Conheça os Vingadores Sombrios e saiba por que eles estão mais próximos do MCU

Conheça os Vingadores Sombrios e saiba por que eles estão mais próximos do MCU

Por Claudio Yuge | 02 de Maio de 2021 às 11h00
Marvel

Não é de hoje que há boatos e indícios de uma possível adaptação dos Vingadores Sombrios no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês). Como o próprio nome indica, a equipe dos quadrinhos é uma versão “distorcida” dos Vingadores, que nasceu quando a população e os líderes mundiais perderam a confiança na equipe original e elegeu um novo grupo para proteger a todos de grandes ameaças.

Aos olhos públicos, eles eram apenas os Vingadores, mas, nos bastidores, seus componentes, sua liderança e suas intenções deixaram nítidas as ações mais sombrias da superequipe. Assim como os originais, eles tinham em sua formação um um semideus como Thor, um Capitão América e um Homem de Ferro — até mesmo uma mistura desses dois. A formação inicial tinha até seu próprio Wolverine e Homem-Aranha. Mas não se engane: não se tratavam dos originais, e sim de vilões da Casa das Ideias se fazendo passar pelos heróis tradicionais. Vale destacar que toda essa fase foi desenhada pelo brasileiro Mike Deodato.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics

Alguns desses personagens começaram a aparecer no MCU e as histórias dos filmes e séries mais recentes, associados ao calendário já confirmado para os próximos anos, apontam realmente para o nascimento dos Vingadores Sombrios. Mas quem são eles nos quadrinhos? E de que forma podem aparecer nas telonas — e nas telinhas?

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O Canaltech conta para você, mas atenção: o texto pode conter spoilers de Falcão e o Soldado Invernal, portanto, fique avisado.

Das cinzas da Invasão Secreta

Em 2008, a Marvel ainda vinha recuperando a franquia Vingadores, que nos anos 1990 entrou em decadência, assim como seus principais personagens — Thor, Capitão América e Homem de Ferro. Então, tanto a equipe quanto seus protagonistas precisavam de uma revisão. O roteirista Brian Michael Bendis teve a ideia de desmantelar o grupo aos poucos, para então reconstruí-lo, a partir de várias sagas. E uma delas foi Invasão Secreta.

Na trama, os Vingadores descobrem que os metamorfos Skrull invadiram a Terra há anos e estão infiltrados em toda nossa sociedade, substituindo celebridades, líderes governamentais e até heróis e vilões. Para piorar, muitos dos próprios alienígenas sofreram lavagem cerebral de sua própria líder, para que eles não se lembrassem de suas origens. Ou seja, isso fazia com que os próprios extraterrestres pudessem acreditar que realmente fossem detentores das identidades originais.

Essa informação se tornou pública, o que deixou o mundo todo em constante estado de paranoia, já que as pessoas se perguntavam: será que o Capitão América é um Skrull? E o presidente dos Estados Unidos? E meu chefe no trabalho? E meu vizinho? Essa foi uma forma também da Marvel promover um reboot em vários personagens que vinham apresentando histórias muito irregulares nos últimos anos. Dessa forma, o comportamento “estranho” e as inconsistências seriam explicadas pelo fato de a pessoa ser um Skrull — foi o que aconteceu com Elektra, por exemplo.

Norman Osborn é visto como herói pela opinião pública durante a Invasão Secreta
(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Depois de desmascarar todos — ou quase todos — os alienígenas, os Vingadores viram sua imagem pública deteriorar a um nível sem precedentes. Isso porque o mundo ainda estava abalado com os eventos de Vingadores: A Queda, Dinastia M e Guerra Civil, arcos anteriores de 2005 a 2007, em que a Feiticeira Escarlate fica insana e, além de destruir a equipe, reconstrói a realidade de todo o planeta e depois decreta o fim do nascimento de mutantes.

Logo após estar no epicentro desses eventos catastróficos, parte dos Vingadores se revela como Skrulls, o que deixa a população aflita e ainda mais desconfiada sobre a direção e as ações de um grupo afetado por conflitos internos, traições e invasão. O governo dos Estados Unidos decide agir e, então, escolhe seus próprios protetores.

Ascensão de Osborn e dos Vingadores Sombrios

Bem, seguindo com a trama, para os olhos do público, foi Norman Osborn, aparentemente reformado de seus dias de Duende Verde, quem matou a Rainha Skrull e encerrou a Invasão Secreta. Dessa forma, a opinião da sociedade civil organizada e a do governo dos Estados Unidos elegeram-no como chefe da Iniciativa dos Cinquenta Estados, da Iniciativa Thunderbolts e da SHIELD.

