Apple Watch Series 7 vs Series 6: o que muda de uma geração para outra?

Apple Watch Series 7 vs Series 6: o que muda de uma geração para outra?

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 18 de Outubro de 2021 às 09h43
Erick Teixeira/Canalteh

O Apple Watch Series 7 já está oficialmente à venda com tela maior que as gerações anteriores, mas poucas mudanças em funções e acompanhamentos de atividade física e saúde do usuário. Naturalmente, vale a pena fazer uma comparação com o Watch Series 6 para ver o que há de novo realmente e qual vale a pena comprar, ou mesmo se compensa fazer o upgrade.

Nos próximos parágrafos, o Canaltech avalia as especificações e características gerais dos dois modelos para ajudar quem está em dúvida entre o Apple Watch Series 7 e o Series 6.

Apple Watch Series 7 vs Series 6: design e construção

Aparência das duas gerações é praticament a mesma (Imagem: Ivo/Canaltech)

Depois de três gerações sem mexer nos tamanhos da caixa e na construção do seu relógio inteligente, a Apple finalmente mudou algumas características físicas no Watch Series 7. Agora, o dispositivo possui caixas de 41 mm ou 45 mm, em vez dos 40 mm ou 44 mm do Series 6 (mesmas opções disponíveis no SE, 4 e 5, inclusive).

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Outra novidade é a presença de resistência à poeira, com certificação IP6X, que não estava presente nos modelos anteriores. De resto, a aparência e o design geral são basicamente os mesmos tanto no Apple Watch Series 7 quanto no Watch Series 6, com uma caixa que tem tela na parte de cima, vários sensores abaixo e as entradas para as pulseiras.

Ambos os modelos podem ser utilizados em qualquer braço, com a possibilidade de manter os botões — um pressionável e uma Digital Crown com resposta tátil — no lugar que for mais conveniente. É que as pulseiras podem ser encaixadas da maneira que o usuário preferir, e a caixa se adapta para uso no pulso esquerdo ou direito, com os botões sempre virados para o lado da mão.

A caixa pode ser encontrada em três tipos de material, tanto no Series 7 quanto no Series 6: titânio, aço inoxidável e alumínio 100% reciclado.

Apple Watch Series 7 vs Series 6: tela

Comparação das telas dos Applw Watch Series 7, 6 e 3 (Imagem: Divulgação/Apple)

A tela é o grande destaque entre as mudanças do Apple Watch Series 6 para o Series 7. O display aumentou em 20%, graças à redução das bordas em 40%, com 1,7 mm do novo modelo contra 3 mm do anterior. A Maçã não revela o tamanho em polegadas do visor de seus relógios inteligentes, mas dá para saber que há mais espaço para conteúdo e para os botões ficarem mais espaçados, o que significa maior conforto no uso do dia a dia.

Além disso, a Maçã explica que há um efeito de refração de luz nas bordas que “estende a imagem até o limite e cria um efeito sutil e envolvente, integrando o cristal frontal em um design uniforme”. Em outras palavras, o usuário não deve perceber as bordas da tela do Watch Series 7, que já eram consideravelmente pequenas e pouco perceptíveis no Watch Series 6.

Inclusive, essa tela maior levou a Apple a optar por material mais durável, com cristal mais resistente que o da geração anterior. Esse componente do novo modelo tem espessura 50% maior, sendo duas vezes grosso no ponto mais alto. Porém, o dispositivo como um todo não ficou mais espesso, já que o painel OLED mais fino foi integrado ao sensor tátil. Em suma, o vidro ficou mais grosso, mas o display em si ficou mais fino.

A tela maior ainda é destacada para o uso de aplicativos como Calculadora e Cronômetro, já que os botões ficaram maiores e mais espaçados. Alguns ganharam mais espaço para botões extras, como o timer, que agora tem um atalho para redefinir a contagem do tempo.

Não há muita mudança além do tamanho. Ambos oferecem um display OLED sensível ao toque, que a empresa chama de Tela Retina Sempre Ativa, pois fica sempre ligada para mostrar as horas e outras informações do mostrador escolhido. O brilho máximo segue em 1.000 nits, que é uma intensidade boa o bastante para usar na rua, sob a luz do sol. A resolução da tela também aumentou um pouco, para manter a boa densidade de pixels.

Sendo assim, a caixa de 45 mm do Apple Watch Series 7 tem 396 x 484 pixels, contra 368 x 448 pixels da caixa de 44 mm do Watch Series 6. Já a de 41 mm da nova geração traz 352 x 430 pixels, contra 324 x 394 pixels na de 40 mm da geração passada.

