Facebook cancela conferência nos EUA por causa do coronavírus

Por Nathan Vieira | 17 de Fevereiro de 2020 às 20h30
Chung Sung-Jun/Getty
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

O Facebook realiza uma conferência anual de marketing em São Francisco, nos EUA, mas a deste ano foi suspensa nesta segunda-feira (17) por questões de saúde relacionadas ao coronavírus. A conferência estava programada para acontecer de 9 a 12 de março, com expectativa de receber cerca de 5 mil participantes.

De acordo com o Business Insider, o cancelamento ocorreu porque as preocupações em torno do vírus continuam a crescer. O novo coronavírus já infectou mais de 60 mil pessoas, e pelo menos 1.370 mortes foram relatadas. Nos EUA, foram confirmados 15 casos de coronavírus espalhados sete estados, com o 15º confirmado perto de San Antonio, Texas. "Com muita cautela, cancelamos nossa Conferência de Marketing Global devido à evolução dos riscos à saúde pública relacionados ao coronavírus", disse o porta-voz do Facebook, Anthony Harrison, ao portal em questão.

E essa conferência do Facebook não foi a primeira a ser cancelada: anteriormente, aconteceu a suspensão de outra conferência de tecnologia, a MWC de Barcelona, ​​um grande evento anual da indústria móvel previsto para o final de fevereiro.

Entretanto, uma porta-voz da San Francisco Travel disse ao portal Chronicle que o Facebook ainda pretende realizar a conferência em San Francisco no futuro: "O Facebook nos garantiu que (o cancelamento) não está relacionado especificamente a São Francisco e estamos ansiosos para recebê-los em 2021, 2022 e além", disse Joe Chronicle Joe D'Alessandro, presidente e CEO da San Francisco Travel.

O impacto do Coronavírus

Evolução constante do coronavírus tem gerado impacto em vários setores

Muitas empresas ficaram impactadas com o coronavírus, como a Tesla, que teve todo o seu cronograma de produção e entregas do Model 3 atrasado por conta da epidemia, o que inclusive acabou afetando as ações da companhia na Bolsa de Valores.

A montadora sul-coreana Hyundai decidiu interromper a produção de uma de suas linhas de montagens na Coreia do Sul por conta da doença. A ameaça do coronavírus já está atingindo também a indústria da tecnologia: alguns lançamentos de produtos foram atrasados ou sofreram mudanças, caso do Xiaomi Mi 10 Pro 5G, e a LG suspendeu todas as viagens de funcionários à China, além de instruir colaboradores que estão a trabalho no país para que interrompam todos os compromissos e retornem a seus países de origem o mais rápido possível. Razer também tomou medidas de restrição como essa para proteger seus trabalhadores e evitar uma disseminação mundial da epidemia, e gigantes como Apple e Google chegaram a fechar lojas e escritórios na China.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.