Osborn, então, transformou os Thunderbolts, formado por vilões, em uma equipe de operações secretas para fazer o “serviço sujo” por debaixo dos panos — falaremos sobre a história dos Thunderbolts em outra ocasião. A SHIELD se transformou na organização conhecida como HAMMER. A Iniciativa dos Cinquenta Estados, que era parecido com o “Tratado de Sokovia” do MCU e previa o cadastro de superseres, ficou sob controle de Osborn e Tony Stark, seu ex-diretor, foi considerado culpado pela Invasão Secreta e se tornou um fugitivo procurado pelo governo dos Estados Unidos.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics

Assim, os Vingadores foram “reformulados” na sua versão sombria com personagens que transitam entre os mocinhos e os bandidos, a exemplo de Sentinela, Ares e Noh-Varr (na época o Capitão Marvel); e vilões que assumiram a identidade de heróis conhecidos. Rocha Lunar se tornou a Capitã Marvel, Venom se passou por Homem-Aranha, o Mercenário vestiu a roupa do Gavião Arqueiro e Daken, o filho de Wolverine, ficou em seu lugar. E o próprio Osborn assumiu a armadura do Patriota de Ferro.

Posteriormente, Osborn e sua equipe foram desmascarados e os Thunderbolts, assim como os Vingadores Sombrios, mudaram de formação, inclusive com John Walker, o Agente Americano, na liderança dos Novos Vingadores Sombrios.

Como podem ser os Vingadores Sombrios no MCU?

Bem, o Barão Zemo foi o fundador dos Thunderbolts, a partir de seu antigo grupo, os Mestres do Terror. E como ele ganhou destaque em Falcão e o Soldado Invernal, não seria uma surpresa se a Marvel apostasse em sua liderança em alguma equipe parecida. Já a Condessa Valentina Allegra Fontaine deixou bem claro que pretende usar John Walker como Agente Americano em futuras missões, o que deixa ambos ainda mais próximos dos Vingadores Sombrios.

Some a ambos à presença do Visão Branco, que, após os eventos de WandaVision, possivelmente não deve se juntar aos Vingadores tradicionais; e do Abominável, confirmado na série da Mulher-Hulk, que também terá o General Ross, provavelmente em sua versão Hulk Vermelho. Só nessa lista já podemos ter uma possível escalação dos Vingadores Sombrios — isso sem contar o suposto aliado para quem a condessa estaria trabalhando. E adicione também Sharon Carter, revelada a Mercadora de Poder, que pode estar associada a outros líderes interessados em um time de superseres.

John Wallker fez parte dos Novos Vingadores Sombrios (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Vale destacar que a série Invasão Secreta vem aí e a Marvel está apostando alto na adaptação, com a possível escalação de um elenco de peso, com direito à oscarizada Olivia Colman e Emilia Clarke, de Game of Thrones. E junte os aspectos políticos da adaptação da Guerra das Armaduras, que deve trazer de volta o Justin Hammer de Sam Rockwell, é há ainda mais possibilidades para os Vingadores Sombrios se tornarem uma realidade no MCU — eles seriam a oposição perfeita aos Vingadores tradicionais.

Já a presença de Norman Osborn é mais complicada, porque ele faz parte dos direitos que a Marvel precisa negociar com a Sony, atual detentora dos direitos de tudo relacionado ao Homem-Aranha. Embora o personagem tenha escalado para um vilão de todo o Universo Marvel, ele ainda tem raízes profundas com o aracnídeo. Seu nome tem sido cogitado para o grande malfeitor de Spider-Man: No Way Home, contudo, como essa questão do licenciamento, fica difícil imaginar a Marvel Studios apostar em sua figura para algo maior que envolva muitas ramificações no futuro do MCU.

Os Vingadores Sombrios podem até mesmo abraçar Loki, que na versão de sua própria série ainda é mais inclinado à sua faceta vilã; e à Viúva Negra Yelena Belova, que vai estrear no filme de Natasha Romanoff e, assim como a maioria das viúvas, costuma “mudar de lado” no campo de combate. Bem, as peças estão todas se movimentando para a introdução dessa equipe, que é um “espelho distorcido” dos Maiores Heróis do Mundo. Resta aguardar para ver no que dá.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.