Rússia confirma bloqueio ao Facebook no país

Rússia confirma bloqueio ao Facebook no país

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 04 de Março de 2022 às 16h11
Igor Almenara/Canaltech

Nessa sexta-feira (4), o Serviço Federal de Supervisão de Comunicações, Tecnologia da Informação e Meios de Comunicação de Massa da Rússia, órgão executivo também conhecido como Roskomnadzor, anunciou o bloqueio do acesso ao Facebook no país. A entidade justificou a medida apontando para 26 casos de “discriminação contra a mídia russa” datados desde outubro de 2020.

As restrições impostas pela rede social aos veículos jornalísticos russos também motivaram o órgão a tomar providências. Segundo o comunicado divulgado pelo governo, a ação do Facebook é proibida por lei, sendo ela uma violação aos “princípios fundamentais da livre disseminação de informações e acesso sem obstáculos dos usuários russos à mídia local” em plataformas estrangeiras.

O Facebook e o Instagram limitaram o alcance de publicações de perfis vinculados a jornais russos (Imagem: Alveni Lisboa/Canaltech)

O Facebook não é o único a adotar medidas contra noticiários estatais russos, mas a suspensão de nenhuma outra plataforma foi anunciada por Roskomnadzor. No Spotify, conteúdos de canais vinculados aos veículos russos foram retirados do ar; no YouTube, canais do país também foram bloqueados.

Até agora, a Meta, detentora do Facebook, ainda não se manifestou sobre as novas restrições, mas provavelmente ela manterá a postura restritiva contra veículos russos. Além da empresa, a Microsoft, o Twitter e o Google também adotaram restrições contra o país, todos mencionando a escalada da invasão na Ucrânia.

Fonte: Roskomnadzor

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.