Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

API do Twitter vai custar mais de R$ 500 por mês

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 09 de Fevereiro de 2023 às 16h50

Link copiado!

Brett Jordan/Pexels
Brett Jordan/Pexels
Tudo sobre Twitter

O Twitter finalmente revelou o preço do acesso à sua API por desenvolvedores. Quem quiser criar soluções para a rede social deverá desembolsar US$ 100 (mais de R$ 500, pela cotação atual) por mês pelo nível básico. Ainda não está claro o que essa categoria significa, já que antes tudo funcionava gratuitamente de uma única maneira — embora houvessem níveis de acesso diferentes.

O Passarinho Azul tinha marcado o fim do acesso gratuito para esta quinta-feira (9), mas decidiu estender o prazo para o dia 13 de fevereiro para dar mais tempo aos criadores. Difícil é saber se alguém estará disposto a pagar tal quantia, principalmente se for residente de países com moeda mais fraca perante o dólar, como o Brasil.

Continua após a publicidade

Alguns desenvolvedores que criaram clientes de acesso alternativo para o Twitter, como o TweetBot e Tweeterrific, encerraram as operações após ficarem dias fora do ar. Na época, pensou-se tratar de algum bug, mas a rede social confirmou que a interrupção era proposital — para evitar o lucro de terceiros sem repasse à plataforma.

API para bots

No começo desta semana, Elon Musk desistiu de bloquear o acesso total à API do Twitter após elogiar um perfil de gato. A conta registra toda vez que o gato Pépito entra e sai de casa, mostrando uma foto e o horário da movimentação. O bilionário disse que a conta não deveria perder acesso ao sistema do Twitter porque faz parte da história e produz "bom conteúdo" — e outras similares também poderiam ser mantidas gratuitamente.

Continua após a publicidade

Para esses robôs, o Twitter terá uma "API light" que permitirá o uso de "somente gravação", ou seja, apenas para replicar conteúdo diretamente na plataforma. Haverá um limite de 1,5 mil tuítes por mês para os bots, algo próximo a dois posts por hora, o que é pouco para este tipo de perfil.

O difícil é imaginar como um perfil de robô poderia lucrar fazendo pouco mais de dois posts por hora no final do mês ao ponto de desembolsar US$ 100 e ainda manter as operações. Será preciso ver como os proprietários de tais contas vão reagir ao anúncio de hoje.

Incertezas no Twitter

Não se sabe ainda como funcionará a "API Premium" nem como será feita a assinatura do serviço, mas assinante do Premium poderá solicitar o Enterprise para continuar usando os endpoints. Fato é que hoje já existem contas com acesso à versão 1.1, mas este deve ser suspenso a partir do dia 13.

Continua após a publicidade

Também ainda falta esclarecer se o serviço vai disponibilizar algum tipo de solução para pesquisadores e especialistas. Esses profissionais tinham acesso especial por uma API exclusiva de dados, que permitia extrair dados para fins acadêmicos. Com a cobrança da API, fica a dúvida se o acesso será interrompido, o que poderia prejudicar a transparência do próprio Twitter.

Esta é mais uma cartada do bilionário para tentar extrair dinheiro do Twitter a qualquer custo. O Twitter Blue é outra frente de atuação e chegou ao Brasil nesta semana custando até R$ 60 por mês. A empresa também está em busca de novos recursos para atrair investidores e trazer de volta os anunciantes, que pularam fora desde a entrada de Musk na presidência.