ringue entre Elon Musk e Mark Zuckerberg ainda não sai do papel, ambos continuam a briga a partir de ameaças de processo e comunicados em redes sociais.

Continua após a publicidade

Fonte: Semafor