Apple Watch Series 7 vs Series 6: desempenho e recursos

Apple Watch Series 7 tem os mesmos sensores e monitoramento do antecessor (Imagem: Divulgação/Apple)

Como de costume entre gerações, o Apple Watch Series 7 traz processador mais veloz que seu antecessor. O novo S7 SiP possui dois núcleos de 64 bits e é até 20% mais rápido que o chip S5 do Apple Watch Series 5. Curiosamente, é a mesma vantagem do S6 SiP da sexta geração sobre o chip da antecessora. De resto, ambos possuem o mesmo chip de conexão sem fio e de banda larga.

Com relação a recursos e interface, também não há muita novidade na geração 2021. Ambos possuem modelo com ou sem 4G, o que permite escutar músicas online mesmo sem ter um iPhone por perto. Os modelos Wi-Fi dependem de um celular conectado e sempre próximo para isso, mas oferecem a alternativa de baixar algumas canções para o armazenamento interno para fazer a reprodução offline. O relógio tem 32 GB de armazenamento nas duas gerações.

Ambos rodam o watchOS 8, que está disponível por atualização para o Apple Watch Series 6. Entre as novidades da nova versão do sistema operacional dos relógios da Maçã estão a reformulação do app Respirar, melhorias de acessibilidade e expansão do Modo Não Perturbe. O Canaltech tem uma matéria em que descreve todas as novidades do watchOS 8.

Acompanhamento Físico

ECG está presente nas duas versões (Imagem: Divulgação/Apple)

Não há muita novidade nos recursos de acompanhamento físico, seja para saúde ou exercícios. Ambos oferecem eletrocardiograma (ECG) e monitoram o oxigênio no sangue automaticamente, além de acompanhar a qualidade do seu sono.

Nas atividades físicas, a Apple destaca que o Apple Watch Series 7 agora possui um acompanhamento automático mais completo para ciclistas, detectando o momento em que você começa a pedalar. A partir daí, além de seguir o ritmo do seu corpo com a opção de informar por voz dados como velocidade e distância, ele também ativa uma detecção de queda otimizada para bicicletas.

Outra novidade é o serviço Apple Fitness+, que chegará para todos os relógios da Maçã a partir do Series 3. Trata-se de uma opção extra com treinos atualizados frequentemente para ajudar quem está começando ou para quem quer uma espécie de personal trainer, com opções de exercícios para realizar.

Ambos também fazem o acompanhamento do ciclo menstrual, além de monitorar diversos tipos de exercícios físicos, como caminhadas, subir escadas, treino HIT, ioga, tai chi, pilates e muitos outros.

Apple Watch Series 7 vs Series 6: bateria e carregamento

Tanto o Apple Watch Series 7 quanto o Series 6 têm bateria para até 18 horas de uso médio, segundo estimativa da própria Apple. A Maçã não divulga a capacidade de carga em cada modelo, mas podemos imaginar que a nova geração tem bateria um pouco maior, já que mantém a estimativa de uso do antecessor mesmo com tela maior.

Ao menos agora é possível monitorar o seu sono sem precisar ficar um tempão sem monitorar sua saúde. O Apple Watch Series 7 possui carregamento até 33% mais rápido que as gerações anteriores, e consegue garantir bateria suficiente para oito horas de monitoramento do seu sono com apenas oito minutos na tomada.

O novo carregamento rápido do Series 7 é compatível com fontes de terceiros, mas só atinge a velocidade máxima com o novo cabo magnético.

Apple Watch Series 7 vs Series 6: qual vale a pena?

Diferença de preço grande torna o Apple Watch Series 6 mais vantajoso (Imagem: Ivo/Canaltech)

O novo lançamento da Apple em relógios inteligentes chega às lojas no terceiro trimestre de 2021 com poucas novidades em comparação com a geração anterior. Basicamente, há um aumento no tamanho da tela e o suporte ao carregamento mais rápido. Não há nenhuma nova função de destaque, e mesmo o desempenho parece não ter um grande salto.

Sendo assim, vale a pena ficar de olho nos preços. Nos primeiros meses, enquanto o Apple Watch Series 6 estiver disponível em grande quantidade nos estoques de varejistas brasileiras, a sexta geração tende a ter preço bem mais em conta, e pode valer muito mais a pena investir nele do que na versão mais recente. Com o passar do tempo, a coisa deve mudar de figura e os valores podem se aproximar, e aí o Series 7 já começará a compensar mais.

Se você pensa em fazer um upgrade, também deve ficar de olho nos preços. Não acho que uma troca do Series 6 para o Series 7 seja uma boa ideia mesmo quando os valores se aproximarem, mas para quem possui um Series 5 ou anterior, pode ser uma boa aproveitar a tela maior mais para a frente. Porém, pode ser mais interessante ainda esperar uma oitava ou até nona geração, com mais funções, para finalmente fazer a troca.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.