Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review Realme Note 50 | Um celular para quem quer o básico

Por| Editado por Léo Müller | 30 de Março de 2024 às 14h00

Link copiado!

Review Realme Note 50 | Um celular para quem quer o básico
Review Realme Note 50 | Um celular para quem quer o básico

O Realme Note 50 chega para competir com uma extensa lista de celulares básicos, mas, em um nicho tão concorrido, os fabricantes precisam encontrar formas de se destacar. Nesta análise, descrevo minha experiência de uso com o celular e digo se você deve ou não investir nele. 

Continua após a publicidade

Desempenho

O Realme Note 50 chega ao Brasil em duas versões, uma com 3 GB de RAM e 64 GB de armazenamento e outra 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Eu testei o aparelho com mais memória, mas mesmo sendo um modelo básico, achei que o desempenho deixou a desejar em alguns quesitos. 

Saindo da caixa com o Android 13, rodando sob a Realme UI T Edition, o celular conseguiu realizar tarefas simples como navegar na internet pelo Chrome, usufruir de redes sociais como Twitter, Instagram e TikTok, assistir a filmes e séries em streaming e usar mensageiros como o WhatsApp. Ainda que todas essas tarefas sejam básicas e simples, não posso dizer que a experiência foi totalmente fluída. 

Continua após a publicidade

Mesmo usando o navegador de internet, pude notar alguns “engasgos” durante o uso. O mesmo se repetiu para o uso de aplicativos de rede social, principalmente ao entrar em menus de configuração. 

Ainda que o dispositivo possua pouca memória RAM, temos um chipset Unisoc T612 sob o capô, lançado em 2022, o que explica essas quedas de desempenho. Devo dizer que consegui realizar todas as atividades sem grandes problemas, mas algumas otimizações poderiam ser feitas para extrair o melhor desse conjunto de recursos.

Continua após a publicidade

Tela e som

A tela do Realme Note 50 é composta por um painel IPS LCD de 6,74 polegadas, resolução HD+ de 1600 x 720 pixels e taxa de atualização de 90 Hz. Ainda que a taxa de atualização ajude na fluidez do dispositivo, outros aspectos acabam prejudicando um pouco a experiência de uso, tais como as cores “lavadas” e um certo incômodo visual ao colocar o brilho no máximo.

A tela conta com um entalhe em forma de gota que abriga a câmera frontal. Ainda que esse seja um design já datado, muitas fabricantes ainda o adotam para modelos mais básicos, e a Realme tenta se sobressair ao implementar o recurso “Minicápsula” no local, que cria a ilusão de que temos algo similar ao Dynamic Island do iPhone. Através do recurso, é possível conferir informações do status da bateria, uso de dados e estatísticas de passos. Ao falarmos sobre o áudio, temos um falante mono na borda inferior, uma construção esperada para um dispositivo de entrada.

Continua após a publicidade

Câmera

O conjunto de câmeras do Realme Note 50 é simples, mas consegue ser funcional o bastante para um modelo básico. O conjunto traseiro é composto por um sensor principal de 13 MP, acompanhado de uma lente auxiliar de 0,08 MP, que serve apenas para ajudar no processamento das imagens. 

De modo geral, o celular é capaz de registrar imagens aceitáveis em ambientes bem iluminados, mas não espere por altos níveis de detalhes ou profundidade. Na parte frontal, temos um sensor de 5 MP para selfies e videochamadas, que apesar de simples, consegue registrar imagens aceitáveis. Não recomendo usar zoom dos sensores traseiros, já que ele distorce muito as imagens. Em condições de baixa luminosidade, o Modo Noturno não surpreende, trazendo apenas imagens com um filtro esbranquiçado que não realça os detalhes em comparação com as fotos normais.

Continua após a publicidade

Bateria

Continua após a publicidade

A bateria do Realme Note 50 possui capacidade de 5.000 mAh e é um dos pontos que acabou me desapontando. Fiz um teste com seis horas de uso real, usando como base redes sociais, streaming, navegação na internet e mensageiros. 

Após o fim do teste, ainda restavam 59% da bateria, o que significa uma estimativa de quase 15 horas de uso com uma carga completa. Tendo em vista outros concorrentes similares, posso dizer que o consumo foi extremamente alto, e a autonomia não é das melhores.

Antes de começar o teste, zerei a bateria para ver quanto tempo ela levaria para ficar com a carga total. Infelizmente, o carregador de 10 W incluso na caixa é bem lento, fazendo com que a carga total demorasse cerca de 2 horas e 45 minutos.

Continua após a publicidade

Concorrentes diretos

O primeiro concorrente a ser citado é o Redmi 13C, que pode ser encontrado por preços a partir de R$ 730. De acordo com a análise feita pela Jucyber, esse modelo possui configurações e preço similares ao Realme Note 50, mas entrega um desempenho de bateria melhor.

Outro concorrente é o Realme C53, que pode ser adquirido por cerca de R$ 800. De acordo com a análise feita também pela Jucyber, o celular traz um bom desempenho e boas fotos, sendo uma boa alternativa para o Realme Note 50.

Continua após a publicidade

Vale a pena comprar um Realme Note 50?

O Realme Note 50 pode ser uma boa opção de compra para quem busca um celular de entrada e com preços competitivos. Além disso, ele é um celular para uso básico, sendo destinado a pessoas que não visam a instalação de jogos, mesmo que os mais simples.

De acordo com a Realme, a versão de 3 GB de RAM e 64 GB de armazenamento tem preço sugerido de R$ 699, enquanto a versão de 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento sai por R$ 799, o que faz com ele seja bem competitivo com seus concorrentes. 

Continua após a publicidade

Contudo, quem levar o modelo para casa precisa estar ciente de que não se trata de um celular com desempenho exemplar. E ele só vale a pena se estiver mais barato que modelos como o Redmi 13C e o Realme C53.