Apple é nomeada mais uma vez como a Empresa Mais Admirada do Mundo

Por Rafael Rodrigues da Silva | 22 de Janeiro de 2019 às 18h29
Kevork Djansezian/Getty Images
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Depois de tantas manchetes sobre como a Apple está em crise com a queda no número de vendas de smartphones, a proibição da venda de alguns modelos de iPhone na Alemanha e na China e as diversas disputas judiciais em que a empresa está envolvida, finalmente a companhia recebe uma boa notícia este ano: ela foi considerada pela revista Fortune como a Empresa Mais Admirada do Mundo em 2018.

O título é o 12º consecutivo concedido à Maçã pela Fortune, e nesta edição teve o top 5 das empresas mais admiradas completado pela Amazon (2º), a Berkshire Hathaway (empresa gestora pertencente ao bilionário Warren Buffet, que terminou na 3ª colocação), a Walt Disney (4º) e a rede de cafeterias Starbucks (5º). Já entre os principais rivais da Apple, a Microsoft ficou na 6ª colocação, a Google terminou em 7º e a Samsung ficou apenas no 50º lugar da lista.

Não apenas isso mas, apesar da narrativa de crise da empresa que está sendo noticiada pela imprensa nos últimos meses, a Apple também liderou em todas as categorias da pesquisa, ficando em primeiro nos quesitos de inovação, qualidade da gerência, responsabilidade social, uso de ativos corporativos, saúde financeira, qualidade dos produtos e serviços e competitividade global.

A pesquisa foi feita com 3.750 pessoas divididas entre executivos, diretores, analistas e experts da indústria, e pediu que cada um deles escolhessem as 10 companhias que eles mais admiravam de uma extensa lista onde constavam as principais empresas do mundo de todos os setores de produção, onde cada colocação ganhava uma pontuação diferente e, no final, se somava a pontuação entre todos os votantes para definir a colocação de cada empresa.

Além de perguntar sobre as indústrias em si, essas pessoas também foram perguntadas sobre a opinião que elas tinham sobre os CEOs dessas empresas, e ainda que muitos tenham preferido não responder, 79 participantes acharam que Tim Cook, CEO da Apple, tem seu trabalho na empresa “subestimado”, enquanto outros 183 acham que ele é “superestimado” pelo mercado.

Fonte: Mac Rumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.