Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Twitter Blue agora permite tuítes de até 4 mil caracteres

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 09 de Fevereiro de 2023 às 11h17

Link copiado!

Twitter/Divulgação
Twitter/Divulgação
Tudo sobre Twitter

O Twitter liberou tuítes com até 4 mil caracteres para assinantes do Blue nos Estados Unidos. Quem é inscrito no serviço poderá criar publicações mais extensas sem precisar recorrer os tuítes sequenciais de fio. O anúncio oficial foi publicado na conta do Twitter Blue, já com a demonstração de um post bem maior que o habitual.

A publicação surgirá na timeline das pessoas como um tuíte normal, portanto poderá ser vista, curtida, citada e respondida por todos. Já os não assinantes segurião podendo montar fios com vários posts de no máximo 280 caracteres cada.

Continua após a publicidade

Para evitar uma tela muito cheia de "textões", a plataforma passou a esconder os conteúdos maiores atrás de um botão "Mostrar mais". Ao clicar ali, o leitor vê toda a mensagem na íntegra e em um único tuíte, como se estivesse no Facebook e em outras redes sociais com suporte a mais caracteres.

Como parece ser algo ainda em fase de ajustes, a funcionalidade tem algumas limitações. Não é possível agendar posts longos nem salvá-los com rascunhos, o que definitivamente poderia ser útil para um conteúdo tão extenso.

Tuítes mais extensos são necessários?

A maior vantagem do recurso é otimizar o tempo de quem produz conteúdo multi-plataforma. Você pode criar um mesmo post para o Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter, postando tudo de maneira condensada e sem a necessidade de construir cada tuíte individualmente.

Por outro lado, há quem ache essa adição ruim para a rede social, porque tiraria o viés mais imediatista do serviço. O Twitter sempre foi reconhecido pelas mensagens curtas, rápidas, de fácil assimilação e em tempo real, então isso poderia se perder com conteúdos muito densos.

Esta é mais uma tentativa de Elon Musk de atrair pessoas para assinar o Twitter Blue, o que geraria mais recursos para sustentar a plataforma. O problema é que esta ainda parece ser uma novidade muito simplista para convencer as pessoas a pagar US$ 8 por mês ou R$ 42 (preço oficial do Brasil por "tempo limitado").

A adição não chega a ser uma novidade, porque o bilionário dono do Passarinho Azul havia prometido mais caracteres. Inicialmente, pensou-se apenas mil letras e emojis, porque Musk respondeu uma mensagem que falava sobre essa quantidade, mas depois foi possível visualizar os testes com 4 mil caracteres.

Continua após a publicidade

Twitter Blue no Brasil

Vale lembrar que o Twitter Blue finalmente chegou ao Brasil nesta semana, mas ainda não possui todos os benefícios dos assinantes — alguns recursos de acesso antecipado são liberados apenas para testadores. Além dos "brasucas", também foram contemplados usuários da Arábia Saudita, Alemanha, Espanha, França, Índia, Indonésia, Itália e Portugal.

Para quem deseja o selo azul, o Twitter Blue vai conceder a marca para os pagantes. Também é possível subir vídeos com até uma hora de duração, desfazer tuítes e, futuramente, reduzir pela metade a quantidade de propagandas visualizadas.

Continua após a publicidade

O Twitter Blue foi lançado em 2021, mas nunca apareceu de forma oficial por aqui. Nos últimos anos, os usuários receberam alguns sinais de um possível lançamento futuro, mas sem nenhum posicionamento oficial.